Metido de terno e gravata - Vi Keeland & Penelope Ward | Resenha

Tudo começou como uma manhã qualquer no trem, até eu ficar completamente hipnotizada pelo cara sentado do outro lado do corredor. Ele gritava com alguém em seu telefone como se fosse o dono do mundo. Quem o engomadinho metido pensava que era? Deus? Na verdade, ele parecia um deus. Quando sua estação chegou, ele se levantou bruscamente e saiu, deixando cair o telefone no caminho. Talvez eu o tenha achado. Talvez eu tenha passado por todas as suas fotos e ligado para alguns dos números. Talvez eu tenha ficado com o telefone do homem misterioso por dias – até finalmente criar coragem para devolvê-lo.Quando cheguei a seu escritório chique, ele se recusou a me ver. Então, deixei o telefone na mesa vazia do lado de fora da sala do arrogante idiota.
Eu talvez tenha deixado salva uma foto íntima.Eu não esperava que ele respondesse.
E não esperava que nossas trocas de mensagens fossem quentes como o inferno.Eu não esperava me apaixonar por ele – muito menos antes de nos conhecermos de verdade.Nós dois não poderíamos ser mais diferentes, mas você sabe o que dizem sobre os opostos.Todas as coisas boas acabam um dia, certo? Mas nosso final era impossível de prever...
Mais um livro dessas autoras que eu amo tanto! Metido de terno e gravata segue o mesmo estilo despretensioso e simples de todas as obras da Vi e da Penelope, então se querem algo tranquilo e que vai agradar, com certeza está escolhendo o livro certo. 

Soraya conheceu Graham em um vagão de trem no metrô a caminho do trabalho. O jeito arrogante e a raiva presente enquanto ele estava ralhando com a outra pessoa através do telefone lhe chamou bastante atenção. Mas apesar do terno caro e o rosto impecável, Soraya já percebeu que o homem é um cretino e um completo babaca, e não faz nem um pouco o seu estilo.

Achando que nunca mais fosse vê-lo, qual é a surpresa de Soraya quando acaba encontrando o celular do tal homem caído no vagão? Aparentemente ele deixou cair e nem percebeu, e agora ela precisa devolvê-lo, mas enquanto isso não acontece, não tem problema algum dar uma bisbilhotada né? 
Eu tinha planejado devolver o celular naquela manhã. Não, é sério. Eu tinha. Por outro lado, também planejei terminar a faculdade. E viajar pelo mundo.
Conhecendo mais sobre o homem através do celular, Soraya descobre que ele é dono de uma grande empresa em Manhattan, e é para lá que ela vai afim de fazer a devolução. Só que, sendo arrogante e cretino como é, Graham não aceita recebê-la, e irritada com a recusa, ela devolve o celular para a secretária dele deixando três fotos dela de presente, mas sem mostrar seu rosto.
Após ter seu celular de volta, Graham fica intrigado para saber quem é a mulher dona das fotos e dessa forma, ambos começam a trocar mensagens, o que aumenta ainda mais a atração e o desejo entre eles.

Bom, essa é basicamente a trama, mas acredite ou não, isso é só 10% do livro. Ele tem algumas reviravoltas bem interessantes ao longo do caminho, que não são surpreendentes, mas que trazem um frescor à narrativa, deixando nos mais ávidos para saber o que vai acontecer.

Graham é bem cretino mesmo e um pouco difícil de gostar a princípio. Ele é mimado, metido e super idiota no trabalho, mas mesmo tendo essas características nada legais, o personagem é cativante. Uma coisa que eu achei notável é que ele não muda seu jeito só por causa de Soraya, ele continua arrogante e um insuportável, mas com ela se torna mais divertido, e o fato de se envolver com ela não anula as características de sua personalidade. Isso pode ser ruim já que as autoras não desenvolveram tanto assim essa parte, mas isso acontece porque elas resolvem focar em outras coisas, que é o plot central da obra.
Se ser um babaca fosse uma forma de arte, eu a dominava.
Soraya por outro lado já é muito mais gostável. Enquanto Graham é todo fru fru com certas coisas, ela é muito despojada, cheia de tatuagens, piercings e etc. Bem diferente dele, mas é justamente essas diferenças que fazem eles serem tão legais juntos.
Minha vida estava bem longe de Sex and the City. Era mais para Sexo Meio Triste.
Em relação ao plot, não tem nada de surpreendente, na verdade é mais do mesmo que vemos em quase todos os romances, mas pela escrita das autoras serem tão gostosa, é isso que faz a gente continuar lendo. Juro, essas duas conseguem transformar qualquer coisa em algo legal de absorver, e por isso eu adoro tanto os livros delas.

