Sol da meia-noite - Stephanie Meyer | Resenha

Um dos maiores fenômenos editoriais dos últimos tempos, a saga Crepúsculo narra a icônica história de amor de Bella Swan, uma garota tímida e desastrada, que acaba de mudar de cidade, e Edward Cullen, um rapaz misterioso que esconde um segredo aterrorizante: é um vampiro. Desde a primeira troca de olhares, ele fez tudo para ficar longe dela, mas e se as coisas não tiverem acontecido exatamente assim?

Até agora, os leitores conheceram essa trama inesquecível apenas pelos olhos de Bella. No aguardado Sol da meia-noite, vamos testemunhar o nascimento desse amor pelo olhar de Edward, mergulhando em um universo novo, sombrio e surpreendente, cheio de revelações.
Conhecer Bella foi o que aconteceu de mais irritante e instigante em todos os anos de Edward como vampiro. À medida que conhecemos detalhes sobre seu passado e a complexidade de seus pensamentos, conseguimos entender por que Bella se tornou o eixo central de uma batalha decisiva em sua vida. Como Edward poderia seguir seu coração se isso significava colocar a amada em perigo? Do que ele seria capaz de abrir mão?
Em Sol da meia-noite, Stephenie Meyer faz um retorno triunfal ao universo de Crepúsculo e nos transporta mais uma vez para Forks, convidando-nos a revisitar cada detalhe dessa história que conquistou milhões de fãs em todo o mundo. Em meio a uma paixão cercada de perigos sobrenaturais, vamos descobrir como Edward encara seus prazeres mais profundos e as consequências devastadoras de um amor proibido e imortal.

O tão aguardado livro da Stephanie Meyer foi lançado! E depois de também dizer que não iria ler, acabei queimando minha língua e já conferi essa leitura. Só fiz isso, única e exclusivamente, por causa da Bárbara dos Segredos Entre Amigas, que estava completamente emocionada por essa história, e eu, que sou muito fã da história de Edward e Bella, acabei me rendendo e li também.

Vocês já sabem o que o enredo é, então pra não perder tempo vamos as considerações! 

O livro tem pouco mais de 700 páginas, e é extremamente lento! Não tô falando por experiência própria não, é simplesmente fato. Isso porque temos Edward como personagem principal, um homem que pensa muito. Edward não consegue simplesmente tomar uma decisão como uma pessoa normal (nem estou levando em consideração ele ser um vampiro) mas ele precisa ver as milhões de possibilidades, e consequências que aquela ação resultaria. E isso leva a quase 50 páginas, sendo que absolutamente nada na cena aconteceu. Ou seja, boa parte dos capítulos é a gente dentro da cabeça de Edward ponderando sobre o que fazer com sua vida um tanto quanto tediosa.

Quando ele conhece e é atingido pelo cheiro de Bella, as coisas ficam piores. Agora ele fica 24h escolhendo se deve ou não matá-la. E juro, ele passa mais de quatro capítulos (lembrando que cada capítulo tem mais de 20 páginas) só falando nisso, ou no caso pensando.

É por isso que a obra é exaustiva. Observar o personagem nesse impasse é cansativo, deixa a leitura lenta e se torna arrastada. Eu parei milhares de vezes, intercalei com outras obras porque não conseguia avançar muito. Parecia que todo o meu interesse estava sendo drenado a cada página. Senti que a partir da cena da campina, aliás, posterior a essa, as coisas começam a realmente pegar um ritmo, a fluir melhor, apesar de que nada muito interessante acontece além do derradeiro final.

Se tem uma coisa que eu fui percebendo ao ler esse livro foram as coisas que ficaram muito implícitas em Crepúsculo, mas que agora foram expostas. Primeiro, Edward além de ser chato é completamente neurótico e obsessivo. Quando ele visualiza a visão de Alice sobre o papel de Bella em sua vida, a atitude do personagem muda completamente. Agora ele não fica mais 24h pensando em como matá-la, mas como protegê-la. Dele. De um assassino. De um acidente. São tantas possibilidades criadas na cabeça do Edward que o deixam completamente paranoico. Sem contar que ele começa a visitá-la de noite para protegê-la enquanto está dormindo. O quanto que isso tem de normal?? O interessante é que o personagem sabe que esse comportamento não é saudável, mas não consegue se impedir de fazer isso. E eu só ficava "esse homem tá louco só pode, se eu fosse a Bella daria um chá de sumiço nele". E o que ela faz?? Passa pano para as atitudes dele, mas ok...

