Capítulo Treze

Aqui você encontra resenhas críticas, indicações de livros e um pouco sobre mim.

Prazer em conhecer você!

Oi, tudo bem? Eu sou a Mika! Tenho 22 anos e sou formada em administração. Amo livros de romance, e sonho em viver o meu próprio. Aqui sempre compartilho minhas experiências com eles!
Mika

Leia estes posts também

As lições da dama escarlate - Emma Wildes | Resenha

Nenhuma dama de verdade deveria ter lições de uma dama escarlate... A nova esposa do duque de Rolthven, Brianna, é a perfeita noiva aristocrática. Então, o que a sociedade diria se a visse com uma cópia de "O Conselhos de lady Rothburg – lições de uma cortesã?"Quando sua esposa inocente de repente se torna uma mulher fogosa no quarto, o próprio Duque fica realmente impressionado com seus poderes de sedução. Seguir o conselho de uma cortesã pode levar a problemas, mas pode levar também ao maior desejo de Brianna: conquistar o amor do marido.
Mais um lançamento maravilhoso da Cherish Books, e dessa vez temos um segundo livro da Emma Wildes, uma autora que foi uma grande revelação para mim no ano passado. Assim como o primeiro livro temos uma proposta de enredo bem interessante e um tanto inusitada, e o desenvolvimento de duas histórias paralelas, o que é mais legal ainda.

Brianna é casada com o duque de Rolthven, e disposta a mantê-lo sempre em sua cama - assim ele não teria tempo de estar em outra que não fosse a sua -, ela acaba seguindo as dicas listadas no livro Os Conselhos de Lady Rothburg, que foi uma infame cortesã décadas antes. A mulher dá dicas bem detalhadas sobre o envolvimento de um homem e uma mulher, o que deve e o que não se deve fazer no leito matrimonial, algo totalmente reprovável para os padrões da sociedade. Mas não para Brianna, que não só decide fazer tudo aquilo que a mulher propõe, como também resolve emprestar o livro para suas amigas.

E a segunda a ter o livro em sua posse é Rebecca Marston, que está cansada da pressão dos pais para que escolha logo um marido. O problema é que Rebecca é secretamente apaixonada por um homem, e só se renderá aos caprichos dos pais quando ela ver que suas chances com o cavalheiro estiverem realmente acabadas. Mas será que seguir as lições indecorosas do livro é realmente a melhor solução? E se não der certo?
Não é preciso ser uma prostituta para agir como uma de vez em quanto.
Não sei dizer qual enredo dos livros da Emma é mais escandaloso, mas espero que ela sempre traga histórias assim, que saiam da caixinha e brinquem com o desejo dos personagens. É muito engraçado ver como ambas as mocinhas vão quebrando os padrões do decoro ao seguir as lições do livro, chegando ao ponto de não somente se surpreenderem pela coragem de tomar tais atitudes, mas também surpreender seus pretendentes pela ousadia. 
Brianna com certeza é a que mais me envolveu na obra. Ela e o duque são recém-casados e sabendo bem como a dinâmica do casamento funciona, Brianna teme que logo logo o marido, que consegue ser tão frio e impessoal, possa procurar alento em outro lugar. Ela não somente quer seduzi-lo, mas fazê-lo amá-la, assim como ela o ama. 
Em nossa sociedade é perfeitamente aceitável que ele não me ame. Não é, no entanto, aceitável para mim.
Colton é a epítome do que um duque deve ser: rico, bonito e austero. E é por isso que Brianna se sente insegura em relação aos sentimentos do marido. Ela nunca sabe o que ele está passando, e assim como ele foi treinado, ele nunca deve revelar o que sente. Mas aos poucos essa barreira tão bem estruturada em volta dele vai se desfazendo, e assim conseguimos visualizar a humanidade do personagem, assim como seus momentos de aflição e preocupação.

Também gostei muito do desenvolvimento da Rebecca. Ela é uma garota que vai se abrindo aos poucos, e de repente, bum, ela já tá fazendo o que quer e correndo atrás do que tanto ama. Eu adorei sua suavidade, e o quanto ela difere do homem que ama, se tornando um par bem interessante a ele, que assim como qualquer libertino não quer saber de casar.
Devo adverti-lo de que tenho toda a intenção de ser tudo o que você precisa.
Uma coisa que eu adorei foi a interação entre Colton e seus irmãos, Robert e Damien. Ambos se fazem presente na história e dão um ar de bom humor ao enredo. A história é sensual, divertida e muito bem escrita. Eu amei conhecer a escrita da Emma e acredito que ela tem grande potencial para se tornar uma romancista das grandes. Super indico o livro!

As lições da dama escarlate | 336 páginas | Editora Cherish Books | Nota: 4/5

Comentários

  1. Ahh Mi, eu preciso conhecer logo a escrita de Emma, pessoal fala muito bem dos romances de época dela e você sabe que é meu gênero preferido. Lerei em breve!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Mi
      Ela é maravilhosa, comentei com a Tami o quanto a editora arrasou trazendo ela para o catálogo.

      Excluir
  2. Oi Mi,
    Estou lendo tantos elogios dessa obra que já quero ler para ontem, rs.
    Parece que vou gostar por mudar um pouco aquela visão de mocinho devasso clássico dos romances de época.
    beeeijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Ale
      Se tem uma coisa que eu adoro nos livros da Emma é que ela realmente ousa e sai do clichê, trazendo mais sensualidade a trama, e mostrando mais a reação das mocinhas.

      Excluir
  3. Olá, Miriã.
    Eu gostei muito desse livro. Mas ainda prefiro um tantinho a mais o outro livro da autora. Achei esse meio confuso no começo. E também achei que por ter duas histórias ele não desenvolveu tão bem as duas como teria sido se fosse um livro para cada uma. Mas estou gostando bastante da autora também.

    Prefácio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Sil
      Eu gostei mais do primeiro também. Apesar do enredo, achei que esse não me envolveu tanto, mas achei bom mesmo assim.

      Excluir
  4. Oi Mi! Não conhecia essa autora ainda, mas a proposta do livro parece ser bem interessante - embora não faça taaanto o meu estilo hehehe Os Delírios Literários de Lex

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Aléxia
      Eu tenho um amor e ele se chama romance de época KKKKKK Eu amo esse gênero! Depois dá uma chance.

      Excluir

Postar um comentário

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤

Formulário de contato

Nome

E-mail *

Mensagem *