Um amor conveniente - Tessa Dare | Resenha

Depois de perder o seu sustento, Alexandra Mountbatten assume uma tarefa impossível: transformar duas órfãs rebeldes em damas da sociedade. Alex, porém, logo percebe que não é de disciplina que as crianças precisam, e sim de um lar repleto de amor. Mas como irá convencer o guardião delas, Chase Reynaud, disso? Chase é herdeiro do duque e um verdadeiro cretino quando se trata de assuntos do coração. Várias damas de Londres tentaram mudá-lo, mas falharam na missão.
Como qualquer libertino que se preze, Chase vive de acordo com uma regra: não se apaixonar. Quando uma jovem obstinada tenta corrigir o seu comportamento, o futuro duque decide provar-lhe que não pode ser domado. Contudo, Alex é inteligente, perspicaz e apaixonante, excedendo as expetativas de Chase. Além disso, ela recusa-se a vê-lo como uma causa perdida, sentindo que deve alcançar o seu coração para ajudar as duas órfãs. Mas conseguirá ela proteger seu próprio coração?
Alexandra Mountbatten é uma relojoeira que ganha seu sustento acertando os relógios da alta sociedade de acordo com o Greenwich. Na busca por novos possíveis clientes, ela conhece o Sr. Chase Reynaud, futuro duque de Belvoir. Só que ele não precisa de uma relojoeira, e sim de uma aia que aguente cuidar das suas duas tuteladas durante o verão, que mais parecem demônios.

Alex definitivamente não é uma aia por isso declina o convite de se tornar empregada do Sr. Reynaud. O problema é que pouco tempo depois ela acaba por perder o seu único sustento, o que a faz repensar a decisão e aceitar o emprego de aia.

Dentre as funções de Alex ela precisa ensinar as garotas, Rosamund e Daisy, as matérias básicas como geografia e matemática, assim como se comportar na sociedade, coisa que tem sido bem difícil já que as duas aprontam várias com ela. Além disso ela precisa lidar com a irresistível atração que tem por Chase, que embora se mostre apenas um libertino, aos poucos vai se deixando mostrar verdadeiramente, o que encanta mais ainda a jovem moça. Mas será que Alex conseguirá sair ilesa dessa situação?

Sendo o primeiro romance de época do ano, Um amor conveniente trouxe um frescor que só os romances do gênero possuem. Ás vezes fico tanto tempo ser ler um que fico com medo de não gostar mais dos livros, mas com a Tessa isso não acontece. A mulher sabe escrever, isso é fato! O que chama atenção aqui é o fato da protagonista ser uma relojoeira, o que não a define nem 10%. Alexandra tem uma história de vida incrível, e um tanto quanto de cinema, e foi muito legal conhecê-la melhor. Eu adoro como a Tessa desenvolve bem seus personagens e entrega histórias cativantes e que chamam nossa atenção.
Chase também não fica de fora, apesar de que seu passado demora um pouco para se desenrolar. Num primeiro momento ele aparenta ser só mais um personagem cafajeste de romance, mas vamos ver que ele é bem mais profundo do que isso. E eu gostei muito de como os dois se complementam de alguma forma. Chase é só agitação enquanto Alexandra é calmaria. Se eu amei? COM TODA CERTEZA!

Temos outros personagens coadjuvantes, como as melhores amigas de Alex, que aparecem pouco mas entregam bem suas personalidades e as duas tuteladas de Chase. Rosamund tem apenas 10 anos mas já entende muito bem a vida, e a crueldade dela. É por isso que a garota é tão arisca e convenhamos, chata! Eu queria dar uma surra nela com algumas ousadias, mas aos poucos fui começando a gostar da força da sua personalidade. 

Daisy só tem 7 anos e muitas inseguranças, também é muito influenciada pela irmã mais velha, o que apaga um pouco sua personalidade. Mas de vez em quando Alexa consegue transpassar a barreira que as duas criaram e mostrar que elas são importantes para a aia, mesmo que a princípio não acreditem. 

A trama não foi lá muito surpreendente, mas como eu amo romances de época é impossível não gostar só pelo fato de ser um gênero que eu goste muito. Além disso a narrativa da Tessa é maravilhosa e contribui muito pra gente se apaixonar pela obra. Eu super indico pra quem gosta do gênero!

Girl meets Duke #2 | 240 páginas | Editora Gutenberg | Nota: 4/5

7 comentários

  1. Eu amei esse livro! Ri do início ao fim, principalmente das "mortes" da Millicent
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Rumo aos 4K no instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E eu achando que ela fosse uma pessoa KKKKKKKKK

      Excluir
  2. Oi
    quero muito ler essa série da autora, já li dos livros dela dela e gostei bastante da história, bem envolvente, que bom que gostou, achei legal a premissa da história e que a protagonista não faz parte da alta sociedade.

    http://momentocrivelli.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Denise
      Eu amo demais os livros da Tessa, é uma das minhas autoras favoritas.

      Excluir
  3. Oi Mika,

    eu adoro essa autora, li tres livros dela ano passado e gostei muito. Lerei esse. Amei a foto.
    Beijos

    https://tear-de-informacoes.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.