Outra coisa notável é a discrepância na visão que temos de Bella. Em Crepúsculo Bella sempre se depreciou, subestimando sua própria inteligência ou importância para Edward, o que a faz ser um tanto apática no livro. Mas meus senhores, a visão que Edward tem dela é completamente diferente. Ele enxerga uma Bella tímida, mas leal, bondosa. Ele faz a Bella SER INTERESSANTE! E com certeza foi uma das coisas que mais gostei na trama.

Conhecer os Cullen através de um deles foi simplesmente tudo. Descobrimos como cada um entrou naquela família, como a dinâmica familiar entre eles funcionam. Destaque aqui para as conversas mentais entre Alice e Edward, que são muito interessantes. Dá a sensação de cumplicidade, apesar de que algumas visões de Alice sejam tão descritivas que se tornam cansativas também. Rosalie também tem um tanto de destaque, isso porque fica mais notável o seu ressentimento a respeito de Bella. Ela deixa claro o quanto aquela humana sem graça a incomoda, e Edward percebe isso, o que causa bastante impasse entre eles, algo que nunca ficou muito explícito nos demais livros da série.

Lembra aqueles amigos que a Bella faz no primeiro dia do colégio? Edward também nos mostra uma visão completamente diferente deles. Jéssica é com certeza uma amiga extremamente tóxica e invejosa, tudo o que ela pensa sobre bela é condescendente e desrespeitoso, e Mike é um completo mala sem alça. Nunca iriamos saber disso se não tivéssemos esse livro, então foi um ponto bem legal da autora abordar.

É legal também ver os acontecimentos finais pelo ponto de vista do Edward. Quando ele se separa de Bella e ela acaba por ir ao encontro de James sozinha. Como Edward a encontra? Como eles chegam tão rápido ao estúdio de ballet mas não o suficiente para ela não ser mordida? Todas essas perguntas serão respondidas nesse livro.

Mas é claro que Sol da meia-noite também nos trás alguns questionamentos quanto às suas problemáticas. Primeiro: Edward se mostra um tanto quanto psicótico, por causa de toda a questão da proteção da Bella abordada anteriormente. Outra coisa que me incomoda é o amor rápido que nasce desse encontro. Entendemos o lado do Edward, afinal, ele já viveu mais de 100 anos, viu uma visão de Alice que mostrava Bella ao seu lado, dá pra entender melhor seus sentimentos. Mas Bella se apaixona tão rápido por ele, já solta declarações de amor para uma vida inteira, que me parece muito estranho. Nesse livro percebi o quanto Charlie estava certo em achar que esse namoro aconteceu rápido demais. Tudo entre eles era muito intenso e sei lá, não me pareceu natural.

E por último, temos todas as pontas soltas deixadas em Amanhecer. Em Sol da meia-noite Bella conta a Edward todos seus planos e anseios para o futuro, mas e depois da série, o que acontece com eles? Ela conseguiu ir para a faculdade? A impressão que eu tive era que Bella simplesmente desistiu de tudo por causa de um homem, por causa de um amor. A autora vende a ideia de amor incondicional aqui, mas que eu acho que hoje não seja saudável para apresentar a vários adolescentes que futuramente irão ler essa história. Uma garota que se casou com 17 anos, em seguida engravidou, e teve sua vida interrompida. Dá onde que isso é normal gente? O que fica é a impressão de que todos os livros foram baseados em Bella tentando fazer Edward transformá-la, e nada mais. A escolha, as relações familiares e com os amigos, os planos para o futuro, tudo é completamente esquecido. Faltou um pouco de noção na Stephanie, com certeza, mas acho que para a época, era fácil a gente simplesmente ler e aceitar tudo o que estava escrito ali, hoje não consigo mais enxergar isso e não apontar os erros na história.

Espero que com esses dois novos volumes que a autora resolveu acrescentar à série algumas dessas perguntas sejam respondidas. Mas sinceramente? Acho que a Stephanie vai fazer isso só pra render mais, porque sejamos sinceros, a época de Crepúsculo já foi. 

