Últimos posts

Amor Maior - Thais Oliveira | Resenha

Um casal, um desejo não compartilhado por ambos, uma separação e uma surpresa do destino.Leon é um homem que age como se a vida matrimonial fosse um negócio, moldado apenas à sua maneira, e não acha que seja necessário ter um filho para ser feliz com sua esposa. Porém essa foi a razão pela qual Gabriela preferiu lidar sozinha com a perda de mais um bebê e o deixou, há quatro meses.
Agora, enquanto ela está no fundo do poço e vive atormentada com o fato de que suas chances de ainda ser mãe são quase nulas, ele está obstinado em reconquistá-la e fazê-la entender que são ótimos juntos, sem a presença de uma criança.
Os dois só não esperavam que a chegada repentina de uma pessoinha iria colocar à prova os desejos dela e a missão dele.
Gabriela e Leon estão casados há sete anos, mas vivem um grande impasse: ela quer ter filhos, ele não. Depois de sofrer com três abortos espontâneos ao longo dos anos, Gabriela  decidiu dar um basta na situação pedindo o divórcio.

Mesmo amando o marido, Gabi sabe que Leon nunca irá ceder, e também seria injusto com ela desistir do seu sonho de se tornar mãe. Enquanto Leon acredita piamente que não nasceu para ser pai, e ele está mais do que disposto a mostrar ao amor da sua vida que eles são bons juntos, e que não precisam de um filho.

Só que em um dia de rotina no hospital em que Gabriela trabalha como pediatra, ela se depara com uma bebêzinha, Aurora, de apenas quatro meses e que acabou de ser abandonada. Como médica ela não deve se envolver, mas ao saber que a bebê irá para a assistência social para que seja adotada faz com que a veia materna de Gabi surja outra vez. Mas ela sabe que adotar essa criança não será fácil, ainda mais sem o apoio de quem realmente importa: sua família.

Amor Maior é um livro bem curtinho mas contém muitas emoções. Nos deparamos com uma mulher bem sucedida, casada com um homem rico, filha do prefeito da cidade, que tem tudo o que desejaria, exceto a certeza de uma gravidez bem sucedida. Não é somente o fato de ter perdido todos os bebês anteriores que a magoa, mas saber que seu marido, a quem ama completamente, não apoia sua decisão de ter filhos. E isso deixa a vida de Gabriela com uma ruptura. Ela sabe que não conseguiria ser completamente feliz sem se tornar mãe, mas para ela conseguir alcançar seu sonho, ela precisará abrir mão de outro, seu casamento.
Leon é um homem completamente apaixonado pela esposa, mas a relutância dele em ter um filho faz com que ele e Gabriela fiquem em caminhos diferentes, e se ele não mudar de ideia a tempo, talvez a vida deles se separem para sempre. Ele não quer abrir mão de sua esposa, mas também não quer ceder. A alternativa? Mostrar a Gabriela que ele é suficiente para os dois, e que eles não precisam de criança nenhuma. 

Mas quando entra Aurora, meu povo, já sabemos que será uma causa perdida. O amor que Gabriela sente ao ver o pequeno bebê é instantâneo. É algo que a fará ir contra todos, seja o pai machista e patriarcal, a mãe condescendente ou o marido que não quer ceder. Gabriela vai lutar pela pequena chance de adotá-la, e foi dessa forma que eu me envolvi completamente pela personagem. Eu sempre quis ter uma família, ter filhos, assim como a protagonista. Talvez sejam sonhos de uma vida inteira que podem não ser realizados porque o homem que você ama simplesmente não quer. Imagina a situação que a Gabi teve que passar! Isso sem contar os abortos espontâneos que foram minando cada vez mais sua confiança. Mesmo assim quando ela viu uma oportunidade de ser feliz, se sentir completa, ela não exitou em correr atrás, e eu só queria que ela conseguisse realizar seu sonho, mesmo sabendo que a adoção da garotinha seria difícil.

Leon é o personagem que mais cresce. Inicialmente ele tenta impor sua vontade para cima de Gabriela, mas quando ele percebe que ela não vai ceder, aí é quando o personagem realmente começa a pesar o que é mais importante em sua vida: ter um bebê com a mulher que ama ou se separar dela e não ter nem um nem outro. 

