quarta-feira, 6 de fevereiro de 2019

Um dia em Dezembro - Josie Silver | Resenha

Uma história de amor inesquecível, comovente e emocionante; para fãs de Jojo Moyes e David Nicholls.Laurie não acredita em amor à primeira vista. Afinal de contas, a vida não é a cena de um filme romântico. Mas, então, em uma manhã de dezembro fria e com neve, o ônibus de dois andares em que voltava para casa para em um ponto. Ao olhar para baixo, ela o vê. Por um segundo transcendental, seus olhos se encontram... e então o ônibus começa a andar. Depois de muitos meses com a esperança de cruzar novamente com ele, Laurie acha que nunca mais verá o garoto do ônibus. No entanto, um ano depois, em uma festa de Natal, sua melhor amiga, Sarah, apresenta o novo namorado, o grande amor de sua vida. Para seu profundo desespero e surpresa, ele é ninguém menos que o garoto do ônibus. Determinada a esquecê-lo, Laurie segue com sua vida. Mas e se o destino tiver outros planos?
Romance | 392 páginas | Editora Bertrand Brasil

Você acredita em amor à primeira vista? Muita gente pode dizer que não, mas pra algumas pessoas, essas coisas simplesmente acontecem. É o caso da Laurie, que voltando ao trabalho em um dia de Dezembro, acredita que viu o amor da sua vida. Um cara lendo um livro com um cachecol azul. Foi só o instante do ônibus parar em frente a parada para que eles trocassem olhares e voilá, Laurie acredita que ele sentiu a mesma eletricidade. Um sentimento de reconhecimento, de não entender o que está acontecendo. Como ela queria que ele entrasse dentro daquele ônibus! Mas assim como surgiu, o instante se foi e o ônibus deu partida, deixando o garoto do ônibus para trás.

Já faz um ano que isso aconteceu e Laurie está cansada de procurá-lo. Ela e sua amiga Sarah reviraram cada canto de Londres em busca do garoto do ônibus, mas infelizmente não tiveram sucesso. O melhor seria seguir em frente, esquecer que isso um dia aconteceu e tentar conhecer alguém novo. 

Perto das comemorações de Natal daquele ano, Sarah resolveu apresentar o novo namorado a amiga, afinal, tem quase um mês que eles estão saindo e ela quer desesperadamente que ele e sua melhor amiga se deem bem. E é aí que acontece outro instante, um instante de reconhecimento. Ao lado de Sarah não está somente Jack, o novo namorado, mas o garoto do ônibus. E agora? Será que ele se lembra daquela troca de olhares há um ano atrás? Será que ela deveria contar a verdade para sua melhor amiga? Mas Sarah está tão feliz... a melhor decisão seria fingir que nunca o conheceu, mesmo que seu coração se parta ao ver a pessoa que ela mais ama no mundo namorando o cara dos seus sonhos.

Ao longo dos anos, a amizade entre os três é moldada com cada descoberta, cada palavra que não foi dita. Resta saber se eles conseguirão resistir a tantos empecilhos e se Laurie conseguirá continuar guardando seu segredo.
- Ás vezes, a gente conhece a pessoa certa no momento errado.
Sabe aqueles livros tipo Um dia, A melhor coisa que aconteceu na minha vida e Se nada der certo até os 30, você se casa comigo?? Aquele tipo de livro que segue uma cronologia e a gente vai acompanhando os personagens ao longo de suas vidas, seus amadurecimentos, decepções e vendo aonde tudo isso leva? Um dia em Dezembro é no mesmo sentido. Pra quem gosta de livros românticos, vai adorar este, mas pra quem tem problemas com ansiedade como eu, talvez não seja tão legal.

Eu odeio ficar esperando as coisas acontecerem... esse tipo de enredo sempre faz com que os personagens demorem anos pra ficarem juntos e só lá no finalzinho que eles resolvem revelar que sempre se amaram. Isso me causa uma angústia daquelas, meu peito dói e eu não me canso de ler até ver como a situação será resolvida. Um dia em Dezembro me trouxe essa mesma excitação. Se por um lado ótima porque eu adoro estar presa na leitura, por outras eu estava louca de tanta incerteza e enrola enrola. 
Laurie é uma mulher que ainda não se encontrou. O fato de não ter conseguido o emprego dos sonhos ainda e nem de ter encontrado o homem da sua vida é um problema. Ela se sente fracassada, se comparada a melhor amiga que acabara de encontrar o homem com quem quer casar e ter filhos e vai construindo sua carreira em um grande jornal. Muitas vezes as diferenças das duas são postas em xeque, e mesmo que possa rolar certo ressentimento ou inveja por parte de Laurie, nada disso abala a amizade das duas, que é muito forte e uma das mais legais do leitor acompanhar.

