27 novembro 2018

Louise - Diana Nixon | Resenha

Não há problema em sonhar, a menos que você saiba que seu sonho não se realizará.Desde criança, Louise Woods desejou tornar-se dançarina. No dia que ela chega a Le Papillon, um clube de cabaré restrito onde homens vão para apreciar a beleza das mulheres dançando, a vida dela muda completamente. Louise vive no clube, e as regras para morar e trabalhar lá não podem ser ignoradas ou quebradas. Ou se faz tudo para agradar aos clientes, ou está fora. Nada de paquera, nada de casos secretos, somente dança.Durante o primeiro show dela, Louise conhece um estranho que paga pelo privilégio de uma dança particular dela. Ele não a deixa ver seu rosto, nem mesmo se apresenta, mas faz uma oferta que ela não terá como recusar. Ele não fará promessas vazias, mas a fará acreditar que ela é especial.– Detesto seguir regras – diz ele – Adoro quebrá-las.Ela arriscará perder tudo que tem somente para realizar as mais obscuras fantasias do estranho? Uma vez tomada a decisão, não há retorno...
Erótico, drama, romance | 293 páginas | Publicação Independente

Louise Woods viveu um inferno desde que foi morar em Paradise, uma casa para crianças órfãos. Muito cedo ela teve que aprender a pedir esmolas, senão não conseguiria ter o que comer. Sua única recompensa era a amizade de Tess, uma garota dois anos mais velha que compartilhava suas dores e alegrias e a ensinava a se virar sozinha. 

Louise só poderia sair dali quando tivesse dezoito anos completos e durante longos anos ela esperou esse dia chegar, enfim ela teria sua aguardada e tão esperada liberdade. Mas mal sai de Paradise, ela descobre que Marlena, a dona do lar, vendeu sua liberdade a Drew, o dono do Le Papillon, um clube de cabaré. Agora Louise precisa dançar durante alguns anos para conseguir pagar a dívida e conseguir de vez se livrar de tudo aquilo.
O clube tem regras claras quanto a se envolver com os clientes, mas ao conhecer Will, Louise pode colocar tudo a perder. Ele é um completo estranho que usa uma máscara para falar com ela, mas faz a garota sentir coisas que ela nunca sentiu antes. Mas Will esconde segredos não somente sobre si, mas sobre a própria Louise e não está nem perto da hora certa para ela descobrir.

Recebi o livro Louise em parceria com a autora Diana Nixon que me concedeu o e-book gentilmente para leitura. Apesar do tema ser um clichê, eu gosto muito desse tipo de história, pena que ele não foi desenvolvido da melhor forma.

Mas primeiro vamos aos pontos positivos da trama. A escrita da autora é muito gostosa, ela flui facilmente e você se sente imerso na leitura. Só vi alguns errinhos de revisão, mas que facilmente podem ser corrigidos. A trama em si também tem um enredo bem legal, principalmente as revelações bombásticas no final, que nos fazem ficar embasbacados quando apresentados. O que me faz ansiar muito pelo segundo livro, porque apesar desse não ter sido tão bom, me deixou muito curiosa quanto ao que vai acontecer.
Infelizmente eu senti que a autora andou por águas turbulentas durante a criação do enredo. O problema não é a narrativa, mas os personagens e suas decisões. Há uma linha tênue entre o romance saudável e o relacionamento abusivo entre Will e Louise. Eu posso até entender as motivações dele para esconder os segredos dela, mas pensem comigo: eles mal se conheciam; Will usava uma máscara para se apresentar a garota porque não queria que ela descobrisse quem ele era; e ela nem podia estar se relacionando com ele porque vai contra as regras do clube. Não parece muito suspeito? Eu no mínimo desconfiaria ou teria muita relutância em acreditar num cara do tipo, mas Will consegue facilmente quebrar as defesas de Louise, além de ter várias cenas onde ele se mostra possessivo e controlador com ela. O problema é que ela aceita isso facilmente, sem questionar nada, como se ele tivesse esse direito. Pra alguém que tinha apenas 18 anos e não tinha experiência com relacionamentos anteriores, achei que foi muito contraditório essa aceitação dela em relação aos segredos e atitudes dele. 

Não basta isso, encontramos a síndrome do amor instantâneo que rola entre os dois. Louise se apaixonada praticamente do nada. Hello, vocês mal se conhecem, como que vocês já estão trocando juras de amor? Isso não faz sentido!
Outro problema na personagem foi que ela é muito manipulável e fácil de passar a perna. Ela demora dezoito anos para sair de uma casa onde viveu um inferno e descobre que foi vendida pra ficar dançando num clube de luxo, e ela faz o que? Facilmente consegue entender a situação. Cadê a revolta, o choro, a vontade de fugir? Não conseguia entender como ela conseguia aceitar isso, além de achar que "pô, tudo bem, são só dois anos da minha LIBERDADE até tudo acabar". Não, não colou.

Apesar desses furos que me fizeram revirar os olhos durante a trama, eu gostei muito dos outros arcos desenvolvidos, como por exemplo a história de Tess, a amiga de Louise do orfanato que surge depois no clube, assim como Kate, a chefe que treina as garotas para as danças. Falando nela, ela é com certeza a melhor personagem aqui, porque mesmo estando no Le Papillon, ela consegue ser divertida, engraçada e sempre dá bons conselhos, além de ter uma história bem conturbada com Drew, o dono do local. 
Como dito acima a obra tem umas revelações bombásticas. Will esconde um segredo que você facilmente descobre o que é, mas confesso que algumas coisas me surpreenderam. Louise tem um enredo bom mas foi mal desenvolvido, isso porque a autora apelou para o tipo de casal clichê que já conhecemos e estamos cansados de ver em histórias eróticas. Ainda assim quero continuar essa obra para descobrir o que Diana tem preparado para seus personagens.

6 comentários:

  1. Oi Miriã, tudo bem?
    Adorei as fotos que colocou na resenha e com certeza também gostei muito da maneira como você nos apresentou o livro. Mesmo com seus adendos sobre o enredo, eu acabei ficando curiosa sobre as tais revelações. Vou deixar a dica anotada.
    Bjus
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lia
      Talvez você goste mais do que eu. Ainda quero ler o outro porque sou curiosa também haha

      Excluir
  2. Oi Mi! personagens tontas demais dão nos nervos rsrrss eu acho que minha pilha está muito grande no momento, vou deixar passar rsrsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      Concordo plenamente, infelizmente a gente ainda vê os mesmos clichês e caminhos que os autores preferem seguir que criar algo diferente.

      Excluir
  3. Oi, Mi! Tudo bom?
    Vish que os pontos que tu citou serviriam bastante pra uma rage da minha parte. Parece o tipo de livro que eu passo longe porque infelizmente sem paciência pra relacionamento abusivo romantizado.
    O cara parece bem escrotianezinho.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise
      No final até consegui entender ele melhor mas esse negócio possessivo com ela matou todo o romance, e o fato dela simplesmente ter se encantado com ele do nada, muito nada crível.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