Capítulo Treze

books and geek world

Mika
Oi gente! Aqui quem fala é a Mika. tenho 22 anos e estou terminando o curso de Administração da UnB (amém!). Eu adoro livros, especialmente os romances. Amo me perder nas histórias acompanhada de uma boa xícara de café.

Resumo do mês | Maio

Só eu tive a impressão de que Maio durou uma eternidade? Juro, esse mês não acaba nunca. Como venho comentando aqui com vocês, infelizmente estou passando por uma ressaca desde Abril, minhas leituras de parcerias estão mais do que atrasadas, tem livros que eu quero muito ler e leio rápido, outros …

A parte que falta e A parte que falta encontra o Grande O - Shel Silverstein | Resenha


O protagonista desta história é um ser circular que visivelmente não está completo: falta-lhe uma parte. E ele acredita que existe pelo mundo uma forma que vai completá-lo perfeitamente e que, quando estiver completo, vai se sentir feliz de vez. Então ele parte animado em uma jornada em busca de sua parte que falta. Mas, ao explorar o mundo, talvez perceba que a verdadeira felicidade não está no outro, mas dentro de nós mesmos.Neste livro, leitores de todas as idades vão se deparar com questionamentos sobre o que é o amor e quanto dependemos de um relacionamento ou parceira para nos sentirmos plenamente felizes.
Infantojuvenil | 122 páginas | Editora Companhia das Letrinhas 

A parte que falta e A parte que falta encontra o Grande O são livros da categoria infantil que recebi de cortesia da editora mês passado. Como eles são pequenos, resolvi fazer a resenha dos dois juntas, já que ambas resolvem transmitir a mesma mensagem.

A história de poucas palavras fala sobre um ser redondo que tem uma parte que falta, algo que lhe impede de ser completamente feliz. Esse ser então vai rolando em busca da parte que encaixa em si mesmo. Depois de algumas tentativas e alguns acertos, ele encontra enfim a parte que lhe completa. Mas ao mesmo tempo que agora poderá rolar e se sentir feliz, todas as coisas que ele podia fazer e que tinham uma grande importância para si ficaram para trás.

5 razões pelas quais amamos blogs

Eu sou completamente apaixonada por blogs literários, mas infelizmente a gente ainda não tem grande destaque se comparado a outros blogs que falam de maquiagem ou moda, por exemplo. Por isso, achei interessante trazer cinco razões de porque amamos blogs, principalmente os blogs literários em reconhecimento ao que nos faz mover e visitar um blog todo dia.

Um sedutor sem coração - Lisa Keyplas | Resenha


Devon Ravenel, o libertino mais maliciosamente charmoso de Londres, acabou de herdar um condado. Só que a nova posição de poder traz muitas responsabilidades indesejadas – e algumas surpresas.A propriedade está afundada em dívidas e as três inocentes irmãs mais novas do antigo conde ainda estão ocupando a casa. Junto com elas vive Kathleen, a bela e jovem viúva, dona de uma inteligência e uma determinação que só se comparam às do próprio Devon.
Assim que o conhece, Kathleen percebe que não deve confiar em um cafajeste como ele. Mas a ardente atração que logo nasce entre os dois é impossível de negar.
Ao perceber que está sucumbindo à sedução habilmente orquestrada por Devon, ela se vê diante de um dilema: será que deve entregar o coração ao homem mais perigoso que já conheceu?
Um sedutor sem coração inaugura a coleção Os Ravenels com uma narrativa elegante, romântica e voluptuosa que fará você prender o fôlego até o final.
Romance de época | 320 páginas | Editora Arqueiro 

Comprei Um sedutor sem coração já tem um tempinho mas só agora resolvi lê-lo devido a minha ressaca literária, que sempre resolve aparecer nos momentos mais inoportunos ultimamente. E mesmo tendo gostado da história, ainda assim demorei quase duas semanas para ler o livro, para vocês verem o nível de interesse que estou tendo para ler qualquer coisa.

 Em Um sedutor sem coração vamos conhecer Devon Ravenel, um libertino que acaba de herdar um condado, que detém várias terras incluindo o Priorado Eversby, a antiga propriedade da família que infelizmente está caindo aos pedaços. Devido as grandes responsabilidades e o fato das terras não renderam mais nada, Devon quer se livrar o quanto antes da herança e juntamente com seu irmão, West, pretende vender tudo.

