Leitores e seus gostos peculiares...

2020 mal começou e já tá cheio de polêmicas no mundo literário. Isso me lembrou algo muito importante que eu queria falar com vocês certa vez. A verdade é que a gente chegou em um ponto que não podemos mais expressar nossa opinião sem sermos esculachados pelos outros, e muito menos admitir que gostamos de determinada coisa porque senão vem "deus e o mundo protetor dos direitos de gosto literário" falar merda pra você. É isso, 2020 tá uma bosta de tanta gente intolerante e chata!

A literatura é uma forma de liberdade de expressão, é por isso que existem tantos livros e tantos gêneros por aí. Cada um tem sua particularidade que pode agradar você ou não. É extremamente normal e interessante que nem todos os tipos de livros agradem a todos. Afinal, somos seres humanos moldados em formas diferentes, com pensamentos e vivências diferentes. O que pode ser legal e bonito para mim pode ser o total oposto para você. E tudo bem! 

Mas chegamos em um ponto em que se um livro não agrada fulano, ou gênero não lhe chama atenção por determinada coisa, ele vai lá reclamar nas redes, fazer a fogueira do autor, encher o saco do povo e ainda por cima se achar 100% na razão. Acho que cada autor precisa ter responsabilidade social a respeito daquilo que está escrevendo. QUER FALAR SOBRE ESTUPRO? VAI LÁ E AVISA QUE EXISTEM GATILHOS NO LIVRO SOBRE O TEMA. E PONTO! É assim que as coisas acontecem.

Se você não gostou de um livro do autor porque achou ruim (tipo eu e o digníssimo John Green), é só você parar de ler os outros livros do autor (assim como eu fiz). Ou se você não curte tal gênero, ou porque vai contra o que você acredita ou porque você acha que não vale seu tempo, não precisa desmerecer aquele leitor que gosta. Eu amo livros eróticos e detesto clássicos, e nem por isso eu fico enchendo o saco do povo pra ler Cinquenta Tons de Cinza. E nem por isso vou me obrigar a ler Orgulho e Preconceito só porque tem uma par de gente que gosta.

Expressar sua opinião, dizer o que você sentiu lendo aquele livro, seja bom ou ruim, é um direito de todos. Seja filme, algo que você comprou ou qualquer outra coisa. É só que a internet se tornou um lugar tão tóxico e chato que fica impossível a gente não se irritar com vários comentários de pessoas que querem fazer com que suas opiniões sejam mais importantes do que outras. Ou desmerecer um gênero por conter algo que você não gosta. Ou falar mal de autor por unicamente um livro que você leu e não gostou, sendo que deve ter mais 300 obras do mesmo que podem ser milhões de vezes legal e você não sabe. É preciso ter um pouco de senso sabe? 

Enfim! Esse é um desabafo de uma leitora e blogueira "cansada" e muito provavelmente irritada. 

11 comentários

  1. Digitando com os pés pois as mãos estão ocupadas batendo palmas! O leitor de hoje em dia anda se incomodando demais com o amiguinho... cada um tem seu direito de ler e não ler, minha gente
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Rumo aos 4K no instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai Miga, totalmente cansada desse povo. Tudo chato! Dá pra fazer mais nada sem arranjar discussão no twitter hahaha

      Excluir
  2. "O que pode ser legal e bonito para mim pode ser o total oposto para você. E tudo bem!"

    Eu não sei se vai ajudar o que vou comentar, mas espero que sim. Li em um blog um autor escrevendo que ele desejava que algumas cenas "fortes" de IT fossem cortadas do livro. Achei aquilo ofensivo, pois ele já tinha falado da obra. Poderia sim ter depreciado mais, se quisesse, afinal, é a opinião dele como leitor. Mas é perigoso nos dias de hoje escrever que deveriam ter cortado tais trechos só porque o pobrezinho achou forte demais.
    Bom... resumindo a ópera. A gente tem vontade de falar um monte e com razão. Mas às vezes é melhor ficarmos na egípcia, fazer de conta que não leu tais coisas e só deixar morrer o assunto. No máximo, expressar poucas palavras e pronto. Além da gente não alimentar energias ruins, faz bem até para nossa alma. Tente não demonstrar o quanto algo te atingiu. Não dê esse gostinho.

    ResponderExcluir
  3. Oi, Miriã!

