15 janeiro 2019

9 livros que eu queria ler em 2018

Entra ano e sai ano e a nossa lista de desejados só aumenta. É como dizem, impossível ter uma lista pré-definida do que você quer quando se é leitor. Em Janeiro do ano passado eu tinha feito um post com 9 livros que eu estava ansiosa para ler no ano de 2018, e é óbvio que eu me surpreendi e muito ao rever a lista e descobrir que não li nem 1/3 do que propus. Então vamos ver quais foram os livros que eu citei e quais realmente li. Mas se você quiser dar uma conferida no post original, só clicar aqui.

14 janeiro 2019

Vantagens e desvantagens de se ter um Kindle

Ano passado eu tive o prazer de poder ir para a Bienal Internacional de São Paulo, um dos meus maiores desejos como leitora. E foi lá que eu tive oportunidade de comprar meu primeiro Kindle. Não comprei o Paperwhite então estou falando do 8ª geração, vulgo, o mais barato da Amazon.

Desde então minha experiência com as leituras tem mudado bastante, até porque eu li 126 livros no ano passado e posso dizer que metade deles foi através do Kindle. E agora, quais seriam as vantagens e as desvantagens de se ter um? Até porque a gente precisa sempre se preocupar com o investimento, não é como um livro que a gente paga R$35 e depois resolve trocá-lo no Skoob se não gosta, né?

Então eu vou falar sobre o que eu percebi do Kindle até agora para vocês que ainda estão na dúvida se querem ou não adquirir a plataforma.

12 janeiro 2019

Filme: Máquinas Mortais

Ontem conferi o filme Máquinas Mortais do livro homônimo de ficção científica. Pra quem quiser conhecer o livro, tem resenha no blog da Alice, então acesse aqui. Em um mundo pós-guerra que quase acabou com a humanidade, toda a tecnologia foi extinta. Agora para sobreviver, as grandes cidades precisam se locomover, se tornando então Cidades de Tração. Londres é uma delas, que se alimenta de outras cidades menores e assim por diante. 

Em um ataque a outra cidade, Hester Shaw (Hera Hilmarsdóttir), uma menina com uma cicatriz horrível, tenta matar Thaddeus Valentine (Hugo Weaving), o famoso arqueólogo de Londres. Ela o acusa de ter matado sua mãe. Tom Natsworthy (Robert Sheehan), um historiador aprendiz acaba o salvando. Só que ao perseguir a garota, Valentine acaba jogando Tom para foda da cidade por ele saber demais.

11 janeiro 2019

Falso positivo - KM Mendes | Resenha

Nina Proença e Matteo De Marco possuíam um relacionamento sem compromisso há mais de um ano, cansada de esperar uma atitude, ela resolve confrontá-lo, mas, ele rejeita qualquer compromisso sério. Sem alternativa, a garota desiste do seu amado, e passa a viver ansiando por uma atitude de Matteo, porém, quando ele a convida para um café, somente para devolver suas coisas que estavam em seu apartamento, Nina toma uma atitude drástica.
A jovem acredita estar grávida, mas ainda não havia feito um teste de gravidez. Ela joga a bomba, revelando um positivo. Matteo, atordoado, resolve pedi-la em casamento, pois sempre quis ter filhos e sua família era extremamente tradicional.
No entanto, ao fazer o teste de gravidez, Nina descobre um negativo. Sem alternativas, ou coragem de dizer a verdade, ela finge estar grávida, até conseguir realmente engravidar. Mas tudo muda de cenário com uma revelação sobre o passado de Matteo. E eles acabam rompendo.
Perdida, ao revelar a verdade, Nina percebe que a mentira doeu mais nela do que em Matteo.
O tempo passo e algo intrigante é revelado: tudo não passou de um falso negativo. Desolada, a jovem passa a trilhar uma jornada em busca de redenção e descobrirá que precisa amar a si mesma antes de amar Matteo De Marco.
Romance | 259 páginas | Editora Publicação Independente  

Nina e Matteo se conheceram na faculdade e há mais de um ano estão juntos compartilhando a mesma cama. Só que apesar do sexo, Nina quer que Matteo firme um compromisso com ela, afinal, ela praticamente é namorada dele, só ele não enxerga isso. Quando ela resolve confrontá-lo, ele acaba a dispensando. Compromisso não é algo que Matteo quer no momento, ainda mais com Nina, uma mulher que o deixa muito confuso.

