O desafio do amor verdadeiro - Laura Lee Gurke | Resenha

Para Clara Deverill, ser a verdadeira Lady Truelove significa dar conselhos sobre problemas que ela mesma nunca superou. Só lhe resta refugiar-se em uma casa de chá e esperar que a inspiração chegue entre um bolinho e outro.
Isso não acontece até ela escutar um canalha falando eloquentemente sobre a honorável arte de terminar com uma dama. O cafajeste pode se parecer com um Adônis, mas ele está prestes a conhecer o outro lado de Lady Truelove. Rex Galbraith é um herdeiro sem planos de se acomodar com uma donzela. Ele flerta com inúmeras jovens para animar sua tia casamenteira, mas Clara é a primeira a conquistar seu olhar namoradeiro. Ao descobrir que ela ― como Lady Truelove ― usou seu conselho como material para o jornal, Galbraith fica furioso.
Mas quando é forçado a fazer um acordo secreto com ela, Rex percebe que tem um problema muito maior ― porque Clara está contrariando tudo o que ele achava saber sobre as mulheres e sobre si mesmo...
E vamos para a resenha do último romance de época que eu li. Se Deus quiser é o último, mas já não querendo acredito que ainda vamos ter leituras do gênero ao longo do mês, ainda mais com o último lançamento da Cherish Books, então aguentem mais um pouco please.

O primeiro livro que li da Laura Lee foi o anterior a esse, e foi um livro maravilhoso! Foi uma leitura incrível, eu fiquei apaixonada pela escrita da autora e mesmo não tendo lido outros livros dela, eu sei que ela não decepciona, e com esse tive a mesma sensação, apesar de ter achado que o primeiro se destaca mais por causa dos personagens.

Aqui iremos conhecer Clara Deverill, a irmã da protagonista do primeiro livro. Agora que Irene está em lua de mel e ficará mais tempo do que o planejado, Clara está tomando conta do jornal da família. E por isso também ficou responsável pela coluna de maior sucesso, a de Lady Truelove, que dá conselhos amorosos aos leitores. O problema é que sempre fora Irene que escrevera a coluna, e agora na falta dela Clara precisa responder as cartas. Só que ela não tem a menor vocação para isso. Pelo contrário, Clara é tímida e mal sabe se relacionar com o sexo oposto, quanto mais dar dicas sobre eles para as jovens moças.
Procurando inspiração para a coluna, ela resolve ir a uma casa de chá para espairecer, e lá acaba ouvindo a conversa de dois lordes. Eles são o visconde Rex Galbraith e Lionel, o melhor amigo dele. Lionel acabou se envolvendo com uma viúva que está a espera de um pedido de casamento, e ele certamente não está muito inclinado a fazê-lo. Por isso precisa desesperadamente de um conselho, e nada melhor do que pedi-lo a Rex, que é totalmente contra o casamento e é ótimo para engabelar mulheres.

Rex explica a Lionel direitinho o que deve fazer, e Clara ao entreouvir a conversa fica possessa de raiva pela disparidade e a cara de pau do homem de fazer tal coisa. Por isso em um ato impensado ela resolve alertar a jovem viúva, e usa a coluna de Lady Truelove para fazer isso. 

Assim que Rex descobre que seus conselhos a Lionel foram parar em uma coluna no jornal, ele resolve procurar a autoria da publicação, e assim conhece Clara, desvendando seu maior segredo. A coluna de Lady Truelove faz sucesso justamente pelo anonimato, e se Rex resolver contar para todos que é Clara quem escreve, toda a mágica da coisa acabará. Por isso ela resolve contra atacar e fazer uma oferta, convidando-o para escrever a coluna em seu lugar.

Rex a princípio recusa, afinal, ele é um visconde e não precisa trabalhar, mas algumas circunstâncias faz com que ele volte atrás e aceite a oferta, com a condição de fingir cortejar Clara, para despistar a tia avó e o pai que não param de atazaná-lo para se casar. Agora que ambos estão juntos nessa, ficará mais difícil para Rex resistir à vontade de seduzir Clara.
O desafio do amor verdadeiro é um romance muito fofo e bem sensual, além de ter personagens cativantes e muito carismáticos. De cara eu gostei da Clara, mesmo ela sendo o total oposto de sua irmã Irene. Enquanto a mais velha é mais ousada e dona de si, a caçula é mais tímida e centrada no seu desejo de casar e formar uma família, um tanto ingênua também. Ao contrário de Rex que é um homem já crescido, bem decidido e totalmente encantador. Fiquei apaixonada por ele logo de cara, mesmo ele sendo um tanto cínico quanto o amor a princípio.

A obra não tem nenhuma grande reviravolta mas nos puxa de uma forma abrasadora. É ótimo assistir esses personagens se apaixonando, se encontrando. Quando percebi já estava completamente envolvida pelas suas personalidades e querendo mais e mais.

Ainda acho que o primeiro se destaca por conter personagens mais marcantes, já que a personalidade de Clara é um tanto quanto apagada, e geralmente não é as características que eu gosto em personagens favoritas, mas Rex salva boa parte da narrativa com seus comentários mordazes e seu tom sedutor. Um contraponto ótimo para a mansidão da protagonista.

Eu amo a narrativa dessa mulher! Ela escreve de maneira latente, sensual e muito divertida. Laura foi um achado e tanto e eu estou adorando conhecer mais os livros dela, ainda mais com essas capas lindonas. Super recomendo!

Querida conselheira amorosa #2 | 320 páginas | Editora Harlequin Brasil | Nota: 4/5

Comentários

  1. Oi, Mi

    Nunca li nada da autora. Porém, se tratando do gênero, eu certamente leria. Mas tô com livro acumulado até 2025, então estou comprando o mínimo possível no momento.
    A capa é linda. E não justifique duas leituras do gênero, o que não pode é enjoar. Hahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  2. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu tenho o primeiro dessa série no meu Kindle e quero muito ler porque a Duda amou, então sei que vou amar.
    Adoro essa coisa de romance se desenvolvendo aos poucos, às vezes o melhor da trama tá na simplicidade!

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  3. Olá, Miriã.
    Esse é outro romance de época que comprei na pré-venda e está lá parado na estante. Acho que preciso fazer uma maratona do gênero. Mas tenho medo de acabar diminuindo as notas por ficar comparando hehe. Eu amei o primeiro e pelo que li aqui vou gostar bastante desse também.

    Prefácio

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

back to top