Apesar dos comentários a respeito da trama, nada tira a importância que a sega teve em minha vida. Eclipse foi o primeiro livro que ganhei como leitora, então ele faz parte da minha história. Mas seria impossível pesar minha nota somente levando em consideração ao apego emocional que Crepúsculo me trouxe, por isso minha nota é uma mistura do meu carinho de fã, mas também da minha experiência como leitora, o que eu achei mais justo. Como fã eu tenho a obrigação de panfletar, mas mais ainda de mostrar os erros que tem no enredo. E eu super recomendo o livro, assim vocês podem tirar suas próprias conclusões, não percam a esperança e não se afligem com minha resenha (como a minha resenha ficou gigantesca, preferi tirar os quotes).

Crepúsculo #5 | 736 páginas | Editora Intrínseca | Nota: 3,5/5

22 comentários

  1. Estava esperando sua resenha Mika. Acompanhado toda a saga desde a compra até a leitura de Sol da Meia Noite pelo Twitter.
    E parabéns pela resenha! Onde você pontuou tudo, o que há de bom e o que não é tão bom!
    Já pensou 50 páginas só de pensamentos?! Omg

    ResponderExcluir
  2. Eu li uma resenha ontem onde se mandava Edward pra terapia rs que não era possível ele ser daquele jeito. Acho que mesmo sem ter lido esse livro, ainda,eu sempre pensei isso rs
    Eu li sim a saga Crepúsculo,mas não me considero aquela fã enlouquecida. Na época foi gostoso demais e sim, a saga fez muitos leitores tomarem gosto por livros e cinema.
    Se vou ler esse último livro?? Não vejo a hora. Mas se irei gostar, aí é outra história rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Olá,

    Eu li todos os livros da saga anos atrás, quando tava bem no auge mesmo e esperava o lançamento deles com todas as minhas primas.
    Mas quando chegou em Amanhecer eu parei de ler o livro umas duas vezes, até passar uns meses, eu começar de novo e assim conseguir terminar. Foi quando eu notei que não gostava tanto da história, e gostava mais porque era algo meu e das minha primas, sabe? A gente amava comentar sobre e tudo mais.
    Por isso, não tenho a mínima vontade de ler Sol da meia noite, e todo mundo fala o quanto é arrastado.
    Mas acredito que foi uma boa experiência para quem é fã.

    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Crepúsculo nunca me cativou, tanto que nunca li os livros e só assisti ao primeiro filme da saga, mas eu achei bacana o lançamento desse livro pra quem é fã, tenho certeza que pra algumas pessoas ele foi ou vai ser nostálgico. No meu caso, assim como você, sem dúvida eu também o acharia exaustivo, pois gosto de livros com ritmo e ação. Creio que a única parte legal desse livro seja a Bella se tornando interessante, por que na minha visão, sempre achei os dois protagonistas sem sal, haha. Além disso, é legal ter outra visão sobre a história em si.
    Amei a sua resenha e quase não dei por falta dos quotes.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu preciso discordar e meio concordar com você em uma coisa: o Edward é tão PORRE CHATO dos infernos que senti falta da narração monótona da Bella. Misericredo eu não aguentei não HUASHUSAHUASHUSHUAHUSAHUSAHU sempre detestei os dois, mas mesmo com mais dos Cullen - que são meus amorezinhos - eu não tive saco pro Edward. Larguei lá pros 25% do livro desejando boa sorte pra Bella por ter que aguentar esse cara pelo resto da vida. Eu enlouqueceria :v

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oi, Mi! Vi seus comentários nos stories a respeito da leitura e fiquei feliz porque a resenha saiu aqui também haha.
    Eu amo a saga Crepúsculo! Li apenas os dois primeiros livros, mas sou apaixonada pelos filmes e não me canso de assisti-los! Quando soube do lançamento de Sol da meia-noite fiquei doida, mas quero ler a saga primeiro para depois comprá-lo haha.
    Pelo número de páginas já dá para se ter uma ideia de que haveria um pouco de enrolação. Achei demais isso de o Edward ver a Bella de uma maneira diferente e mais interessante. Muito fofooo <3
    Mas realmente isso de ficar entrando no quarto dela à noite é bem creepy. Não dá pra passar pano haha. Quanto ao destino da Bella, tenho que discordar. Acho que ela ter "largado" tudo para ficar com Edward foi escolha dela, e por mais que a gente possa achar absurdo (afinal, eu mesma não faria isso), faz parte do princípio do amor dos dois. Aquele amor impossível e extremo que nem existe na vida real haha. Acho que a Bella só seria feliz tendo o Edward ao lado, e os nossos sonhos e planos vão mudando mesmo com o tempo. Mas só lendo mesmo a saga para eu ter uma opinião mais concreta.
    Amei a sua resenha, principalmente por ter sido imparcial! :D

