5 coisas que eu aprendi com personagens femininas

Oi gente! Hoje é o Dia Internacional da Mulher e pensando na importância dessa data, trouxe um post bem legal sobre ensinamentos que aprendi com personagens femininas ao longo da minha vida como leitora. Tenho certeza que isso não só me enriquece como mulher, mas também como ser humano também. 

E antes de mais nada, Feliz Dia da Mulher pra você leitora/blogueira guerreira!

Se você quer algo, vai lá e faz

Uma das coisas que mais tem me agradado nos livros de romance é ver personagens femininas fodonas, que quando querem algo não ficam esperando o príncipe encantado ou o boy magia para alcançar aquilo por elas. Elas simplesmente se jogam e correm atrás do que querem. Isso me leva a pensar que não precisamos de ninguém além de nós mesmas para alcançarmos nossos objetivos e nossos sonhos. Precisamos de parar de terceirizar nosso desejos! 

Sentimentalismo não te faz inferior

Todo mundo tem a visão de que nós mulheres somos seres sentimentais, que nos deixamos levar pelas nossas emoções. Isso é um fato. E vez ou outra eu encontro personagens, principalmente de fantasia, que são tão girl power e donas de si que não se deixam mostrar de verdade, como se chorar ou mostrar fragilidade fosse um ato de fraqueza. E não é! Ninguém é perfeito o tempo todo! Chorar e mostrar o que te abate é se mostrar ser humano, cheio de falhas e erros.

Auto aceitação é vital para ter uma vida saudável

Personagens diferentes do padrão estão ganhando destaques nos livros, e cada vez mais vemos mulheres empoderadas e donas de si, que aceitam seus defeitos e não tentam se adequar aos estereótipos da sociedade. Se aceitar é tão importante que muda completamente a forma como nos sentimos consigo mesmas, e faz um bem danado! 

Seus problemas não são inferiores aos problemas dos outros

Eu acho que esse é um dos maiores aprendizados que eu tive com personagens femininas. Quando a gente passa por determinada situação e vemos outra pessoa em uma situação similar ou pior, a gente sempre pensa que não deveria reclamar porque tem gente que tem problemas maiores. E isso faz com que acabemos inferiorizando nossos problemas e nossas emoções em prol do outro. E isso não pode acontecer! Nossas dores são diferentes sim, mas nem por isso menos importantes. 

Precisamos entender (e fugir!) de relacionamentos abusivos

Pra que isso aconteça não é somente necessário ler livros sobre o tema, mas identificar padrões. A partir do momento que esses padrões de comportamento abusivos ficam bem definidos na nossa mente, é muito mais fácil identificar essas relações, e assim correr delas! Quanto mais romances eu leio, mais romances abusivos são romantizados e isso confunde muito a mente de leitoras que não entendem bem o assunto, e ás vezes passam pela mesma situação. Entenda que: se um cara quer saber 24h onde você está, ou se ele é sempre está desconfiando de você, ou se ele não te deixa sair com seus amigos, ele não está sendo fofo ou ciumento, E SIM ABUSIVO! 
(E se você é uma autora que adora escrever sobre esse tipo de coisa, por favor, pare!).

E me conta você, qual foi a lição mais importante que aprendeu com personagens femininas?

12 comentários

  1. Olá, Miriã.
    Feliz dia para nós. Adorei sua postagem. É exatamente por isso que precisamos ler porque não importa o gênero sempre aprendemos alguma coisa com os livros. Aprendi várias dessa que você citou também, perincipalmente aceitação e não ficar esperando o príncipe no cavalo branco. E achei excelente sua ultima colocação. Chega de romantizar abuso, porque infelizmente assim como os livros ensinam coisas boas, se as autoras ficarem insistindo também ensinam a tentar consertar o caro por amor e isso não vai acontecer.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Sil
      Acho que o grande problema são as autoras ainda romantizarem isso. Estamos em um momento que precisamos quebrar esse tipo de coisa, mas algumas não entendem, e pior, sabem que isso vende então continuam escrevendo, porque tem leitora que gosta desse tipo de enredo, mas isso não é legal sabe?

      Excluir
  2. Oi Miriã, tudo bem?
    Adorei a escolha do tema para esse dia importante!
    E teve uma frase no seu texto que amei em especial: não devemos mesmo terceirizar nossos desejos. Nosso destino é nossa responsabilidade! E sim, nós podemos.
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    ResponderExcluir
  3. Oi Mi, gostei bastante do tema de hoje e concordo com tudo. Não me importo muito que necessariamente as protagonistas sejam fodonas. Acho válido ver inseguranças, fica mais real e como você disse ninguém é "fodona" o tempo todo e dá espaço para o crescimento da personagem.

    Excelente post.

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  4. Oi Mi,
    Acredito que eu tenha encontrado a minha voz através das personagens femininas dos livros.
    Está tudo bem você ter uma opinão diferente, está tudo bem você querer algo diferente. E elas me ajudaram muito a descobrir quem eu sou e o que quero.
    Feliz Dia para nós! ♥
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  5. Mds, esse post é tudo, concordo em tudo que você disse ♥
    Beijinhos ;*

    Blog Menina Caprichosa | Canal Youtube | Facebook | Insta

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mi! Tudo bom?
    A melhor coisa dessa onda da literatura atual (e por atual eu digo de uns dez anos pra cá) é ver cada vez mais a voz de personagens independentes, fortes e conscientes dessa força. Protagonistas e coadjuvantes que ajudam a gente a entender o poder que a gente tem em mãos e como merecemos ser reconhecidas por ele. Adorei seu texto!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi Mi!
    Eu amei esse post!
    Adorei várias coisas que você colocou, especialmente essa parte de que sentimentalismo não faz ninguém se inferior. E uma das coisas que acho mais importantes na literatura é quando alerta sobre as questões de relacionamentos abusivos.
    Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mi

    Adorei a postagem! Aprendi isso tudo também e aprendi a ser autosuficiente. Eu me basto, sabe? Não temos que procurar a felicidade nos braços de ninguém.
    Feliz Dia Internacional da Mulher atrasadinho!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  9. Oi, Mi!
    Adorei a postagem! Com certeza o lance do sentimento é algo que as autoras ainda tem que quebrar esse estigma que mulher bem sucedida tem que ser fria. Já basta!
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe do sorteio Rumo aos 4K no instagram

    ResponderExcluir
  10. nice
    https://www.phototrims.com/

    ResponderExcluir
  11. hi nice Pic
    http://max-bd.com/

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.