09 outubro 2018

Bound by vengeance - Cora Reilly | Resenha

Growl
Ele nunca teve algo para si mesmo, nunca se atreveu a sonhar em possuir algo tão precioso. Ele era o filho bastardo indesejado, que sempre tinha que se contentar com as sobras dos outros. E agora eles tinham dado a ele o que apenas algumas semanas atrás estiveram fora de seu alcance, alguém que ele não podia nem mesmo admirar de longe, um de seus bens mais valiosos. Jogado a seus pés porque ele era quem ele era, porque eles estavam certos de que ele iria quebrá-la. Ele era seu castigo, um destino pior do que a morte, uma maneira de entregar o castigo final ao pai dela que os desagradara tanto.
Cara
Ela sempre foi a boa menina. Não a protegeu.
Ela não sabia o nome verdadeiro dele. As pessoas o chamavam de Growl na cara dele e o Bastardo nas costas. Ambos eram nomes que ele não poderia ter escolhido para si mesmo. Seus olhos estavam vazios, um espelho para jogar de volta seu próprio medo para ela. Ele era uma mão brutal da Las Vegas Camorra.
E agora ela estava à sua mercê.
Erótico, romance | 207 páginas | Editora Amazon 

Growl é um homem bruto, corpulento, cheio de traumas e cicatrizes. Sua aparência é grotesca e sua reputação pior ainda, por isso todos o chamam de monstro. Não é a toa que ele é também o melhor assassino de Facolne, o chefe da máfia de Las Vegas. Growl já fez de tudo e ele não se culpa por isso, na verdade ele não consegue sentir emoções, mas sua vida começa a mudar ao ganhar de presente Cara, uma linda garota rica que lhe foi entregue como punição após o pai dela ter traído Falcone.

Cara sempre foi uma garota privilegiada e consegue subir mais ainda no organograma da máfia ao ficar noiva de Cosimo, um dos braços direitos de Falcone. Mas o mundo da garota rui ao descobrir que seu pai traiu o chefe e agora é sua família que irá sofrer as consequências. Ela é então entregue a Growl, um homem monstruoso que lhe dá muito medo. Agora ela é dele para ele fazer o que quiser, uma prisioneira sem chance de fuga.

Disposta a se vingar de Falcone e salvar sua mãe e irmã que estão sobre a posse dele, ela resolve seduzir Growl para que ele a ajude, já que ele seria o único que conseguiria matá-lo. Mas nesse jogo de sobrevivência ás vezes é o amor que dá as cartas.

Bound by Vengeance é o quinto livro da série Born in Blood Mafia Chronicles. Os primeiros livros contam sobre a Família, a máfia de Nova York e a Chicago Outfit, a de Chicago como o próprio nome diz, agora iremos conhecer mais uma, a Camorra, de Las Vegas. Por isso o livro não tem personagens conhecidos, somente no final é que os outros personagens da série vão dar as caras, mas bem superficialmente, então não estranhem.

Cara a princípio me pareceu uma garota bem fútil. Sua maior preocupação do dia era competir entre suas amigas Trish e Anastasia para ver quem conseguia ter mais vestidos, algo assim. Mas isso é só no início mesmo. A medida que a narrativa vai acontecendo, Cara vai de uma garota inocente para uma mulher que deseja vingança, uma mulher que gosta de sexo, se garante e se arrisca. Não é uma mudança muito grande, poderia ter sido melhor trabalhada, mas dá pra ver um pouco desse desenvolvimento na personagem.
Foto por Unsplash
Growl é um homem complexo, torturado por seu passado. Aos cinco anos de idade alguém mandou matá-lo e cortaram sua garganta, por algum motivo ele conseguiu sobreviver, mas isso moldou a forma como ele vive e enxerga os seres humanos. Ele não é bem visto, não é aceito. Chamam ele de monstro por ser um assassino, mas ironicamente são essas mesmas pessoas que lhe dão a ordem de matar alguém. Growl é aquele personagem difícil de compreender. Entendemos sua história mas também vemos que boa parte de suas ações foram frutos de sua própria escolha e nada mais. O que eu amo nos livros dessa autora é que ela não traz personagens vitimizados. Claro que eles tem suas histórias de vida, mas eles são maus do mesmo jeito, matam por que gostam ou porque querem e não mudam isso apesar das circunstâncias. Pode soar cruel, mas é crível e verdadeiro.

