Heart Bones - Colleen Hoover | Resenha

Life and a dismal last name are the only two things Beyah's parents ever gave her. After carving her path all on her own, Beyah is well on her way to bigger and better things, thanks to no one but herself.

With only two short months separating her from the future she's built and the past she desperately wants to leave behind, an unexpected death leaves Beyah with no place to go during the interim. Forced to reach out to her last resort, Beyah has to spend the remainder of her summer on a peninsula in Texas with a father she barely knows. Beyah's plan is to keep her head down and let the summer slip by seamlessly, but her new neighbor Samson throws a wrench in that plan.
Samson and Beyah have nothing in common on the surface.She comes from a life of poverty and neglect; he comes from a family of wealth and privilege. But one thing they do have in common is that they're both drawn to sad things. Which means they're drawn to each other. With an almost immediate connection too intense for them to continue denying, Beyah and Samson agree to stay in the shallow end of a summer fling. What Beyah doesn't realize is that a rip current is coming, and it's about to drag her heart out to sea.

Beyah é uma garota calejada pelo descaso e falta de amor. A vida a qual levava com a mãe foi cruel e a obrigou a ser resiliente. Mas agora com a morte inesperada dela, ela precisa arranjar outro lugar para ficar enquanto os meses até a chegada da faculdade não passam.  


O plano de Beyah é ficar um tempo com seu pai, até que consiga ir embora em agosto para a Pensilvânia. Mas ao chegar no Texas, ela descobre que o pai tem uma esposa e uma enteada. Tendo que passar todo o verão na casa de veraneio da família, Beyah será confrontada com diversos sentimentos conflitantes e também conhecerá Samson, um vizinho misterioso que insiste em fazer seu coração palpitar. 

Acho que quando você é a pior das pessoas, descobrir o pior nas outras se torna uma espécie de tática de sobrevivência.

Heart Bones é o mais novo lançamento da Colleen Hoover e apesar de ficar sempre fugindo de suas obras, depois da resenha da Tami do Meu Epílogo, resolvi dar uma chance pra essa leitura. Fiquei muito surpresa com a suavidade com que a autora escreveu a trama, nos dando algumas lições pelo caminho, sem deixar a obra pesada e difícil de absorver.  

Beyah é uma protagonista cética e resiliente. Daquelas que sabemos que já passaram por tanta coisa na vida que criou uma casca dura, difícil de transpassar. É triste ver o quanto o descaso da mãe e a negligência do pai moldaram a forma como ela enxerga as pessoas, mostrando-se incapaz de saber o que é amor. 

A coisa mais legal que minha mãe já fez por mim foi morrer.

Pessoas como eu são extremamente habilidosas em fingir que estamos bem. 

Quando ela passa a morar com o pai, todos os sentimentos que ela trancafiou dentro de si são postos à prova. Vivenciar uma dinâmica familiar entre o pai e a nova esposa, e a meia-irmã, é algo difícil de engolir, ainda mais para ela que precisava fazer coisas horríveis para sobreviver no ambiente tóxico em que viveu. É meio irônico que agora ela seja acolhida quando todos esses anos ela se sentiu deixada de lado. Mas ao invés de vermos um confronto, Beyah vai internalizando todas as emoções ruins e negativas, que com certeza vão caminhando para um momento de ruptura. 

Os segredos são minha única forma de moeda.

Samson é um personagem misterioso e interessante, que vai surgindo aos poucos na vida de Beyah, mas que depois se transforma em tudo o que a garota pensa. Inicialmente a relação deles é repleta de momentos constrangedores e tensos, mas depois as coisas vão se tornando mais normais. É óbvio que ele esconde algo, que eu jurava ser algo arrasador, mas até que foi algo bem ok, para os padrões da CoHo. O romance aqui tem mais destaques do que a questão familiar da protagonista e foi algo que me incomodou, porque senti que o pai e a Beyah precisavam de um embate, precisavam se resolver, e apesar das minhas expectativas, isso não aconteceu da forma como eu imaginei.  

É estranho até mesmo se referir a eles como pais. Eles me deram vida, mas foi a única coisa que recebi deles.

O pai dela e Alana, a esposa dele, não tem nenhum destaque e aparecem bem pouco na obra, mas sua filha, Sara, surge como uma nova amiga e meia-irmã disposta a acolher Beyah nessa família. Sara é divertida e traz muita leveza a trama, e foi maravilhoso ver o quanto ela foi importante para deixar Beyah à vontade ali. 


Esse livro foi gostoso, leve e reflexivo. Tem vários aprendizados durante a narrativa da autora, e o crescimento da Beyah é ótimo de acompanhar. Ela se transforma de um jeito incrível e eu amei como ela foi desenvolvida. Apesar do que sabemos das obras da CoHo, esse livro foi tranquilo de ler, fluiu rapidamente e em nenhum momento pesou a leitura, o que me agradou demais. Super recomendo!  