O problema é que seu primo Theo, não somente deixou o título de conde a Devon, como também deixou uma viúva, e três irmãs, a doce e serena Helen, e as gêmeas espevitadas Cassandra e Pandora. 
Kathleen Trenear fora casada por apenas três dias com Theo, mas agora precisa enfrentar o luto e cuidar das três irmãs dele, que infelizmente sempre foram postas em escanteio pelos pais e pelo irmão mais velho. Mas assim que descobre que Devon já quer vender o priorado sem pensar em ninguém além dele, ela fica muito furiosa e não deixará que ele facilmente se livre das terras e de todos assim.
Mas esse jogo de gato e sapato facilmente se transforma em um jogo de sedução, e cabe a Kathleen decidir se entregará de uma vez seu coração ao homem mais perigoso de Londres.

Mochila Teen Clio College | Resenha

Mochilas são indispensáveis para quem é estudante e precisa levar muita coisa na bagagem. Eu mesma não tiro minha mochila de jeito nenhum, praticamente carrego ela pra onde vou, seja trabalho, aulas na faculdade, eventos. Eu ouso dizer que acho elas mais práticas e versáteis que as bolsas, que tem um espaço bastante reduzido e por isso nem sempre cabe tudo dentro. Independente do tamanho e do modelo, as mochilas fazem sucesso comigo, e por isso hoje vou falar dessa mochila linda que eu recebi da Ella Store.

Sorteio de aniversário do blog Conjunto da Obra

Há exatamente 7 anos, no dia 25 de maio de 2011, surgiu o blog Conjunto da Obra. Foi uma proposta descompromissada, mas ele foi ficando, ganhando vida e hoje comemora mais um aniversário.
Como uma forma de agradecer a todos que sempre nos acompanharam - e de convidar outras pessoas que ainda não c…

Como começar a ler Thriller/Suspense e Terror

Olá pessoal, aqui quem escreve é a Aline, e como contei a vocês no meu primeiro post aqui (clique aqui para conferir) eu quero trazer mais desse gênero que amo tanto aqui para o blog, e sei que a maioria de vocês nunca teve contato com o gênero — ou um contato verdadeiro — e estou aqui para auxilia-los. Então, no post de hoje vou trazer algumas dicas de como começar a ler Thriller/Suspense e/ou Terror.

Tomar Iniciativa

Acho que eu nem precisava falar isso aqui, né? HAHA Mas muita gente não entende. Se você quer começar a ler um gênero que não tem costume, ou quer ler mais do mesmo você precisa LER. O que te impede de começar? Vamos deixar algumas desculpas de lado como "eu tenho medo de terror", "eu não sei se vou gostar" ou até mesmo "não faz meu tipo de leitura". Você nunca vai saber isso com certeza se nunca tentar, se nunca ler.

Nos braços do roqueiro - Terri Anne Browning | Resenha


Sair em turnê com quatro roqueiros parece um sonho...Pelo menos é o que as pessoas me dizem. Para mim, esses quatro roqueiros são a minha família. Cuidam de mim desde meus cinco anos de idade, protegendo-me da minha mãe e de seus episódios de fúria quando estava bêbada e drogada. Mesmo depois de famosos, continuaram cuidando de mim. E quando meu monstro de mãe morreu, eles se tornaram meus guardiões.
Há seis anos eu cuido dos quatro homens que são tudo para mim. Tomo conta deles da mesma maneira que sempre cuidaram de mim. Resolvo tudo, até as sujeiras dos bastidores da vida de um roqueiro. Nem sempre é bonito. Às vezes, chega a ser quase repugnante, principalmente quando tenho que me livrar das transas aleatórias. Ugh! Realmente não me incomoda tomar conta deles. Quero dizer, não é como se estive apaixonada por um deles. Isso seria loucura. Se apaixonar por um roqueiro NÃO é inteligente.
Tudo bem, então não sou inteligente. Eu amo os meus garotos, e um deles, meio que tem meu coração em sua, grande e calejada, mão roqueira. Mas estou lidando bem com a situação. Por anos, fui capaz de manter o meu pequeno segredo.
Mas, não agora. No entanto, preciso enfrentar o que quer que esteja acontecendo comigo. Isso me assusta pra caramba. Eu odeio médicos, mas de repente, estou mais preocupada em descobrir o que tem de errado comigo, do que o que algum médico poderia me fazer. Depois de receber o resultado dos meus exames, minha vida nunca mais será a mesma novamente...
Romance | 148 páginas | Editora Bezz  