    Eu acho super importante a gente dar a nossa opinião sincera de algum livro que a gente tenha lido, só assim poderemos ter a nossa liberdade de expressão. Temos que entender que cada um possui um gosto, uma opinião, é nosso dever respeitar! Mas é claro que isso não nos dá o direito de ''esculachar'' o livro/ história, temos que ter empatia, sabe?! Gostei do texto e representou muito uma época da minha vida que estava cercada de pessoas que falavam mal do meu gênero preferido na cara dura, e eu era obrigada a respeitar o gênero favorita delas -_- Só Jesus!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Super concordo com o texto Mika! É o famoso mimimi... E isso não acontece apenas com livros, mas em relação a tudo! Ás vezes eu digo que gosto de determinada música ou gênero e logo alguém já revira os olhos, mas gente... o gosto é meu! Eu não preciso da permissão de ninguém pra gostar do que gosto né non?!
    Eu entendo a sua indignação, como blogueira de moda e beleza eu já recebo vários comentários desnecessários, imagine você que fala sobre livros. Por outro lado... como leitora e por acompanhar inúmeros blogs de literatura, eu sempre tenho acesso a resenhas de livros que eu não leria, mas nem por isso eu desmereço a obra.
    Que as pessoas possam ter mais bom senso...
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  5. Concordo contigo e acredito mesmo que esteja cansada de ver isso, porque percebi que você é bem ativa nas redes sociais. Essa é uma situação muito chata e que só vem aumentando, deve que é pior ainda para os escritores. Fico imaginando se as editoras começarem a aceitar somente livros perfeitos como a sociedade gosta e irá comprar. Muitos não terão oportunidade de trabalhar como escritor :/ Principalmente nossos amados nacionais.
    Sempre que possível falo para as pessoas lerem um livro do gênero que gostam, ai eles se prendem na leitura e ainda divulgam mais o quanto gostaram do livro. Mas nas redes sociais o negócio é meio desenfreado. Nem sei como podemos mudar um pouco do que ta acontecendo tanto com séries quanto com os livros. Existe algum órgão representante da leitura? kkkk Porque seria muito bom. Temos que chamar a Malala para o Brasil, ajudar ela com o português e dar vida à ela. Fazer os outros ouvirem nossa representante mais próxima dessa situação. Nunca imaginei a geração de agora nesse nível.

    ResponderExcluir
  6. Olá...
    Acho muito interessante você trazer essa discussão, pois, ultimamente parece que a gente não pode mais expressar a nossa opinião e ser respeitada... Lembro que teve um dia que ia postar uma resenha da CoHo (autora que amo de paixão), mas, que senti a necessidade de ser sincera o suficiente com alguns pontos que me incomodaram e vou confessar que fiquei com certo receio de postá-la com medo de ser "massacrada" nas redes sociais... Porém, no fim das contas postei assim mesmo e tudo correu super bem, felizmente!
    Acontece, que nem sempre é assim e sempre vejo pessoas revoltadas por fulano ler tal gênero, por fulano não ter curtido tal livro e daí por diante... Na minha opinião, o mais importante é LER AQUILO QUE TE AGRADA, independente do que terceiros vão pensar.

    Parabéns pelo post lindo e necessário!

    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Olá, Miriã.
    Hoje em dia tudo o que você faz ou fala é motivo do povo descer o pau. Até você ler mais do que 4 livros por mês já é motivo de ser taxado como ostentador e outros termos. Por isso que não ligo para opinião alheia, leio o que tenho vontade e uso meu blog sim para expressar a minha opinião a cerca dos livros que leio. Mas sempre deixo claro que cada um tem seu gosto e cada um lê o que e o tanto que quer.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Oi, Miriã!
    Super concordo com o que você disse.
    Atualmente por qualquer motivo você acaba se tornando alvo de críticas. Eu sinceramente não encano tanto com isso, pois tenho meu cantinho para expressar minha opinião, claro que sem ferir ou denegrir ninguém. Gosto é algo particular e não podemos agradar a todos.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu concordo com seu texto, mas em partes. Acho que assim como cada um tem o direito de ler e gostar do que quiser, cada um tem direito de ler e odiar o que quiser também - e reclamar de não ter curtido a experiência de leitura. Se eu não puder me expressar sobre ter detestado uma história, aí não vale também pra quem só fala bem dela né? Cada livro funciona de um jeito com cada leitor, e tem que existir essa liberdade de criticar o que não funcionou pra você.
    Cultura de crítica é diferente de cultura de cancelamento, que tá muito em alta no momento. Há casos e casos (por exemplo, um livro que romantiza estupro eu vou PANFLETAR pra ser cancelado, porque existem histórias ruins pra uma pessoa e existem histórias ruins PRA SOCIEDADE). Mas aí, como disse, são casos individuais.
    Mas entendo seu texto e acho uma discussão bem válida atualmente.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá, Mika!
    Concordo com você, mas acho que, ás vezes, uma crítica sobre um livro pode ser algo que é necessário. Há alguns livros que precisam de alertamento sobre seu conteúdo. Mas entendo o que quis dizer, o gosto nunca vai ser o mesmo e o respeito deve prevalecer sempre.
    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.