Heart Bones | 319 páginas | Editora Hoover Ink | Nota: 4,5/5


19 comentários

  1. Adoro a escrita da Collen, quero ainda poder ler todos os livros dela. Consigo sentir o que os personagens estão sentindo em muitas cenas e nossa, choro pra caramba hahah não me importo com a leitura mais pesada e mesmo esse sendo mais leve, já coloquei na lista! Gosto muito dessas reflexões que os livros dela nos trazem.
    Beijos

    ResponderExcluir
  2. Olá, Miriã.
    Eu também li a resenha da Tamires e é impossível ler a resenha dela e não ficar querendo conhecer a história hehe. Mas eu não gosto muito dos livros da autora e fico com um pé atrás sempre que vejo livro dela sendo lançado. Estou na dúvida ainda hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  3. Colleen Hoover é demais! Normalmente ela nos faz ter leituras bem marcantes.
    Gostei muito de saber um pouco sobre esse livro. Apesar de não ser muito pesado é bem característico da CoHo. Vou querer conhecer toda essa trama da Beyah.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Miriã
    Li apenas um livro da autora que gostei muito. Quero ler todos os livros dela.
    Beyah parece ter problemas com o pai, que pelo que entendi é ausente. E depois de perder sua mãe tem que morar com a nova família do pai. Sua meia irmã parece ser uma pessoa legal.
    Quero que o livro chegue logo aqui, gostei da capa.
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi

    Fiquei muito contente de você ter lido. Realmente esse é bem mais tranquilo de ler, apesar de eu preferir os mais pesados mesmo. Hahahaha

    Beijo
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Oii que resenha perfeita... Ainda não conhecia ele ..
    Amei seu blog,já estou seguindo,se puder retribuir..
    Beijinhos

    Cátila Santos

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi,
    Estou com ele no meu kindle esperando ansiosamente pra ser lido haha sou do time que é apaixonada pela escrita da Colleen, e estou muito curiosa pra saber como essa ficou. Que bom que gostou!

    Beijos, Fantasma Literário

    ResponderExcluir
  8. Oi Mika!
    Adoro os livros da CoHo, menos Tarde Demais.
    Eles são aquele típico clichê mas que tem um algo a mais.
    Não sabia desse lançamento e curti muito.
    Espero que seja lançado por aqui em breve.

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mi! Tudo bom?
    Nesta casa felizmente não chegamos perto de nada que envolva a COHO, então é um grande NAAAAH pra mim UHASUHASUHUHASSUHAUHASUH o ranço é real, forte e inquebrável :P

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Tenho vontade de ler os livros da autora de tanto que já falaram dela.
    A personagem passa por bastante perrengues e segue em frente, isso que é resiliência.

    ResponderExcluir
  11. Nossa estou surpresa, todo livro da CoHo é um preparo psicológico que eu faço antes de ler, e agora sabendo que essa leitura é leve comparada as outras fiquei curiosa. Adorei essa premissa, o mistério do vizinho me deixou roendo as unhas aqui e a Colleen sabe como explorar uma história né? Com certeza vou ler

    ResponderExcluir
  12. Minha melhor leitura de Agosto foi um livro da Colleen, por isso, já fiquei surpresa ao ver a resenha desse super lançamento aqui!!!
    A autora brinca com o leitor de todas as formas e eu amo muito tudo isso!
    Com certeza, já vou ficar no aguardo desse livro chegar bonitinho pra nós!!!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  13. Olá

    Acho que sou uma das poucos pessoas do mundo literário que não sou fã da Colleen KKKK
    Já li um livro dela, e tenho outro, mas zero vontade de ler.
    E o engraçado é que eu gostei do livro dela que eu li, KKKKKK

    Beijos

    ResponderExcluir
  14. Miriã!
    Estranhei também o fato de a autora focar mais no romance, porue os livros dela sempre trazem problemas familiares e sociais com muita evidência e de uma forma bem intrigante, mas parece que nesse ela quis aliviar um pouco e focar mais no romance.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  15. Ainda náo li nenhum livro dela mas parece que quase todos tem uma carga emocional muito grande .
    Mas espero em breve ler algum livro dela .

    ResponderExcluir
  16. É incrível como os livros da Colleen Hoover são todos bem elogiados, né?! Ainda não conhecia esse lançamento, mas, pelo visto, ele parece ser ótimo. O que eu mais gostei nele, além da história, foi o fato dele servir de reflexão.

    ResponderExcluir
  17. Olá! Também sou dessas que foge quando o assunto é CoHo, mas não posso negar que seus últimos lançamentos me balançaram (e muito) a dar uma nova oportunidade a sua escrita. E mesmo sabendo que eu vou sofrer um “cadinho” com os personagens e suas angustias, enfrentarei de cabeça erguida e muito bem preparada (risos).

    ResponderExcluir
  18. Ainda não li nada da autora, somente acompanho as resenhas dos livros, mas mesmo assim gosto muito, por ter suavidade bas histórias, que espero que também tenha em seus livros completos. Para mim pareceu um pouco se sal o romance do casal da história, um pouco sem emoção, mas algo que da para ler tranquilamente.

    ResponderExcluir
  19. Oii Mii!
    Até o momento só li um livro da CoHo e gostei bastante. Ainda pretendo ler mais livros dela, só não sei quando. kkkk
    Fiquei bastante curiosa por esse livro, principalmente mais pela capa que achei maravilhosa! A trama é super interessante e espero que a editora lança aqui no Brasil!

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.