Emmie Jameson teve uma infância muito ruim. Com pouco mais de cinco anos, ela já tinha que lidar com a mãe drogada e seus surtos de agressão. A garotinha não tinha ninguém que a defendesse, exceto seus melhores amigos Nik, Jesse, Drake e Shane, que compõe a famosa banda de rock Demon Wings.

Hoje aos 21 anos, Emmie praticamente se tornou a babá deles. Ela mora com os quatro, além de ajudá-los a lidar com os fãs, gravações, os shows e confirmar que todos tem dormido ou comido o suficiente. Mas mesmo conhecendo-os desde sempre, Emmie não consegue esquecer a paixão platônica que ela sente por Nik, o vocalista da banda.

Mais que amigos - Lauren Layne | Resenha


Será que vale a pena arriscar uma grande amizade em troca de um amor inesquecível?Aos vinte e dois anos, a jovem Parker Blanton leva a vida que sempre sonhou. Tem um namorado inteligente e responsável, um emprego promissor e a companhia de seu melhor amigo, Ben Olsen, com quem divide um lindo apartamento.
Parker e Ben são tão grudados que muita gente duvida que eles morem sob o mesmo teto sem nunca ter vivido um caso, mas eles não se importam com o que as pessoas pensam. Sabem que não foram feitos um para o outro — pelo menos não para se envolver.
Por isso, quando um acontecimento inesperado faz com que Parker se veja sem namorado e com o coração partido, ela sabe que pode contar com Ben para ajudá-la a sacudir a poeira e partir para outra. Afinal, ninguém seria mais ideal do que seu melhor amigo para lhe mostrar os prazeres da vida de solteiro… certo?
Mais que amigos é uma comédia romântica irresistível!
Romance, chick-lit | 224 páginas | Editora Paralela

Mais que amigos me foi enviado pela Editora Paralela e estava na minha Maratona Literária de Outono. Peguei o livro somente para folhear antes de dormir e acabei finalizando sua leitura poucas horas depois. Com uma trama clichê porém irresistível, vamos conhecer Parker Blanton e Ben Olsen, melhores amigos desde o primeiro ano da faculdade, que além de dividirem tudo sobre o outro, ainda dividem o apartamento onde moram.

Ninguém acredita que por detrás dessa amizade não role alguma atração, mas ambos não se importam com o que os outros pensam e levam bastante sério a amizade que tem, até porque não conseguem se ver “nesse sentido”. Ben é mulherengo e constantemente usa Parker para livrar-se de possíveis garotas grudentas, apesar disso, ele é um ótimo amigo, sempre está disposto a ajudar Parker quando ela precisa, e é isso que acontece quando o namorado dela, Lance, resolve terminar do nada o namoro de quatro anos dos dois.

Músicas que dariam uma boa trilha sonora

Hello, queridos. Como estão? Eu resolvi que precisava espairecer um pouco das leituras e trazer mais uma playlist de músicas para vocês, e o tema da vez foi “Músicas que dariam uma boa trilha sonora”, porque na minha mente, uma música só é boa se ela conseguir fazer com que você se sinta em um filme de romance, bem naquelas cenas dentro do ônibus enquanto uma chuva fina cai e você se encontra pensando na morte da bezerra (tudo muito natural, claro). Sacaram?

Talvez você não goste do estilo das músicas, já que a maioria é indie ou folk, mas peço que ao menos deem atenção à letra, certo? Também é minha dica para aqueles que querem falar algo pro boy ou a mina já que o Dia dos Namorados está chegando mas não sabem bem o que dizer, então fica aqui minha dica.