Eles marcam um encontro um tempo depois e Nina acredita que Matteo percebeu seu erro e pedirá para que voltem. Só que na verdade ele somente quer que ela pegue as coisas dela que deixou na casa dele... aí é a gota d’água. Em um ato de desespero, Nina diz que está grávida. Isso mesmo: GRÁVIDA! Já tem um tempinho que ela sente enjoos, sua menstruação está atrasada e ela ganhou peso.

Matteo fica chocado porque sempre quis ser pai, mas esse não era o momento ideal. Sabendo que sua família é tradicional, não lhe resta outra alternativa a não ser casar-se com Nina. O problema é que quando a mulher resolve fazer o teste, dá negativo. Pois é! Agora lascou tudo e ela está atolada em tantas mentiras.
Sem conseguir ficar mais tempo levando a farsa adiante, Nina revela tudo a Matteo. Obviamente além de furioso ele fica magoado. Ele já estava se preparando para ser pai, e a mentira minou toda a esperança do cara, além de acabar com sua confiança em relação a Nina. Só que Nina acaba fazendo um ultrassom porque ainda sente dores abdominais e descobre que o falso negativo na verdade é um positivo.

09 janeiro 2019

Músicas que conheci através de séries

Trilhas sonoras são vitais em qualquer programa de entretenimento, e as séries são os melhores lugares para descobrir bandas e cantores novos, isso porque elas ajudam a compôr toda a cena que está sendo retratada no momento. Eu não sou muito de assistir séries, mas eu sempre consigo descobrir uma música ou outra através delas, então vou apresentar algumas que eu conheci.

07 janeiro 2019

As extraordinárias cores do amanhã - Emily X. R. Payn | Resenha

Leigh Chen Sanders é uma garota meio asiática, meio americana, e precisa lidar com um fato: no mesmo dia em que beijou Axel, seu melhor amigo (e paixão secreta há anos), sua mãe se suicidou. Além disso, Leigh tem plena certeza de que a mãe virou um pássaro. Ao viajar rumo a Taiwan para encontrar os avós maternos pela primeira vez, ela está determinada a também encontrar a mãe, o pássaro. Nessa busca, a garota precisa enfrentar fantasmas antigos ao descobrir segredos da família e desenvolver uma nova relação com seus avós ao mesmo tempo em que lida com o próprio luto.
Alternando entre o real e o fantástico, o passado e o presente, a amizade e o romance, a esperança e o desespero, As Extraordinárias Cores do Amanhã é uma história maravilhosa e profunda sobre como se encontrar a partir dos laços com sua família, sua arte, sua dor e seu amor.
Jovem adulto, ficção | 480 páginas | Editora Universo dos Livros 

Leigh há anos nutre uma paixão platônica por seu melhor amigo Axel. Depois de tantos desencontros, ele enfim toma coragem e a beija. O dia não poderia ter sido o mais estranho e feliz de sua vida, até a garota voltar para casa e descobrir que sua mãe acabou de se suicidar. 

O mais estranho ainda é que um dia após sua morte, um pássaro grande e vermelho aparece empoleirado na janela da casa de Leigh e a chama. A voz tem o som da voz da sua mãe. Leigh acredita fielmente que sua mãe se tornou um pássaro. Tudo se confirma quando o mesmo animal aparece depois com uma caixa destinada a garota. Nela há cartas e um pedido dos avós maternos para que ela os visite em Taiwan.
Leigh nunca conheceu os avós e a família pouco falava sobre eles. Tudo o que ela podia perceber é que sua mãe nutria muitas mágoas pelos pais. Agora em uma nova cidade, mal conseguindo entender mandarim e muito menos quem são seus avós, ela está disposta a descobrir o que a mãe quer antes que seja tarde demais.
Copyright © 2015 | Design e Código: Sanyt Design | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo