Um bebê para o bilionário: o herdeiro - Yule Travalon | Resenha

Yasmin do Amor é capaz de qualquer coisa para proteger e manter sua família unida. Passando por dificuldades após a morte do pai, ela tem sido responsável pelo irmão mais novo, mãe e seu pequeno filho de três anos. Ao descobrir que uma de suas melhores amigas vai se casar com um velho bilionário, ela reluta em vender um dos mais belos vestidos de noiva que seu pai fez, mas como precisa do dinheiro, segue firme. Chegando em Fernando de Noronha para o casamento, Yasmin se depara com um homem do seu passado, só que completamente mudado. E sua amiga a coloca no meio de um contrato de casamento, para que fiquem com todo o dinheiro do bilionário.

Guilhermo Lamarphe, um médico cirurgião italiano radicado no Brasil, viu sua vida inteira mudar quando sofreu um acidente que levou a vida de sua mulher, filha e o deixou paraplégico. Desde então, amargurado e vivendo uma vida sombria, tem se apegado ao trabalho para manter a sanidade. Ao descobrir que seu tio, a pessoa mais próxima de si, vai morrer em algumas semanas e decidiu se casar de última hora, vive todo o sentimento de perda novamente. E para herdar a fortuna bilionária deixada pelo tio, Guilhermo precisará se casar e ter um filho que deve nascer em até 365 dias.

Guilhermo e Yasmin terão uma segunda chance para recomeçar.


Livro lido em leitura coletiva 


Guilhermo Lamarphe tinha tudo o que um homem poderia sonhar: era bem sucedido em sua profissão, tinha muito dinheiro e uma família amorosa. Até que a vida lhe tirou tudo em um acidente de carro. Além de ter perdido a esposa e a filha deles, também perdeu a capacidade de andar.


Agora preso em uma cadeira de rodas, cada coisinha é considerada uma pequena vitória. E uma delas foi ser escolhido para fazer uma cirurgia importante, coisa que o hospital em que trabalhava não lhe delegava após o acidente. Mas nem isso foi suficiente para trazer a tão felicidade esperada por Guillhermo, porque pouco tempo depois ele descobre que seu amado tio Alfredo está com os dias contados.


Sabendo que em poucos meses iria morrer, Alfredo resolveu casar-se nos últimos momentos de sua vida, e essa súbita decisão deixou Guillhermo indignado, ainda mais tendo certeza que a mulher que o tio escolheu como esposa é uma golpista.


Assim que o tio enfim morre, o testamento de Alfredo é lido e deixam todos os interessados animados já que cada um ganhou algo importante do homem. Mas para que todos recebam sua fortuna, existe uma condição: Guillhermo precisará ter um filho em até 365 dias, ou tudo será dado à sua esposa, Heloísa.


Obviamente que todos colocam pressão em Guido, principalmente sua mãe e amigos que querem sua parte na herança do tio, mas ele não está nem um pouco animado em fazer a loucura de Alfredo. Até que descobre que a mulher escolhida para ser a mãe de seu suposto filho é Yasmin do Amor, uma mulher do seu passado e que ainda lhe chama bastante atenção. Será que Guillhermo irá desistir da herança de vez ou tentará seguir a condição do seu velho tio?

Um bebê para o bilionário foi minha primeira experiência com a escrita do Yule Travalon, e posso dizer que foi uma boa experiência. É um livro bem clichê, mas do jeitinho que eu gosto, perfeito para qualquer momento. Eu gostei muito do enredo, apesar de que algumas partes ficaram meio perdidas ou não foram corretamente desenvolvidas, mas nem isso abalou minha experiência com essa obra.


Guillermo e Yasmin tem uma história que inicialmente não entendemos, mas que com o passar das páginas vão começando a se tornar mais óbvias. Além de toda a questão da herança, temos também alguns mistérios envolvendo justamente esses encontros dos personagens e também algumas presepadas de Alfredo.


Algumas coisas são bem óbvias, outras nem tanto, mas o legal é justamente tentar descobrir para onde o autor vai levando a história. Quando percebemos que em 60% da história o casal já está junto e feliz, é porque obviamente algo de errado não está certo. Mas o legal de Guillermo e Yasmin é justamente isso. Eles são tranquilos um com o outro, eles não ficam naquele lenga-lenga de quero e não quero. Eles se assumem rapidamente o que sentem e isso foi muito legal de acompanhar.