    Estante Bibliográfica

    ResponderExcluir
  7. Olá, Miriã.
    Eu amei Crepúsculo na época que li, e me apaixonei pleo Edward as duas vezes que li o livro. Mas hoje consigo ver o tanto de problemas que o livro e principalmente o relacionamento deles tem. Ainda estou em dúvida se vou ler ou não. Isso da história não render é um ponto bem negativo pra mim.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  8. Olá!
    Eu nunca fui muito louca por Crepúsculo, apesar de ter assistido os filmes diversas vezes eu sempre achei tudo muito errado e nunca consegui achar nem um pouco coerente. Nunca li os livros e infelizmente não tenho muita vontade de ler esse. Sua resenha foi ótima e meio que confirmou que eu provavelmente não irei ler.

    Beijão!
    Lumusiando

    ResponderExcluir
  9. Miga, eu concordo com você que os capítulos são muito lentos por causa dos monólogos do Edward, principalmente os dez primeiros... Mas confesso que gostei? Sério, eu amei estar dentro da cabeça dele! E também concordo com você quando disse que ele é paranoico, porque é mesmo... Hoje me incomodo muito com algumas atitudes dele, mas outras eu "deixo passar" por causa da época. Então digamos que eu passo um paninho sim, devido a consciência que tenho hoje, mas não acho que a Bella passava, até porque esse tipo de atitude era mais que normal em 2005. Mas fico grata por conseguirmos pensar direito hoje em dia.
    Jessica simplesmente insuportável, nossa. Sempre foi a personagem que menos gostei, até em Crepúsculo mesmo não via tanta verdade nela. Agora, eu amei uma coisa que foi conhecer melhor os outros Cullen... Tipo o Emmett, ele é muito importante pro Edward e a gente praticamente não sabe disso no primeiro livro, né? Ai, eu amei muito. kakakaka

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Oiee!!

    Olha, confesso que eu tava megaaa ansiosa pela leitura, mas sua resenha me fez querer pensar mais umas 1000 vezes antes de começar kkk
    Eu acho que iria amar ler toda a história de novo, por um novo olhar, e relembrar tudo, mas também acho que não iria gostar de um livro tão lento assim.
    Sei lá, talvez eu ainda tente, para tirar minhas conclusões kkk.

    Bjão
    Início de Conversa

    ResponderExcluir
  11. eu nunca li crepúsculo hahaha não sei bem o motivo mas acho que era pelo fato de ser uma febre e de tanto ouvir as pessoas falarem já conhecia e sabia que não iria me agradar tanto. Esse livro não parece tão animador, é complicado prender o leitor em 700 páginas mas esse não parece ser o objetivo da autora, de fato. Leituras arrastadas me fazem perder logo a paciência :/

    Beijoss, Blog Seja Agridoce ♥️♥️♥️

    ResponderExcluir
  12. Miriã!
    Nunca diga nunca...kkkk
    Pelo que entendi, se não fosse o fato de muito ser falado abertamente, coisa pendentes serem resolvidas e elucidadas e trazer todas as personagens do passado, o livro seria um tédio com os pensamentos de Edward e a não ação de suas decisões com presteza.
    Precisava 700 páginas para isso?
    Acredito que é uma edição para fãs e aficcionados pelo universo Crepúsculo.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  13. Olá! Ahhh que a saga Crepúsculo foi um dos primeiros livros da minha estante e não posso negar que estava na expectativa por esse livro, mas venhamos e convenhamos que ele meio que está atrasado... tipo uns 10 anos (risos). Óbvio que já corri para ler, mas para o meu espanto empaquei na página 20, mas para mim foram como se tivesse lido 200 páginas do mais do mesmo, por isso, resolvi fazer uma pausa, respirar, pegar outros livros e quem sabe no futuro eu acabe me empolgado para retomar e tenha uma perspectiva um tano quanto diferente.