Quando o amor bater à sua porta - Samanta Holtz | Resenha


Ele tem um passado do qual não se lembra. Ela precisa esquecer o seu.
Malu Rocha é uma escritora de 29 anos independente, confiante e bem-sucedida. Mora sozinha em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, onde mantém uma rotina regrada de pedalar todas as manhãs, escrever e, semanalmente, visitar o avô de 98 anos em uma casa de repouso.
Porém sua vida toda controlada sai do eixo quando um homem bate à sua porta e se apresenta como Luiz Otávio Veronezzi, dizendo ter perdido uma reunião marcada com ela. Malu não se lembra do compromisso e sua primeira reação é dispensá-lo. Mas o belo desconhecido insiste, explicando que sofreu um acidente de carro, ficou em coma e perdeu a memória, assim como seus documentos. As únicas coisas que restaram foram um pouco de dinheiro e um papel com o nome e o endereço de Malu, o nome dele e a data da reunião. Luiz confessa que a escritora era sua última esperança para descobrir a própria identidade.
O problema é que ela não tem a menor ideia de quem ele seja.
Desconfiada, mas sentindo-se responsável pelo acontecido, Malu decide ajudá-lo e embarca em uma jornada para descobrir quem ele é – o que acaba trazendo à tona muitos fatos sobre si mesma, seus medos e segredos mais bem guardados, além de um passado que preferia esquecer.
A bela narrativa e a trama que prende do começo ao fim nos convidam a acompanhar Malu e Luiz nessa busca que se transforma em uma história de amor de tirar o fôlego.
Romance | 304 páginas | Editora Arqueiro 

Quando o amor bater à sua porta foi uma das minhas recentes aquisições da Americanas, que estava vendendo o exemplar por apenas R$9,99. Desde que o livro foi lançado, eu já estava querendo lê-lo, mas sabe como é... a gente sempre compra outras obras e acaba se esquecendo daquelas que a gente jurava que queria ler, por isso assim que comprei meu exemplar, devorei-o em poucos dias.

Malu Rocha é uma escritora de romances bastante conhecida por todo o Brasil. Ela mora em São José dos Pinhais, perto de Curitiba, e tem sua rotina perfeitamente calculada. Todos os dias ela sai para pedalar, visita seu avô ao menos três vezes na semana e dedica todo o resto do seu tempo ao seu mais novo livro, que conta a história de Ana Clara, e um possível triângulo amoroso que a personagem irá viver com Luíz Otávio e com seu ex-namorado.

Tudo está bem assim, obrigada. Mas apesar de ser uma das escritoras conhecidas por seus finais felizes, Malu não acredita nos “felizes para sempre” que ela insiste em vender as suas leitoras. Um segredo do passado a fez se esconder dentro de si mesma e tudo o que as pessoas conseguem enxergar é a nova Malu, uma escritora autoritária, independente, que não gosta de sair da rotina, cética no amor e nas questões do coração.
Até que um homem desconhecido bate à sua porta dizendo que Malu é a única pessoa que pode ajudá-lo. Seu nome é Luiz Otávio (a coincidência com o nome de seu personagem também não lhe passa despercebida). Ele sofreu um acidente de táxi e acabou perdendo a memória. A única pista que tem sobre quem é e o que estava fazendo ali está em um bilhete anotado com uma reunião que ele possivelmente teria com Malu há algumas semanas atrás.

Maratona Literária de Outono

Eu tento ao máximo não participar desses desafios literários porque eu sempre acabo flopando, colocando outra leitura na frente e por aí vai... mas dessa vez resolvi animar e participar, escolhendo somente 5 livros também, para ver se dá tempo de ler tudo e para ver se eu não caio no flop de novo. A Maratona Literária está sendo feita pelo canal Geek Freak, e terá início agora dia 19 e terminará dia 2 de Junho. Se você quiser também participar vem comigo!

