23 novembro 2018

Herdeiro Caído - Erin Watt | Resenha

Easton Royal tem tudo: beleza, dinheiro, inteligência. Seu principal objetivo é se divertir o máximo possível, sem nunca pensar nas consequências - porque, afinal de contas, ele não precisa.Até que surge em sua vida Hartley Wright, balançando suas estruturas. Hartley foi a única garota que o disse “não” e Easton não consegue entende-la, o que a torna ainda mais irresistível.
Hartley não o quer. Ela diz que ele precisa crescer. E ela pode estar certa.
Rivais. Regras. Arrependimentos. Pela primeira vez na vida de Easton, se esconder sob a influência da coroa Royal não é o suficiente. Ele está prestes a descobrir que quanto mais alto você sobe, mais dura é a queda.
Jovem adulto | 320 páginas | Editora Essência

Easton Royal é o irmão do meio da família. Agora que Reed e Gideon foram para a faculdade, cabe a ele tomar conta de Ella no último ano da escola.  

Seu jeito ousado e mimado porém irresistível sempre o fez ser um pegador, algo que ele não se arrepende, mas isso também o coloca em muitas confusões, inclusive quando resolve seduzir a professora da aula de cálculo. Ambos são pegos por uma garota que acaba entrando na sala de aula de repente. Para evitar que ela dê com a língua nos dentes, Easton sai a procura e descobre que a menina se trata de Hartley Wright, uma novata.
Assim que põe os olhos nela, ele repara que ela poderia passar facilmente despercebida por ele, nada em seu rosto lhe chama atenção, então ele só precisaria jogar seu charme em cima dela e tudo estaria certo. O problema é que Hartley não somente resiste ao charme como não quer nem saber de Easton, o que o deixa muito confuso e disposto a quebrar essa barreira que ela criou. 

O problema é que ser um Royal sempre abriu portas para ele, mas agora Easton percebe que nem isso é o suficiente para conquistar a garota. 

Depois de muitos comentários polêmicos a respeito dos três primeiros livros da Série The Royals, que conta a história de Ella e Reed, as autoras Erin Watt resolveram nos presentear com a história de Easton, o irmão favorito de todas nós leitoras. Talvez seja pelo seu jeito safado e filhinho de papai, ou porque apesar de toda a arrogância, Easton é um poço de fofura, o personagem é com certeza quem chama atenção nos outros volumes, e enfim vamos conhecê-lo melhor.

É fato que Easton Royal se julga superficial já que tudo em sua vida se resolve com dinheiro. Ele não precisa se esforçar muito porque as coisas logo se resolvem, mas com Hartley não é bem assim. A garota vem dar um choque de realidade na vida do nosso mauricinho, muitas vezes me irritando e irritando Easton também. 
Ele se sente culpado pelo suicídio da mãe já que quando ficou viciado em remédios ela acabou descobrindo e ele teve que entregá-los a ela. O problema é que a mãe tinha depressão e Easton nunca soube o que ela havia feito com os comprimidos, até que ela aparece morta vítima de uma overdose. Além disso Easton sempre se sentiu sozinho por ser o filho do meio, aquele que não tinha uma conexão real com ninguém além da mãe. Reed tinha Gideon por serem os mais velhos, Seb e Sawyer por serem gêmeos, e ele estava ali, no meio, sem saber bem o que fazer. É por isso que ele gosta tanto de brigar e beber, porque ajuda a entorpecer os sentimentos que ele não quer que venham à tona, o que se torna um problema durante a história já que os vícios de Easton tem mais facilidade em destruí-lo do que ajudá-lo.

Em alguns momentos me irritei com suas atitudes e com seu jeitão carente, mas entendia o que ele estava sentindo, e o fato de querer chamar atenção das pessoas que são importantes pra ele. Ele é basicamente uma mistura do Dean (O Jogo) e Gusman (série Elite).

Hartley já é uma menina mais difícil de descobrir. Sabemos que ela tem um segredo escondido em relação a sua família e iremos descobrir aos poucos o que realmente aconteceu. Apesar de ter gostado da personagem achei que ela em boa parte do tempo foi uma vaca com Easton, claro que entendi seus motivos porque Easton consegue ser realmente muito irritante, mas ela me pareceu querer ser fodona demais pra algo que ela definitivamente não era. Sempre querendo ser o centro da razão e essas coisas. Talvez por eu gostar mais do Easton eu tenha comprado suas dores e isso me fez ter uma opinião negativa a respeito da personagem. 
Como comentei acima, a história segue um clichê bem Elite, com personagens ricos que sacaneiam os mais desfavorecidos, alunos que pegam professoras, pessoas que ameaçam outras e etc. Mas até que durante a leitura eu vi pouco da adrenalina que estamos acostumados com o primeiro e segundo livro. Era cada descoberta e cada cena que ficávamos de boca aberta e aqui não vemos isso, exceto o final, que foi uma revelação bombástica e que me fez terminar a obra com várias teorias do que iria acontecer no próximo livro (bem estilo Erin Watt mesmo).

Apesar de ter sentido que o ritmo desse livro é tão lento quanto o do terceiro da série, eu gostei bastante, principalmente porque conhecemos melhor Easton e seus problemas, além de torcemos para que ele finalmente cresça e faça algo certo. A obra é muito focada nele e na Hartley, por isso senti falta dos demais personagens como Ella, que apesar de aparecer não tem grande destaque, e Reed, que realmente nem aparece. Mas espero que o próximo livro seja melhor e que sane minhas dúvidas.

9 comentários:

  1. Oi Mi!! Quem lê essa série lá no blog é a Ari e ela gosta muito, eu ainda estou estacionada no primeiro por falta de tempo, mas quero continuar em breve! Fico feliz que mesmo com o ritmo lento vc tenha gostado!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      Essa série é muito polêmica e divide muitas opiniões, mas eu adorei e espero que você dê uma chance também.

      Excluir
  2. Olá, Miriã.
    Quando lançou essa série eu até que tinha me interessado porque pelos títulos achei que fosse meio A Seleção. Só que depois fui lendo as resenhas e desisti completamente dela. Esse mesmo eu acho que só ia passar raiva com esse mocinho porque não suporto o tipo hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil
      Esse tipo de personagem realmente irrita porque eles são muito playboys, acham que o dinheiro e o sobrenome deles compra tudo, mas eu tenho um ship enorme no Easton, ele é muito fofo haha

      Excluir
  3. Oi Mi!
    Eu já vi tantos comentários negativos sobre essa série que sempre fico com muito medo de ler, mesmo que a história acabe despertando meu interesse. Achei o enredo desse livro bem clichê, mas não de um jeito negativo. Fiquei curiosa! Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aléxia
      É uma série polêmica porque tem muitas cenas sexuais, além de muitos temas serem tratados na obra, mas eu me encantei e gostei muito. Espero que dê uma chance!

      Excluir
  4. Oi Miriã.
    Eu gostei muito dos três primeiros livros. A leitura foi emocionante e tensa ao mesmo tempo. Agora estou ansiosa para conferir este e todos os outros que ainda serão lançados.
    Bjus
    Doces Letras

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lia
      Eu curti muito a trilogia e fiquei encantada com esse do Easton, o final é chocante!

      Excluir
  5. Oi Miriã
    Pensei que esta série seria uma trilogia... É uma série que tenho vontade de ler, mas vou esperar que todos os livros estejam lançados, já que pela resenha não acaba neste. Achei que já tinha o primeiro livro no Kindle, mas fui procura-lo e não achei. Gostei das contradições dos personagens e espero que os dois protagonistas cresçam durante a leitura.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