Se por um lado eu entendia Sarah que estava feliz com o novo namorado, do outro também entendia a angústia de Laurie por gostar de um cara que sua melhor amiga está namorando. Se ver o boy que a gente quer ficar na balada pegar outra já é difícil, imagina pra essa aí. Eu não sabia se torcia pra eles terminarem e a Laurie ficar logo com ele (porque apesar de tudo, sou uma romântica incurável) ou se torcia pra ela conseguir seguir em frente e ser feliz com outra pessoa.

É uma situação muito chata de se acompanhar e que me deu nos nervos a maioria do tempo porque causa indecisão no leitor.
Apesar do Jack ter alguns momentos que me irritaram, eu gostei dele e do seu estilo. Nem de longe gostei dele tanto quanto da Laurie, mas acho que ele é igualzinho aos outros personagens de livro desse estilo e cumpre seu papel: um cara que não se envolve, meio quero e não quero, mas consegue ser um ótimo amigo, apesar de babaca ás vezes. 

É muito legal ver o amadurecimento de ambos os personagens ao longo da trama, não somente da Laurie, que consegue seguir em frente, vencer suas inseguranças a respeito do trabalho e se tornar alguém um pouco independente, mas também de Sarah, que é quase uma personagem principal da obra. Ver como a amizade delas é consolidada a cada ano foi bem interessante, até nos momentos onde achamos que elas não irão mais conseguir levar aquilo adiante. Sarah é uma força da natureza e ela é de fato a melhor personagem porque é divertida, gentil, tem um coração puro e fica impossível não se apaixonar e não torcer por ela.

Um dia de Dezembro é um livro gostoso de acompanhar apesar dos momentos angustiantes ao longo da narrativa. Eu amei o final mas senti falta de um epílogo, porque romance nunca é demais. Foi ótimo acompanhar os personagens e eu adorei a escrita da autora, que é leve e não é cansativa, daquele jeito que todo mundo ama. Pros amantes de plantão, vão adorar esse romance!

12 comentários:

  1. Oii Mi

    Eu meio que sofro de ansiedade, do tipo que rói as unhas, fica tensa e quer jogar o livro pro alto então não sei se seria uma leitura pra mim apesar de estar sentindo falta de ler romances (faz tempo que não leio daqueles de aquecer o coração), ainda assim vou deixar a dica anotada pra uma oportunidade futura.

    Beijos

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ivy
      Espero que você consiga controlar essa ansiedade porque esse livro me deu uma angústia daquelas, não é pra qualquer um não!

      Excluir
  2. Parece uma leitura bem leve e boa para passar o tempo :)
    Um abraço!

    http://letraecafe.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Ei, Miriã!

    Só de eu ler sua resenha já fiquei ansiosa, imagina lendo o livro? hahah. Super entendo essa questão, já li vários romances que eu não via a hora de os protagonistas ficarem juntos, mas sempre tinha algo para atrapalhar! Imagino a situação da Laurie, coitada... Não queria mesmo estar na pele dela hahaha!

    Beijão
    Cantinho da Escrita

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lídia
      Ainda bem que não passei por isso hahaha eu ia ficar p da vida e muito triste, Laurie passa por cada coisa!

      Excluir
  4. Oi Mi eu concordo com vc. É uma história boa, gostosa de ler, mas tb senti falta de um epilogo no final! De qualquer forma eu gostei bastante!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi
      Faltou só isso pra ser perfeito, eu ia amar haha

      Excluir
  5. Olá!
    Estou surpresa com a sua resenha positiva (4 estrelas é ótimo, né), só estava lendo críticas negativas. Eu gostei muito da história em si, mas acho que eu me irritaria demais com alguns detalhes, por isso eu passo a leitura (o que é uma pena). Que bom que o livro funcionou com você.
    Beijos
    Our Constellations

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ana
      Acho que é mais de quem compra o tipo de história né? Eu gosto de histórias assim apesar do enrola enrola.

      Excluir
  6. Oi, Mi! Tudo bom?
    Infelizmente pra mim esse livro foi um grande blerg sem fim UHASUHASUHASUH só consegui revirar os olhos pras personagens e pro insta love e pra tudo, não larguei pra conseguir fazer a resenha mas gastei muitas forças pra isso :v
    Mas fico feliz que tu tenha gostado da história! Que bom que funcionou pra ti!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise
      Eu vi sua nota haha fiquei até surpresa, mas concordo que teve coisas que não dava pra crer muito não, mas eu curti.

      Excluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Copyright © 2018 | Design e Código: Amanda Salinas | Tema: Viagem - Blogger | Uso pessoal • voltar ao topo