Como encantar um canalha - Suzanne Enoch | Resenha

Evelyn, uma jovem obstinada, promete se vingar de um dos canalhas mais infames de Londres. Mas, quando o cafajeste vira o jogo, quem vai realmente aprender uma lição sobre do que o amor é capaz?
Nas ruas, ele é chamado ironicamente de “Santo”, mas o marquês de St. Aubyn merece sua reputação como o maior canalha de Londres. Evie sabe que deve evitá-lo, mas ela quer ajudar as crianças do orfanato, e ele preside o conselho dos administradores. Quando Santo nega seu pedido para ser voluntária no Coração da Esperança, ela decide que o homem precisa aprender uma lição. Ela só precisa descobrir como resistir aos encantos daquele mulherengo.
Para Santo, a ideia de ceder a uma mulher como Evie é impensável. Ele não quer se tornar outro projeto de caridade em suas mãos, mas a moça se recusa a desistir. Que outra opção ele tem a não ser seduzir a dama? Porém, ele não esperava ser seduzido pelo doce coração da mulher. A tentação de passar longas noites nos braços dela poderia provocar o impossível? Será que o mais conhecido cafajeste de Londres poderia mudar?
Depois de Georgiana ter escolhido Tristan para dar lições sobre como tratar uma dama (Como se vingar de um cretino), é a vez de Evelyn escolher o seu pupilo. E o escolhido é Santo, o marquês de St. Aubyn, que tem uma das piores reputações de toda Londres. Ele é o presidente do conselho de curadoria do orfanato Coração da Esperança, esse que Evelyn insiste em querer visitar. Só que para ela poder ajudar as crianças do orfanato, ela precisa justamente da aprovação de Santo, o que ele não quer dar.

Disposta a conseguir a aprovação dele, Evelyn tem o plano de fazê-lo gostar das crianças, algo que se mostra muito difícil porque Santo é um homem inescrupuloso que não se preocupa com ninguém, e a única coisa que ele realmente quer é se livrar do orfanato e levar a virginal garota para a cama.

Como encantar um canalha foi minha primeira leitura de Fevereiro e não poderia ser melhor! Tem vários romances de época que eu pretendo ler esse ano, e comecei com um dos melhores. Eu já tinha gostado da escrita da Suzanne no primeiro livro e aqui não foi diferente. A trilogia é sobre três amigas que fizeram um acordo de escolher um homem para dar lições a ele. O primeiro foi Tristan, o visconde de Dare, que acabou se casando com Georgiana. E agora temos Evelyn, que terá seu coração arrebatado pelo marquês de St. Aubyn.
Evelyn é a própria dama refinada da sociedade. Agora que seu irmão Victor voltou da Índia e pretende ingressar na carreira política, ela mais que tudo precisa mostrar decoro para ajudá-lo, o que faz com que seu interesse pelo orfanato seja um segredo. Desde o primeiro momento gostei de Evie, apesar de achar que ela precisava de vários empurrões para tomar atitudes sobre a própria vida, mesmo assim entendi suas ações. Evie é uma garota honesta, divertida e muito boa, sempre pensa nos outros antes de si mesma. Sua amizade com George e Lucinda também é incrível, mesmo que em alguns eventos achei as duas um tanto hipócritas por tentar recriminar as ações de Evie.

Santo por outro lado é um completo canalha. Inicialmente não gostei do personagem, sua personalidade é muito arrogante e arisca pro meu gosto, me lembrou muito o Sebastian de Pecados no inverno, que também se mostrou um crápula boa parte da história. Mas com o tempo e com a intercessão de Evie, ele vai se descobrindo um homem bom e capaz de amar. 

A família de Evie me irritou horrores! Victor não se preocupa com a irmã nem uma vez e só coloca seus interesses à frente dos dela, além disso praticamente a obriga a fazer o que quer. Se eu detestei foi pouco! A mãe também é conivente e não levanta um dedo para sair em defesa da filha.

O livro foi divertido e bastante sensual. Suzanne escreve maravilhosamente bem, a leitura fluiu bem rápido. Só senti falta de um epílogo assim como no primeiro. Não temos vislumbre do próximo casal, mas eu já sei que vou amar.

Lições de amor #2 | 320 páginas | Editora Harlequin | Nota: 4/5

5 comentários

  1. Oi Mi,
    Minha mãe começou a ler essa série, tenho aqui em casa o livro 1 e já quero conferir porque ela devorou! kkkkkkkkkk
    Mesmo não estando numa boa fase de romances de época, dá aquela coceirinha, rs.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Ainda pretendo ler da Suzanne ainda esse ano. Essa série dela é bem elogiada e fiquei curiosa agora com esse acordo...
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  3. Ahhh Mi eu adoro a Suzanne Enoch e gostei demais do livro anterior, já tenho no meu kindle e lerei em breve! certeza que viu gostar!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Olá, Miriã.
    Eu gostei bastante do primeiro livro. Tanto que assim que lançou esse corri comprar. E acredita que ainda não li hehe. Nem lembrava mais que era das amigas. São tanto romances de época que a gente até confunde.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.