    ResponderExcluir
  14. Quando vi a notícia que sairia um novo livro da saga, com a mesma história, porém vista com a visão de Edward, fiquei com um pé atrás pensando "vai ser a mesma coisa", então não dei importância, mas depois pensei "é a mesma história, mas será contada por outro ângulo", ai me animou para poder ler, já que no hipe eu li os livros e vi os filmes, e simplesmente amava.
    Entretanto ainda continuo com aquele pezinho atrás, pois como você disse, tem fatos que lá na época em que Crepúsculo estava no auge, eram "aceitáveis" (eu nem havia refletido sobre naquele tempo). Coisas que naquele tempo já poderiam ser considerados problemáticos, imagine hoje, ainda bem que a muitas pessoas tem a mente aberta e consegue enxergar.
    Pretendo ler, para tirar a minhas conclusões sobre.

    ResponderExcluir
  15. Oii Mii!
    Menina, demorei para ler e tive que parar para respira. kkkkk
    Bom, você como fã de Crepúsculo tem que panfletar né. Como você bem sabe, eu não li a saga ainda mais tenho os livros na estante, só me falta o primeiro.
    O ultimo parece ser bem interessante e já vi muitos falarem de a leitura ser bem lente e arrastada, mas parece que responde algumas perguntas deixada no ar.

    Blog: Tempos Literários

    ResponderExcluir
  16. Oi Mi,
    Quando vi seus comentários no stories, fiquei um pouco receosa. Confesso que minha primeira reação ao lançamento desse livro foi torcer o nariz, achei desnecessário mas agora a curiosidade está falando mais alto, rs. Tenho certeza que a mesma empolgação com que li na primeira vez, não existirá, só que preciso saber se ainda gosto da história!
    Não quero comprar o físico porque está caro e posso me arrepender, então estou esperando o ebook entrar em promoção.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  17. ola
    Eu não li o livro e só assisti o primeiro filme ,esse tema de vampiro não me atrai ,mas entendo perfeitamente os inumeros fãs que ficaram euforicos com esse livro ,mesmo enxergando hoje algumas situaçoes desagradaveis que não viram na epoca que leram a serie .

    ResponderExcluir
  18. Li a resenha do livro em outros blogs, e de forma geral vi que todo mundo adorou. Como nunca li Crepusculo, não tenho muito o que falar sobre a saga. Adorei ver que nesse livro diversos acontecimentos são esclarecidos. Fico feliz pelos fãs poderem retornar pra esse mundo depois de tantos e tantos anos!

    ResponderExcluir
  19. A famigerada continuação da série! Que livro tão esperado e desejado.. Não por mim, mas confesso que, mesmo não sendo uma fã de Crepúsculo, se algum dia tiver a oportunidade de ler, não irei perdê-la. Ainda mais sendo pela visão de um personagem tão misterioso como o Edward.
    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Oii,
    Esse mês acabou não dando tempo para eu lê-lo,mas tô ansiosa.
    Acho que vou gostar muito. Apesar dessa narrativa tão detalhada.
    Ai adoro o Edward. Apesar de que ele me irritou muitas vezes também. Como ir observar a Bella dormir. Coisa horrível isso.
    Legal que vai ter mais dos Cullen, parece que nunca é demais falar sobre eles kmkk
    Bjs

    ResponderExcluir
  21. Olá, Miriã
    O pouco que conheço da saga é pelos filmes, não li nenhum livro.
    Entendo como você se sente ao ler um calhamaço desses, concordo que na época o jeito que Edward tratava Bella era por amor, mas hoje sabemos que esse tipo de relacionamento não é saudável.
    Um dos pontos legais desse livro é saber mais detalhes da família Collen.
    Beijos

    ResponderExcluir
  22. Quando vi que iria sair um novo livro do universo fiquei, de certo modo, com um pé atrás, principalmente da autora resolver publicar mais livros da série depois de tantos anos. Como você bem disse, também acho que a época de Crepúsculo acabou faz tempo e não acho que faria a leitura, mesmo guardando a série com carinho na minha estante, já que foi um dos primeiros livros que comprei.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.