Pelo fato do livro focar mais nessa resolução do casal e ter poucas páginas, o livro não tem quase cenas eróticas. Na verdade só teve uma realmente e foi bem para o final do livro, o que ajudou a criar todo o cenário e desenvolver melhor a relação dos personagens, sem colocar o sexo no meio. Eu amei a delicadeza da escrita da Thais. O livro te emociona e apesar do contexto, ele não é pesado. Na verdade é uma obra bem rápida e gostosa de acompanhar. Tem alguns furinhos como já sabemos que os romances tem, mas é algo bem bobinho se comparado a trama. Eu gostei bastante e recomendo a leitura!

Amor Maior | 164 páginas | Editora Amazon | Noa: 4/5


Comentários

  1. Ahhh!!! Já estou apaixonada pela Aurora e aposto que Leon também se derreteu por ela, mesmo que não admita.
    Vou procurar o livro no Kindle

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Adorei a resenha!
    Adoro acompanahar o seu blog, pois, sempre me deparo com livros que novos, que ainda não vi em lugar nenhum. Esse livro parece ser interessante e fiquei curiosa para acompanhar a evolução de Leon. Porém, acabei de ler Todas as Suas Imperfeições e acho que não estou pronta pra ler outro livro sobre gravidez novamente.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Olá, Miriã.
    Essa é uma situação bem dificil. Mas ai entra o que é mais importante e ter que escolher entre um e outro. Eu nunca tive vontade de ter filhos e acho que ficaria presa em algo assim se a pessoa que estivesse comigo quisesse muito. Achei o enredo interessante e se der vou ler ele.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Olá Miriã!
    Mais um livro fofo envolvendo crianças, assim meu coração não aguenta. Acho que o dilema que o casal passa é bem comum, muitas pessoas não tem uma conversa dança sobre filhos antes de se casarem, ou as vezes o filho vem de forma inesperada antes do casamento, o que complica um pouco as coisas, mas com amor e paciência tudo se resolve. O que mais me emocionou foi saber do sofrimento de Gabriela ao lidar com as perdas, o que deve ter se agravado com a falta de apoio do marido. Gostei de saber que o centro da história gira em torno dos sentimentos do casal e o erotismo fica em segundo plano.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi! Tudo bom?
    Não conhecia a história nem a autora, mas adorei saber da sensibilidade da narrativa ao abordar a maternidade da personagem e o amadurecimento dela por isso. Eu imagino o peso que se tornar uma mãe deve ser na vida de uma pessoa e o quanto isso te muda.
    Futuramente vou dar uma procurada no livro sim!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Eu não consigo me enxergar em um casamento em que meu parceiro não queira ter filhos. Só de imaginar me dá tristeza, porque um dos meus maiores sonhos é ser mãe. Com certeza eu me identificaria com a Gabriela e já me apaixonei por ela só de saber da vontade de adotar Aurora, mesmo sem o apoio de ninguém. Miga, acho que esse é um dos poucos livros que você indicou que eu fiquei me coçando pra ler, hahaha. O fato de saber que quase não tem cenas eróticas também é um ponto positivo pra mim.

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Miriã!
    Adoro livros que tem bebê envlvido.
    Ainda mais com um drama tão grande. Entendo bem o que Gabriela passou, porque também tive problemas para engravidar e nunca tive filhos biológicos, mas adotar, também realiza o amor de maãe e tenho duas entesadas que considero filhas, amo demais.
    Quero poder ler.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  8. Que gostosinha essa história. Eu tenho a mesma vontade da personagem de ser mãe, mesmo que tenha as mais diversas "pedrinhas no caminho". É o tipo de história que eu gosto.

    ResponderExcluir
  9. Oi Mi, a principio me lembrou um pouco o livro Todas a suas imperfeições da Colleen, mas deu pra perceber que segue um caminho diferente!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  10. Oi Mi, a princípio parece que um o livro Toda as suas imperfeições da Colleen, mas deu pra perceber que segue um caminho diferente. Gostei da premissa e sou fã de livros curtinhos rsrsrs

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  11. Ingrid Figueiredo22.7.20

    me emocionei com a resenha rs
    Parece ser uma história sensível e bonita, quando se trata de bebê na história tudo muda não é mesmo? Gostei da protagonista ter pé firme em determinado momento, algumas pessoas infelizmente ainda não sabem lidar com o tema adoção e podem ser... desagradáveis, mas também me alegrou que o mocinho também se desenvolve. Não espero nada menos que o trio feliz juntos. Dando uma rápida pesquisada vi que a autora tem outro livro com tema similar, assim que eu tiver oportunidade irei ler os livros dela.