Também temos o fato de Guillermo ser cadeirante, que foi bem interessante de ver, já que as relações sexuais entre eles sempre aconteciam na cadeira ou na piscina, porém, teve partes que eu já me esquecia que ele era deficiente físico sabe? Acho que o autor poderia ter sido mais incisivo a respeito da deficiência ele. Tive a mesma sensação com o filho de Yasmin de três anos. Ela cita o filho várias vezes mas ele só vai surgir lá na metade do livro, e eu fico tipo “uai, a mulher não é mãe¿ Quem é que cuida da criança?. É tipo quando você inventa milhões de características pro personagem mas não sabe desenvolver todas. Acho que neste caso o menos seria mais.


Mas com certeza a melhor parte do livro é a Patrícia, melhor amiga da Yasmin, que com certeza é uma personagem muito louca e cheia de desenvoltura. Ela faz cada coisa absurda que nos leva automaticamente a gargalhadas. Eu amei ela!!! 


Fora os furos que tem, é um livro fofo e divertido, e claro, tem algumas reviravoltas bem legais. Uma leitura fácil e rápida e que vale para qualquer momento. Recomendo!


O Herdeiro #1 | 814 páginas (sinceramente acredito que esteja errado esse número) | Publicação independente


19 comentários

  1. Olá, Miriã.
    Que isso 814 páginas? Deve estar errado mesmo hehe. Eu sou das que gosta desse tipo de clichê e já vi que vai dar bastante confusão. Por isso vou anotar a dica para ler depois de um livro mais pesado.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  2. Ei, tudo bem? Eu vi esse livro no kindle, mas ele não me chamou tanta atenção, não sei porquê mas me lembrou vagamente aquela série "Jane a Virgem". A história parece ter um arzinho de comédia, e que bom que você curtiu a leitura apesar dos pesares!


    Books House

    ResponderExcluir
  3. Oi!

    Eu sinceramente não curto muito esses romances água com açúcar cheio de clichês, mas achei interessante que uma das personagens principais seja cadeirante, já é um diferencial. Gostei também que aparentemente tem algumas passagens com humor e isso é algo que adoro. Parece uma leitura leve, bom pra quando a gente sai de uma ressaca literária.

    ResponderExcluir
  4. Olá,
    Tenho alguns livros do autor no kindle e sempre prometo que vou ler mas sempre enrolo. Gostei de conhecer a história, adoro um clichê mesmo. Gostei muito de saber que o personagem é cadeirante, amo quando abordam personagens fora do padrão, mas saber que tem furos me deixa chateada. Dependendo do furo, a leitura pode desandar completamente.

    Beijo!
    www.amorpelaspaginas.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi

    O nome da Mana é Yasmin do Amor? hahahahahaha Exótico! hahahahah Então, gostei que tem a questão do cadeirante e tal, acho que falta livros com essa representatividade, mas como um todo a história não me fisgou, sabe? No mais, achei a capa bem bonita!

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  6. Pera, 814? Jesusss! Esses livros maiores sempre deixo pra ler nas férias, porque se não demoraria meses (muitos!) até eu terminar hahahaha Mas gosto de histórias assim desde que eu li Mentira Perfeita da Carina Rissi, o personagem é paraplégico e eu achei super divertido a forma como foi desenvolvida a história deles, então sempre procuro fico procurando livros nesse estilo, sabe? Gostei muito da resenha, parece que se encaixa em tudo que eu leio :)

    ResponderExcluir
  7. Olá,

    Tava mesmo querendo ler um livro bem levinho!
    Fiquei espantada com o número de páginas! É sério isso? Socorrooooooooooo
    Mas a história parece ser bem fofinha <3

    Beijos

    ResponderExcluir
  8. Oi, Mi! Tudo bom?
    OITOCENTAS PÁGINAS??????????????????? Jesus mas nem Brandon Sanderson com universo de fantasia gigante, só pode estar errado mesmo o_o
    Esse livro definitivamente não é pra mim, já não consegui levar o título a sério UHASUHASUHASUHASUHASUH