Metido de terno e gravata é uma trama simples mas que entrega personagens cativantes e uma narrativa maravilhosa. Ótimo para intercalar com outras leituras mais densas ou passar o tempo.

Cocky Bastard #2 | 334 páginas | Editora Essência | Nota: 4/5

22 comentários

  1. Olá...
    Amei sua resenha!
    Uma amiga minha vem me indicando muuuuito os livros da Vi Keeland, por isso, ando muito ansiosa pra ler algo dela. Ainda não conhecia esse livro, maaaas adorei tudo que você escreveu e acho que é a leitura que precisava no momento.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Quando as duas autoras se juntam,sai é isso aí mesmo! rs E eu adoro!!!
    Sou fã assumida das duas e admito que ainda não tinha lido ou visto nada sobre esse livro. Por isso,adorei demais tudo que li acima. A capa fugiu um pouco do que elas apresentam,mas mesmo assim é maravilhosa.
    Pode parecer tudo igual..rs e por vezes é. Mas eu já quero muito ler!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Oi, Mi!
    Acho que vi você falando desse livro no Instagram e fiquei curiosa pra saber do que se tratava.
    Um dos meus livros favoritos da Sophie tem essa mesma pegada de perder o celular, bisbilhotar e tals e já fiquei super interessada nesse haha.
    Também gosto bastante quando os personagens não mudam de personalidade por causa de alguém, mesmo que eles sejam chatos e arrogantes. Adorei a resenha :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  4. Que capa bonita! Confesso que amo as capas que os moços estão sem camisa, aquela coisa toda sensual, mas fico imaginando o livro chegando aqui em casa e meu pai abrindo hahahah isso porque ele nem abre minhas correspondências, mas não sei porque, sempre que vejo esses livros penso nisso, mas sempre leio em e-book mesmo. Esses clichês são bem o tipo de história que eu gosto, justamente para intercalar com outras leituras. Já anotei a dica aqui pra quando precisar passar o tempo, como você disse!

    Beijos,
    Amanda Almeida

    ResponderExcluir
  5. Ameei conhecer esse livro, já quero ler hoje mesmo. Ele de terno e gravata e ela o oposto dele, despojada e com tatuagens... É desse jeito que me conquista!
    Amei essa história mesmo. E sua resenha ficou maravilhosa, preciso ler mais livros dessas autoras haha e gente, esse último quote é inesquecível!! kkkkk
    Jardim de Palavras

    ResponderExcluir
  6. O último livro que li das meninas era assim mesmo. O clichê que tanto curto mas muito bem trabalhado e cheio de reviravoltas inesperadas.
    Amei a premissa de Metido.
    Adivinha o que estou fazendo? Comentando pelo celular e com O note aberto para procurar o livro no Skoob.
    Foi pra lista de desejados sim

    ResponderExcluir
  7. Oi Miriã, depois de ler sua resenha de O chefão baixei o livro e tô lendo, estou adorando. Está sendo meu primeiro contato com a Vi mas já estou em busca de outros livros dela e da Penelope. Metido de terno e gravata parece ser bem divertido, só não sei se leria por conta das características que você listou do personagem.

    ResponderExcluir
  8. Miriã!
    Acredito que é o que esperamos de um romance:protagonistas opostos que vivem 'se pegando' e brigando ao mesmo tempo.
    Gosto das autoras também e fiquei interessada em ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  9. Oiii ❤ Adorei a premissa desse livro! A forma como Soraya conhece Graham é bem inusitada, achei divertido ela bisbilhotar a vida do cara ao invés de devolver o celular de imediato.
    Foi bem merecido mesmo o que ela fez, já que Graham não quis nem vê-la quando foi devolver seu celular.
    Essa parece mesmo uma história divertida e gostosa de ler, com uma trama bem descontraída.
    Com certeza esse livro vai pra minha lista de leituras a serem feitas. Estou precisando mesmo de leituras nesse estilo.
    Beijos ❤

    ResponderExcluir
  10. Olá, Miriã.
    Apesar de você ter dito que não tem nada diferente, achei o começo diferente sim. Nunca vi nos livros do tipo os protagonistas se conhecerem assim hehe. Nunca li nada de nenhuma das autoras mas me interessei e quero ler.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  11. Oi, Mi

    Esse negócio de "é grosso, é irritante, cretino... mas" não funciona mais comigo não. Tô bem pistola com esse tipo de enredo que romantiza homem babaca, sabe? No primeiro contato que tive com elas o personagem principal era um amor, ainda bem. Tá faltando um pouco de noção no geral na hora de criar protagonismo masculino no gênero, eu hein. Rs