    ResponderExcluir
  12. Como ainda não conhecia o livro, estou aqui suspirando pelo enredo! Tão simples, tão delicado, mas que traz temas importantes, como maternidade e todas as mudanças que isso provoca nos casais.
    A capa é um mimo só e com certeza, já vou colocar o livro na listinha dos mais desejados!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  13. Eu vi tu comentando desse livro lá no ig e fiquei bem interessada, mas me assustei com a pouca quantidade de página. O bom é que a autora soube trabalhar bem todas essas questões e não se perder em cenas eróticas..
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  14. Oi Mika,
    Coloquei o livro na minha wish, pois eu amei a premissa dele. A história deve ser bem sensível e antes mesmo de ler, já tô aqui torcendo pela felicidade do casal com a Aurora, haha.
    Ao contrário de você, quando criança e adolescente eu sempre dizia pra minha mãe que nem iria me casar, mas agora eu to casada e bebês é um assunto pro futuro, haha.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  15. Oiii Mi

    O legal é que é um livro curtinho então imagino que a autora conseguiu desenvolver tudo sem enrolar, e nem cansar, eu gosto assim em romances. Achei o enredo todo interessante, eu sou mãe e meus filhos são fundamental na minah vida, então imagino a dor da protagonista, seu desejo de ter filhos e receber esse apoio. E depois a chegada da Aurora. Deve ser uma história bem emotiva e sensivel por trazer também esse ponto do abandono da Aurora.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  16. Que capa mais fofinha! Aurora com certeza foi uma benção na vida dos dois, apesar da enorme resistência inicial do Leon. Muito difícil acreditar que ele não acabou se encantando pela bebê haha logo, acho que isso acabou unindo o casal ainda mais do que antes.
    Beijos

    Beijos

    ResponderExcluir
  17. Olá! Eita que só essa capa já me conquistou, antes mesmo de saber mais sobre o enredo, que, aliás, também é maravilhoso, já que história com crianças sempre me deixam feliz, mas pelo visto, antes do sorriso final, prevejo algumas lágrimas hein! Vai ser incrível poder acompanhar a história dessas duas!

    ResponderExcluir
  18. Oii Mii!
    Parece que quanto mais leio resenha de livros fofos e clichês por aqui, só faz aumenta mais ainda a minha lista de leitura. HAHA
    Amei a historia, bem envolvente e traz uma boa reflexão para vida. É muito difícil uma mulher querer ser mãe e não conseguir e o pior o marido acha que já é o bastante. Eu não viveria assim!

    blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
  19. Oi Mika!
    Esse tipo de enredo corta meu coração, quando um quer ter filho e outro não, sabe? Deve ser uma situação TÃO difícil dentro do relacionamento... Mas confesso que em livros eu não gosto muito de enredos que tem crianças, especialmente bebês...
    Os Delírios Literários de Lex
    Participe do Top Comentarista de Julho ♥

    ResponderExcluir
  20. Eu amaria que ela terminasse com ele e tivesse um bebe com outro, sabe? Não curti muito o fato de que ela se encanta por uma menina e querer adotá-la porque simplesmente o cara que está com ela não quer realizar o sonho dela de ser mãe. Talvez ao ler o livro, eu possa mudar de visão sobre o livro. Gostaria de poder lê-lo para ver detalhadamente toda a situação. Adorei a resenha!

    ResponderExcluir
  21. Oi!
    Um livro bem curtinho e cheio de amor.
    Já adorei Gabi que não desistiu do sonho de ser mãe é não cedeu aos caprichos de sua família.
    E quem não se apaixonar por Aurora, um ser que veio para iluminar a vida do casal. Pelo jeito até Leon se derreteu pela bebê.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Esse livro me lembrou muito aquele lá da coolen hoover. Acho bonito o livro não ser só um romance e sim um dialogo sobre maternidade. Super fofo

    ResponderExcluir
  23. Oii,
    Eu não conhecia o livro, nem a autora, mas já quero!
    Amooooo livros com adoções.
    E esse parece ser lindo e cheio de emoção.
    Pena que a Gabi sofrerá tanto assim. Mas acho que esses problemas todos com o marido mostram bem como é difícil chegar a concordoa num casamento, mesmo havendo amor.
    Bjs

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Form for Contact Page (Do not remove)