Em pedaços - Lauren Layne | Resenha


Nessa recontagem moderna de a Bela e a Fera, Lauren Layne nos traz uma história irresistível de perdão, cura e, acima de tudo, amor.
Aos 22 anos, Olivia Middleton tem Nova York aos seus pés. Por fora, ela é a garota perfeita — linda, inteligente e caridosa. Mas por dentro ela guarda um segredo terrível: um erro que a afastou das duas únicas pessoas que realmente importavam na sua vida. Determinada a esquecer o passado, ela deixa Manhattan e vai trabalhar como cuidadora de um soldado recém chegado da guerra.
Mas o que ela não esperava era que seu paciente fosse um jovem enigmático de 24 anos tão amargurado quanto cativante.
Paul Landon está furioso — com o mundo, com a vida, com o seu pai e, acima de tudo, consigo mesmo. Depois de sofrer na pele os horrores da guerra do Afeganistão, a última coisa que ele quer é a companhia de uma princesa novaiorquina linda, mimada e irritante.
A presença de Olivia parece tóxica para Paul, mas ele não consegue afastá-la, mesmo tentando muito. Por mais que lutem contra uma atração intoxicante, Paul e Olivia não conseguem se manter distantes. Agora, precisam decidir: eles vão ajudar um ao outro a curar as feridas do passado ou vão se manter, para sempre, em pedaços? CONTEÚDO ADULTO.
Romance | 176 páginas | Editora Paralela 

Recebi Em pedaços da Editora Paralela para uma prova antecipada e já posso dizer para vocês que adorei a trama e já quero os demais livros para ontem! Pra quem não sabe, Lauren Layne é a mesma autora que escreveu Mais que amigos, livro lançamento da editora que também tem feito muito sucesso por aí. Ainda não li ele, mas também o recebi da editora e em breve farei a leitura.

Olivia Middleton é uma patricinha de Nova York que resolve largar o último ano na NYU para cuidar de um veterano de guerra no Maine. Para quem acredita que o desejo de filantropia falou mais alto em Olivia se engana. Na verdade a garota de apenas 22 anos, quer fugir. Ela cometeu um deslize no passado e sente que precisa concertar o erro ajudando outra pessoa, mesmo que ela não saiba absolutamente nada sobre cuidar de alguém.

Lições de sedução - Blythe Gifford | Resenha


Ansiosa para viver com independência, Jane de Weston se disfarça como um rapaz. Mas ela não esperava sentir uma forte atração por Duncan. Sensações deliciosas percorrem seu corpo feminino. Quando ele descobre acidentalmente a verdadeira identidade dela, sabe que deveria mandá-la embora... mas concorda em guardar seu segredo! Jane possui o dom de iluminar os recônditos sombrios do coração de Duncan, despertando nele o desejo de ensinar à dedicada pupila os refinados prazeres de ser uma mulher...
Romance | 286 páginas | Editora Harlequin Brasil 

Jane de Weston é filha bastarda do antigo rei Edward e uma de suas amantes, Alys de Weston. Durante muito tempo ela carregou em suas costas o peso de ser filha de uma prostituta, além das incontáveis vezes que a mãe a obrigou a agir com decoro e uma boa conduta.

Solay, sua irmã mais velha, é a perfeita dama da sociedade. Mas Jane não é assim. Prestes a ser apresentada a seu futuro marido, ela se sente presa as saias que precisa usar e nem um pouco feminina. Seu sonho é fazer faculdade e poder trabalhar para o rei atual, honrar o nome de sua família. Em um ato de desespero, Jane acaba fugindo disfarçado de menino. Ela vai direto a Cambridge, lugar onde se encontra as melhores universidades de toda Inglaterra.

Se passando por John, Jane precisa melhorar seu latim para ingressar na faculdade e acaba conseguindo a ajuda de um dos mestres, Duncan, que promete ensiná-la. Duncan é um dos moradores do Norte, fronteira que constantemente precisa se defender das investidas dos escoceses. Ele chega a Cambridge com a esperança de conseguir mais reforços e dinheiro para libertar seu pai, que foi preso pelos escoceses e exigem resgate. Mas as audiências com o rei e o Parlamento não andam boas, e enquanto ele planeja um novo jeito de se reencontrar com o rei para pedir novamente o dinheiro, ele se compromete em ajudar John, um garoto franzino e mirrado que ele encontrou vagando pela estrada.
A cumplicidade que John e Duncan tem um com o outro logo cresce, mas a feminilidade de Jane começa a se fazer presente. A atração que ela sente por Duncan começa a se tornar insuportável, mas será que Jane conseguirá esconder sua identidade por mais tempo?