O desenvolvimento do casal é gradativo. Vemos Cara ser feita prisioneira de Growl e a partir dessa convivência e das relações sexuais entre eles que algo vai se criando. Reitero que nesse livro ninguém é mocinho, todos são vilões ou fazem coisas ruins de alguma forma, afinal estamos falando da máfia!
O ritmo do livro é muito lento no início. Diferente dos outros que tem um ritmo mais frenético, esse é mais trabalhado no desenvolvimento do casal. Boa parte da narrativa é sobre eles juntos, se conhecendo, contando seus medos e etc, e as cenas de ação ficam lá pro final. Não tem um crescendo na história. Ela começa morna, sobe no final mas rapidamente volta a ser morna porque a autora trouxe momentos de tensão que foram facilmente desfeitos. Eu esperava mais, muito mais porque os primeiros livros nos dão essa certeza de que algo foda sempre vai acontecer, mas não foi o que aconteceu aqui. Poderia ter sido melhor trabalhado, mas Cora perdeu uma ótima oportunidade.

O livro não tem muito o que apresentar. Como ele tem esse ritmo mais lento, a  história toda é muito presa e focada somente no casal, então tramas paralelas não existem. Senti falta da expectativa e ansiedade que eu sentia quando li os outros livros, mas ainda assim gostei da história. Não é a melhor da série mas dá pra ler mesmo assim. 

10 comentários:

  1. Oi Mi, tudo bem? Achei a sinopse bem confusa e não me interessei tanto pela história assim... ando um pouco esquiva dessas histórias que envolvem vingança, mas parece ser uma boa pedida para que está curtindo livros que tenham essa pegada.
    Beijos
    http://espiraldelivros.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Achei a premissa do livro muito legal, não começa com um romance clichê e tem muita coisa envolvida, mesmo que não tenham histórias paralelas. A parte boa é que eu posso ler esse livro sem me preocupar muito com os livros anteriores, já que os personagens já conhecidos aparecem superficialmente neste.
    Não conhecia a série de livros e gostei bastante.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  3. Uma pena esse livro não ter surpreendido! Era para ser uma história bacana!

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi!
    Gente, eu tive um treco com aquela foto da piscina. Só imaginei se o ipad caísse hahhahahhaa
    Eu não consigo gostar de livros de máfia. Tentei ler, mas não rola...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  5. Parei de ler livros assim, com os protagonistas com o mesmo tipinho e que a gente já sabe o que vai rolar no livro todinho. Pode ser só uma fase minha, mas acho realmente raso demais repetir a mesma coisa e pior: ainda acentuar a cada capítulo o corpo masculino e bla bla bla

    Beijos
    Próxima Primavera

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi, minhas leituras andam um tanto devagar, mas preciso pegar os livros dessa autora pra ler. A série parece boa e gostei dos personagens pela sua resenha. Amo um romance erótico, quero conferir.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  7. Oi, Mi

    Não conhecia a autora e não me lembro de ter ouvido falar da série.
    Eu tive uma experiência recente bem ruim com livros de mafiosos e por isso não quero ler algo assim nem tão cedo.
    Confesso também que achei esse envolvimento bem forçado. Sei lá, acho que estou ficando velha e cri-cri! Hahahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  8. Oiii Mika

    Acho que sentiria falta de tramas paralelas, que truxessem mais surpresas à trama, é sempre complicado quando o livro é focado só no casal, porque se não rolar uma empatia profunda do leitor com os personagens, a leitura toda meio que se perde. Eu adoro livros que retratam esse lado da máfia e tals, não é tão explorado assim como roqueiros ou motoqueiros e é super interessante. Ainda assim, por enquanto o erótico não é um gênero que me anima muito, quem sabe um dia.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu adoro uma história sobre máfia, mas esse plot aí de garota entregue que se apaixona por cara com passado perturbado, olha... Eu só ia surtar de raiva que me conheço bem :P
    Prefiro evitar HUASUHSAUHSAUHASUH

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, Miriã.
    Acho que esse é um livro que eu não leria. Já não gostei da capa, não vejo diferença nessas capas com homens seminus, é tudo igual hehe. E o resto da história também não me atrai. Como assim o cara ganha ela de presente. Já fico com raiva só de pensar em ler hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