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  9. Miriã!
    Sinceramente já ía comentar que mais de 800 página é um livro gigantesco, principalmente para um romance.
    Gostei de muitas coisas no livro, mesmo com os furos ue citou e como sou PNE, já me identifiquei com Guilhermo.
    E no final todo mundo recebeu a herança o tio?
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  10. Representatividade! Eu adoro quando um autor(a) se propõe a trazer assim, representatividade em suas obras e só por isso, para mim, já valeria a leitura!
    Um clichê sim, mas com pontos bem diferentes dos ditos tradicionais. O dinheiro muda as pessoas. Mas? O amor também!!!
    Com certeza, vai pra listinha dos mais desejados e preciso urgente saber quem vencerá a disputa, o dinheiro ou o sentimento!
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  11. Oi Mika,

    Eu Já tinha visto esse livro em algum lugar, mas o nome e a capa em si não me chamou atenção, porém eu achei o enredo interessante. O livro tem 814 páginas? Como assim? com certeza estar errado mesmo rs.

    Beijos!
    https://deliriosdeumaliteraria.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Achei, também, meio confuso esse passado entre Yasmim e Patrick.
    Gostei do fato do protagonista ser cadeirante mas me incomodou o não aprofundamento ou quem sabe, falta de ser mais verossímil.

    ResponderExcluir
  13. Realmente uma premissa clichê mas ainda assim diferente como o fato do personagem ser cadeirante,é um livro que eu super leria por ser leve e de fácil leitura ainda não conhecia a escrita da autora mas vou por na minha lista de próximas leituras porque me agradou bastante

    ResponderExcluir
  14. Oi miga!
    Eu gosto bastante de clichês, principalmente quando quero ler alguma coisinha que não vá exigir tanto de mim... Mas confesso que tô achando muito engraçada essa onda de livros com bebês, rs. E achei esse enredo muito do doido! Como assim gente, uma criança agora virou basicamente uma moeda de troca? kkkkk
    Amiga, e sobre a mulher já ser mãe... Não tem nada sobre o pai dele? Porque assim, o pai também tem obrigação de cuidar né? E hoje em dia graças a Deus a maioria das mulheres que são mães tem uma rede de apoio e tudo mais.

    Beijo! <3
    https://www.roendolivros.com.br

    ResponderExcluir
  15. Só lembro do seu reels no instagram sobre o livro haha (ou era story? isso eu não me lembro bem, mas sei que vi). 814 páginas, misericórdia.. Não é pra mim. Também estranho quando tudo parece estar bem, algo de errado não deve mesmo estar certo. Apesar dos furos, parecem ser bons personagens.
    Beijos

    ResponderExcluir
  16. Oie. Não é um dos meus gêneros preferidos, mas confesso que, como foi contada na resenha, a história pareceu mais interessante do que na sinopse, rs. Parabéns pelo texto!

    ResponderExcluir
  17. Náo achei a trama táo cliche visto que ela traz um diferencial que é um personagem cadeirante e isso é raro de acontecer
    Mas sera que precisava tanto assim de paginas ? Náo sei se leria ele por agora .
    Mas anotei a dica para quem sabe um dia ler

    ResponderExcluir
  18. Oi, Miriã!
    Não conheço a escrita do Yule Travalon, mas se é nacional e clichê já fico interessada!
    Gosto de histórias onde os protagonistas possuem um passado, e pelos seus comentários acredito que irei gostar de conhecer a história de Guilhermo e Yasmin... Ah, bom saber que o casal não fica naquele lenga-lenga de quero e não quero, confesso que não tenho mais paciência para histórias que se desenrola dessa maneira, ou devo dizer "se enrolam dessa forma"? 🤔😁
    Bjos, dica anotada!

    ResponderExcluir
  19. Olá! Aquele clichê que a gente sabe que vai amar, mesmo com algumas mancadas na história. Já fiquei aqui criando algumas teóricas quanto ao desfecho, principalmente depois de saber que tudo parece bem e ainda estamos longe do fim, já tive contato com a escrita do autor, aliás, o conheci na bienal de 2018.

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze © . Theme by STS.