Uma tag especial para o Dia das Mães

A vida anda corrida mas preparamos uma tag especial para o Dia das Mães! Esse dia que usamos para lembrar toda a luta, coragem e amor que as mães dedicam a seus filhos, independente de qualquer coisa. Esse é meu agradecimento também a minha mãe, que por 20 anos continua me aguentando, me suportando, me ensinando o que é certo e errado e me ajudando sempre a me reerguer quando caio. Obrigada mãe! ❤
Se preparem porque essa tag é grande....

Recebidos de Maio da Cia das Letras

Oi, seus fofos. Como vão? Mais uma vez mudei de tema do blog, mas é que eu ainda estava escolhendo um pra mim que não fosse enjoar tão cedo. Mudando alguns códigos aqui e ali, consegui optar por esse, e estou feliz com o resultado. Espero que gostem e que perdoem todas as doideiras com os layouts que rola aqui. 

Mas falando de coisa boa, sexta-feira se mostrou maravilhosa assim que o Correios passou duas vezes lá em casa e trouxe vários livros da Companhia das Letras, e eu vim falar um pouquinho deles.

Abandonei sem dó: Jogos do Prazer - Madeline Hunter

Oi gente, como vai? Ultimamente estou com o tempo corrido devido aos trabalhos e provas da faculdade, ainda mais com a iminente ameaça de greve por parte dos estudantes, então tudo está uma loucura. Como não estou lendo nenhum livro e as leituras não estão rendendo, trouxe o quadro Abandonei sem dó para vocês dessa vez com um romance de época, um dos poucos livros do gênero que resolvi chutar pra frente.

5 livros de séries que eu preciso terminar

Quem nunca começou uma série e demorou séculos para terminar que atire a primeira pedra. Eu sou desse tipo, mas em minha defesa, a maioria das séries que eu tinha ou tenho que terminar ainda estão sendo lançadas ou demoraram demais para lançar os outros livros, o que me desanimou na hora de ler. Neste post vou citar cinco séries que preciso terminar, e que se Deus quiser, VOU terminar. Será que vocês adivinham quais são?

Autores que eu já gostei muito e hoje não curto tanto assim

Acho que todo leitor, assim como o ser humano, tem suas fases. A gente gosta de erótico em um dia e deixa de curtir no outro, ou prefere um tipo de narrativa e quando percebe, já está apreciando outros pontos de vista na história. Eu tenho isso com autor. Durante um longo tempo li vários livros que me encantaram e eu adorei, mas depois de um tempo comecei a desgostar do estilo de escrita dos autores por outros motivos, o que me fez parar de ler as obras deles, e é sobre eles que vou falar no post de hoje.

Doce Amargo: Livro II - Evelyn Santana | Resenha


Para Melinda Blackwell, descobrir que seu casamento era apenas uma farsa foi a coisa mais dolorosa que poderia ter lhe acontecido. Os beijos que ela tanto amava, os toques que a enlouqueciam… nada disso era real. Ela não teve escolha, a não ser pedir o divórcio. Agora precisava seguir em frente, dando tudo de si para que a dor que Robert lhe causara não a transformasse numa pessoa irreconhecível.
Enquanto Linda batalha para reconstruir sua vida, Robert se dá conta de quão errada a vida dele parece sem a esposa ao seu lado.
Sozinho na mansão Blackwell, sem nunca ter alguém com quem dividir um momento importante, ele é frequentemente transportado para os dias leves e felizes que Linda costumava lhe oferecer.
Romance, nacional | 333 páginas | Editora Essência Literária 

Assim que terminei o primeiro volume de Doce Amargo, eu sabia que iria amar o volume dois, já que amo enredos com recomeços, reencontros e pedidos de desculpas, e Doce Amargo II cumpriu muito bem esse propósito. Eu chorei, me irritei, me emocionei e até acreditei que tudo estaria perdido no fim, mas a Evelyn conseguiu fechar esse romance da melhor forma possível, e vou contar para vocês como ela fez isso.

Após ter descoberto que seu casamento com Robert foi baseado em uma mentira, ele precisava casar-se com alguém para conseguir a herança do pai, Linda some de vez da vida dele. O rompimento não é nada fácil, não bastava isso, ela ainda precisa lidar com a traição de Robert e Susan.

