Capítulo Treze

books and geek world

Mika
Oi gente! Aqui quem fala é a Mika. tenho 22 anos e estou terminando o curso de Administração da UnB (amém!). Eu adoro livros, especialmente os romances. Amo me perder nas histórias acompanhada de uma boa xícara de café.

O canalha disse sim - Clyra Alves | Resenha


Nathan Russell arrumou todas as desculpas.
Primeiro, a sua filha precisava de uma mãe. Segundo, ele não deixaria a herdeira de seu benfeitor afundar em ruínas. Terceiro, ele só poderia protegê-la se ela estivesse dentro de sua casa.
Com esses três argumentos, não foi assustador para Samantha River receber um pedido de casamento da sua parte.
Então estava feito. Ele não precisava responder que sim quando perguntassem se era verdade que o maior canalha das noitadas nova iorquinas estava rendido pelo amor.
Mais um livro bem amorzinho e cheio de sensualidade passando pela sua timeline. Dessa vez, me rendi aos prazeres de O canalha disse sim. Nunca tinha lido nada da Clyra Alves, mas minha primeira experiência com ela foi maravilhosa e eu simplesmente adorei essa história. 

Samantha River era considerada a herdeira do império River, mas a vida deu uma guinada e tudo o que ela tinha por certo acabou caindo por terra. Primeiro que seu pai fora assassinado, sua herança foi roubada e o nome River estava indo para a lama, além disso ela recebe constantes ameaças de um homem que quer destruí-la.

Desesperada, a única solução possível para seus problemas seria casar-se com Nathan Russel, um ex-amor de infância, que ajudaria-a recuperar sua herança, além de dar toda a proteção necessária que ela precisa. Só que se envolver outra vez com Nathan é um risco que Sam não quer correr, já que o mesmo havia a magoado anos atrás. Mas o que fazer quando seu coração quer se render ao amor?

Então... clichê, né? Parece que eu sempre estou caminhando por essa vertente e infelizmente não consigo sair porque é esse tipo de enredo que me chama muita atenção, e vocês já devem ter percebido que eu simplesmente amei essa história. Primeiro que a forma como a autora desenvolve tudo é bem diferente, mesmo com todo o clichê da obra, a gente percebe que a Sam e o Nate tiveram algo no passado mas não sabemos o que aconteceu até nos últimos capítulos, o que me prendeu à narrativa até o fim. Além disso, temos uma personagem que consegue roubar toda a atenção: Lottie, a filha de sete anos de Nathan, de outro casamento. Ela é simplesmente maravilhosa, todas as interações que ela tem com a Sam e com o pai são fofas e sua inocência quebra nosso coração, deixando o leitor bobo.
Mesmo com poucas páginas, a autora conseguiu desenvolver tudo muito bem. Teve só uma coisinha que ficou mal explicada, no caso do vilão, mas acho que no geral ele fez um ótimo trabalho. E falando no casal principal, simplesmente impossível não torcer por eles. O interessante é ver o quanto a Sam estava fragilizada devido a morte do pai, e o quanto ela se desenvolve e consegue de volta toda sua força, e o quanto Nathan a apoia a conquistar isso. Mesmo que ele tenha alguns pensamentos machistas, Sam consegue mostrar a ele outro lado da situação e a forma como ela impõe suas opiniões, mostrando que ele tá errado, é incrível.

O engraçado é que a despeito do título, Nathan não é um canalha. É bem irônico na verdade, e acho que a autora escolheu o título de propósito. Eu me diverti horrores com essa família e fiquei apaixonada por tudo. É um livro que não pesa nas cenas eróticas, dosando bem todos os arcos e os personagens. Super indico!

O canalha disse sim | 249 páginas | Publicação Independente | Nota: 5/5

Comentários

  1. legal conhecer essa história e saber que o cara na verdade nao é um canalha e a autora escolhe um titulo irônico

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi! Tudo bom?
    Essa história tá bem longe de hot que me chame a atenção pra ler, infelizmente. Então é um nah pra mim.
    Mas que bom que tu curtiu!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. oi, Denise
      Que pena que não te chamou a atenção, o enredo é bem legal e os personagens muito bons.
      Mas quem sabe na próxima!

      Excluir
  3. Olá, Miriã.
    Eu não entendo esses títulos que os autores escolhem hehe. Eu gosto desse tipo de clichê de casamento e sempre que estou sem vontade de pegar um livro físico, já procuro algo nesse estilo nos e-books hehe.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    Acho que se o rapaz não é canalha, teria que ter outro título porque este pode afastar possíveis leitores.
    PORÉM, para mim, já falo que seria o livro perfeito para o momento, estou passando por uma pequena ressaca literária...
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi, a gente não consegue sair do bom clichê, faz parte rsrsrs gostei do enredo tb, dica anotada!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  6. Oi
    nem conhecia a história, que bom que foi uma leitura boa e gostosinha de se realizar, curto livros desse estilo,
    quem sabe algum dia quando surgir uma chance.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Oi Miriã!
    Esse clichê de casamento forçado, rende boas histórias! hahah
    Adoro qnd tem crianças fofas nos livros!
    Que bom q a autora soube dosar o hot, vou anotar a dica 😉
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mika!
    Amo um clichê com bom humor e um canalha envolvido (apesar de esse não ser) hahaha
    Fiquei curiosa para saber qual é o probleminha com o vilão que deixou dúvidas e para conhecer essa família. Anotei a dica!
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Formulário de contato