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  12. ola
    não li nada dessa autora mas voce já está me convencendo a ler rsrs
    estou precisando conhecer escritas de mais autoras

    otima resenha

    ResponderExcluir
  13. Olá Miriã!
    O contexto de toda essa história é meio mirabolante, né? Até porque não é todo mundo que vai achar um celular de alguém e sair tirando fotos (ninguém faria isso se a intenção é devolver kkkkkkkk).
    Mas tudo isso corrobora para que a leitura fique mais engraçada, pois sabemos que as autoras não serão muito “pé no chão” com os fatos, favorecendo a relação entre os protagonistas.
    A antipatia é certa com Graham, mas pelo menos Soraya ameniza um pouco as coisas com sua personalidade para impedir que o leitor abandone a leitura.
    Mas de todo modo, não deixa de ser uma experiência leve para passar o tempo e se distrair.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  14. Olá,

    Eu gosto muito desse livro, e sou fã assumida dessas autoras HAHAHAHA
    Acho que de todos os livros delas juntas, eu só não gostei de um, o que é sobre um piloto.
    Mas geralmente eu gosto muito dos livros delas. <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Olá! ♡ Estou adorando acompanhar suas resenhas dos livros dessas autoras, sinto que preciso conhecê-los o mais rápido possível kkk. Elas parecem escrever o tipo de história que por mais simples que possa parecer nos prende com facilidade por se tratar de uma leitura mais descontraída ♡
    Estou curiosa para ver como vai se desenvolver o romance entre Soraya e Graham! Não fui muito com a cara do protagonista masculino, mas espero que isso mude quando eu leia o livro, porque até o momento ele me pareceu um chato kkk.
    Adorei a resenha! Beijos! ♡

    ResponderExcluir
  16. Olá Miriã!
    Chocada com o jeito ousado da protagonista de deixar nudes no celular do cara! Nem a pessoa mais audaciosa do mundo faria isso (acho). Mas gostei da personalidade dela e dela ser toda descolada, bem diferente das executivas de terninho que vemos nesse tipo de livro. Não gosto quando do nada os caras mudam de cretino para bom moço por causa da garota, por isso achei bem legal as autoras manterem a personalidade de Graham. A história parece ser muito divertida.
    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Oi Mi,
    Tenho muito a impressão de que esse é um dos livros que a gente lê revirando os olhos e um pouco de saco cheio do personagem, mas aos poucos vai se apegando e quando percebe já ta quase no fim. Hoje em dia não to muito mais nesse clima, (porque já li muuuitos por aí haha), mas gosto desse tipo pra sair de alguma ressaca literária ou algo do tipo!

    Beijos,
    Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  18. Olá! Eu não me canso de dizer (escrever) o quanto eu amo a escrita dessa dupla sensacional e o quanto suas histórias me deixam felizes! Um dia, ainda terei todos os seus livros aqui na minha estante (meta de vida), sem dúvida o que mais me encanta nas histórias é a forma com que ela é nos apresentada, mesmo aquele clichê consegue nos fazer devorar a história em horas, só para chegar ao tão esperado final feliz.

    ResponderExcluir
  19. Oiiii Miii!
    Amei a resenha e conheço o já as autoras mas como sempre nunca li.. 😂😂😂
    A premissa parece ser ótima com certeza é aquela leitura leve e rápida. Amei os personagens são aquele tipos de que os opostos se atraem né!

    Meu blog:
    Tempos Literários

    ResponderExcluir
  20. Aparentemente, a escrita das autoras continua impecável, o que garante para o leitor uma boa leitura sem aquela sensação de estar cansado. O que eu não curti muito na história foi o fato do Graham ser rude e insuportável. De resto, apesar de não ter costume de ler livros do gênero, o livro parece ser muito cativante!

    ResponderExcluir
  21. Faz tempo que vejo vários comentários positivos dos livros da Vi e da Penelope, seja dos que eles escrevem junto ou não. Também faz tempo que quero ler alguns dos livros, mas ainda não consegui começar.
    Achei interessante o enredo, e fiquei com muita vontade de saber como vai ser o desenrolar do envolvimento da Soraya e do Graham.

    ResponderExcluir
  22. Oii,
    Parece ser um livro muito engraçado!
    Imagine ele vendo as fotos dela e pensando "quem é essa maluca?" kkkk
    Achei legal mostrar que ele não deixa de ser fru fru, porque ninguém muda ninguém né. Bem vida real kkkk
    Quero ler!
    Bjs

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.