Precisando de um novo recomeço, Linda muda de emprego, casa e até mesmo começa um novo relacionamento com Will, um homem totalmente diferente de Robert e igualmente melhor que ele. Essa nova fase é para dar forças que Linda precisa para superar o que aconteceu, mas ela ainda se sente abalada com o fim de seu falso casamento, e mesmo que não queira admitir, ainda ama Robert e sente muito sua falta.
Robert começa a se descobrir apaixonado por Linda, mesmo que ele mesmo não saiba definir isso. Ele sabe que ela está muito melhor sem ele, mas o que fazer para aplacar a dor que sente toda vez que pensa nela? Todo o amor e devoção de Linda para com ele era algo que o assustava, agora ele sente imensamente a falta disso em sua vida. Após um empurrãozinho de Lizzie, Robert resolve ir atrás de Linda e tentar acertar as coisas. Mas parece que agora ela está realmente feliz ao lado de outra pessoa. Será que já o esqueceu? Pode ele e Linda terem um final feliz em meio a um começo tão errado?

Últimas mensagens recebidas - Emily Trunko | Resenha


Quando uma mensagem é a última, ela pode significar um fim, uma perda, ou até um alívio. E se você fosse o destinatário?
A partir de contribuições anônimas, a jovem Emily Trunko reuniu nesta coletânea mensagens que contam histórias reais sobre os mais variados tipos de despedida: o fim de uma amizade, o término de um relacionamento ou até mesmo um acontecimento trágico que muda a vida do destinatário e do remetente para sempre.
Enviadas por celular, por e-mail ou pelas redes sociais, essas mensagens narram perdas profundas e inspiram muita reflexão. Será que não deveríamos expressar mais o amor que sentimos pelas pessoas enquanto isso ainda é possível? Ou, em alguns casos, nos afastar o quanto antes daquelas que nos fazem mal?
Não-ficção | 176 páginas | Editora Seguinte

Últimas mensagens recebidas era um livro que eu queria muito ler, e confesso que as expectativas estavam bastante altas. Adoro a ideia de poder desabafar de forma anônima com outras pessoas, e como tive um tumblr, era bastante comum ver pessoas pedindo conselhos e contando seus problemas a desconhecidos, porque a ideia de ser ajudado é bem maior que o medo de ser julgado. Já perceberam que a gente sempre se sente mais seguro para falar com pessoas que a gente não conhece, e aquelas que estão 24h do nosso lado, ás vezes não somo 100% sinceras porque temos medo da reação dessas pessoas?

Nudez Mortal - J.D Robb (Nora Roberts) | Resenha


Eve Dallas é tenente da polícia de Nova York e está caçando um assassino cruel. Em mais de dez anos na força policial ela já viu de tudo e sabe que a própria sobrevivência depende de seus instintos. Eve avança contra todos os avisos que lhe dão para não se envolver com Roarke, bilionário irlandês, o principal suspeito de um dos casos de assassinato que ela está investigando. A paixão e a sedução, porém, possuem regras próprias, e depende de Eve assumir um risco nos braços de um homem sobre o qual ela nada sabe, a não ser a necessidade de sentir o toque dele, que se transformou em um vício para ela.
Policial / Suspense | 350 páginas | Editora: Bertrand Brasil  

Eu sempre quis conhecer as obras de Nora Roberts, e foi pelo pseudônimo de J.D Robb que eu tive essa oportunidade. 

A história se passa em Nova Iorque no anos 2058, onde Tenente Eve Dallas é chamada para um caso de assassinato. Sharon DeBlass, uma acompanhante de luxo, foi encontrada morta em seu apartamento, nua e seu corpo estava em formato de X. Ela foi baleada na cabeça, no peito e na genitália.

Desde o começo sabemos que o assassino é de extrema inteligência e quer manipular a policia deixando a arma do crime no local e enviando fitas do mesmo gravando o assassinato. No quarto de DeBlass, neta de um importante senador de Nova Iorque, também foi deixado pelo criminoso um bilhete à mão, plastificado, escrito "Uma de seis".

Formulário de contato