[Resenha] Mar de Rosas, de Nora Roberts @Arqueiro

Título: Mar de Rosas
Autor: Nora Roberts
Lançamento: 2014
Páginas: 288
Gênero: Romance / Ficção / Literatura Estrangeira
Editora: Arqueiro

Sinopse: Emma Grant é a decoradora da Votos, empresa de organização de casamentos que fundou com suas três melhores amigas de infância – Mac, Parker e Laurel. Ela passa os dias cercada de flores, imersa em seu aroma, criando e montando arranjos e buquês. Criada em uma família tradicional e muito unida, Emma cresceu ouvindo a história de amor dos pais. Não é de espantar que tenha se tornado uma romântica inveterada, cultivando um sonho desde menina: dançar no jardim, sob a luz do luar, com seu verdadeiro amor. Os pais de Jack se separaram quando ele era garoto, e isso lhe causou um trauma muito profundo. Ele se tornou um homem bonito e popular entre as mulheres, porém incapaz de assumir um compromisso. Quando Emma e suas três amigas fundaram a Votos, foi Jack, o melhor amigo do irmão de Parker, quem cuidou de toda a reforma para transformar a propriedade no melhor espaço para casamentos do estado. 

Bom dia lindos, como vão? Hoje trago a resenha de Mar de Rosas, lançado pela editora Arqueiro em 2014 da série Quarteto de Noivas. Para quem não conhece a série, leia a resenha do primeiro livro Álbum de Casamento. Nesse segundo volume conhecemos a doce Emma Grant. Ela é o tipo de pessoa que sempre está feliz e nunca vê  defeito em nada, daquelas que quase nunca se irritam. Emma foi criada em meio a história de amor dos pais e por isso quer para si um casamento como o deles: cheio de amor, afeto e carinho. Mas encontrar o amor é difícil, ainda mais quando ela consegue chamar a atenção de muitos homens com sua beleza exótica e seu espírito de garota, mas nenhum sendo o cara certo. 

Jack, que protagonizará esse romance, é um arquiteto muito bonito e charmoso e melhor amigo de Del, irmão de Parker (uma das integrantes do quarteto). Sempre teve uma quedinha pela Emma, porém, por Del considerá-las irmãs dele, ele nunca teve coragem de contar para o amigo sobre essa atração que sentia pela moça. O livro começa retratando em um pequeno prólogo como nasceu a paixão da Emma pelas flores assim como em Álbum de Casamento. Aliás, Nora colocou em todos os livros o mesmo princípio, o que é algo muito legal porque vamos conhecendo um pouco mais sobre as personagens antes mesmo de ler a história sobre elas.  


O contexto do livro começa em uma festa onde Emma e Jack estão, porém estão desacompanhados. Até então, Emma nem sabe que Jack está nesta festa enquanto ele a observa de longe. Depois do fim da noite, Emma resolve ir para casa porém seu carro quebra e ela fica no meio da rua esperando uma "alma caridosa" ajudá-la e adivinha só quem seria essa alma? Jack aparece justamente nesse momento. Que romântico! É nesse momento que rola um clima entre os dois mas ambos fingem que não aconteceu nada e resolvem deixar para lá.


Após o acontecido, os dias vão sendo narrados  e vamos conhecendo mais sobre a amizade do quarteto e mais sobre os processos das flores, ou melhor, da decoração que é onde Emma trabalha. O processo de decoração é narrado com tanta veracidade que faz com que o leitor sinta-se parte do livro assim como eu disse na resenha de Álbum de Casamento. 

No decorrer do tempo e por alguns acontecimentos que não irei revelar, Jack e Emma se beijam e acabam indo para a cama. O que Emma não esperava era que uma paixão adolescente fosse se transformar em amor já que ela também nutria sentimentos por Jack desde muito jovem. E para Jack o mesmo acontece, porém, como quase todo personagem masculino em livros de romance, ele ainda não consegue admitir para si mesmo a força de seus sentimentos. 

O que acontece depois é resultado do primeiro beijo e juntos embarcam cada vez mais nas loucuras um do outro, não conseguindo se desgrudarem. O problema é que Emma sabe o que quer de Jack, mas será que ele está disposto a deixar sua vida de solteiro para embarcar em um romance com ela? Esse é o grande dilema do livro inteiro e quanto mais li, mais fiquei encantada pelo enredo que Nora criou. 

“Não, não, já estava romantizando tudo. Por que fazia isso? Sempre passava da luxúria saudável para o romance. Esse era o seu problema e certamente estava enraizado na maravilhosa história de amor dos seus pais. Como poderia não querer aquilo para si.” 

Lembrando que a história é narrada em primeira pessoa pela perspectiva de ambas as partes. Ressalto também que o livro deve ser lido na ordem certinha porque muitos personagens são repetitivos e a história é contínua, então se caso você ler um dos livros por acaso, tem grandes chances de encontrar spoilers dos outros títulos. Os personagens são doces e carismáticos e me vi apaixonada por Jack. QUERO ELE PRA MIM! É um livro maravilhoso e me impressionou assim como o primeiro livro da série. Com certeza Quarteto de Noivas é uma série que encanta qualquer um que a lê, por isso indico a todos os gostos.



  1. Mulher parabéns pela resenha , ficou ótima ♥ . Eu simplesmente amo de paixão esse quarteto . Só muito amor , esse de Emma é o mais foto de todos ( todo romantismo ♥ ) . Confesso que eu lia e imaginava uma série de TV com elas HiHi .

    Beijos ,
    Gleyce Garcia.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quarteto de Noivas foi um dos melhores livros que já, com certeza. Poderiam fazer filmes ou série mesmo sobre elas, iria ser perfeito!

      Excluir