Livros eróticos com personagens masculinos que não são escrotos

Eu sempre faço meu apelo para vocês lerem livros eróticos porque apesar dos muitos erros que os autores cometem no gênero, ainda assim a leitura traz benefícios e pode se tornar interessante. Se você ainda não sabe porque deveria ler, leia alguns motivos que eu separei para você dar uma chance ao gênero

E para ajudá-los a encontrar o livro certo em meio a tantos que falham, eu separei alguns livros onde o personagem masculino não é escroto como estamos acostumados a encontrar. Nada de cara possessivo, pedante, bruto e mulherengo (tá, talvez mulherengo um pouco). Então vamos lá!

A trilogia Espiral do Desejo conta a história do casal Dean e Olivia, que estão casados há três anos e agora estão passando por uma fase conturbada na relação. A primeira observação sobre essa obra é que o casal já está casado, então o leitor vai conhecer a relação pós-felizes para sempre e não o antes. E que mais chama atenção aqui é o Dean. Dean é um professor universitário de História e ele é daqueles maridos que toda mulher quer ter. Preocupado, carinhoso, prestativo... são tantas características boas que ele até se torna um pouco perfeito demais. O jeito dele protetor acaba por sufocar a Olivia na história mas convenhamos que é mil vezes melhor um homem respeitador assim do que esses babacas que a gente sempre vê.

Em Prazeres Sombrios iremos conhecer o vampiro Sebastian, que fora transformado contra a própria vontade e a valquíria Kaderin Coração Gelado. O mais engraçado é que o Sebastin foi transformado quando era muito novo e sua personalidade sempre fora dócil. Claro que ele ficou revoltado por ter virado imortal, mas ao invés de urrar que nem um otário por isso, ele preferiu se isolar e não descontar nas pessoas. Quando sua personalidade vampiresca vem à tona, ele acaba se mostrando um pouco possessivo e machista, mas nada muito absurdo, pelo contrário, ele consegue até ser um pouco inocente em suas ações principalmente se tratando de Kaderin. E por isso a relação deles é tão engraçada. Enquanto Sebastian é todo fofo com Kaderin, ela falta dar um chute na cabeça dele. Impossível não amar essa história.

Acreditem ou não mas um livro com enredo de máfia pode sim ter mocinhos que conseguem se sobressair. Bound by temptation é o quarto livro da série Born in Blood Mafia Chronicles e conta a história do capanga Romero e de Liliana, uma das filhas do conselheiro do capo da máfia de Chicago. Já de longe percebemos que ambos não são para o bico do outro, ainda mais quando Liliana tem quatro anos a menos que Romero. O relacionamento deles é construído ao longo dos anos e só dá vasão quando Liliana atinge a maioridade (amém). O mais interessante é que mesmo Romero sendo um homem contratado pela máfia podendo fazer coisas inimagináveis e até mesmo matar para seus chefes, ele é totalmente terno e amoroso com a mulher que ama. Não é violento e não subjuga a inteligência dela, pelo contrário a apoia e faz de tudo para vê-la feliz. Foi o livro que eu mais adorei justamente porque o casal tem um romance puro e nem um pouco abusivo. 

Redenção e Submissão é um título bem sugestivo e se você pensou em sadomasoquismo, acertou em cheio. Já deixo claro que o livro tem muitas cenas explícitas mas o que realmente assusta é que apesar da personalidade dominante do Matt, o personagem principal, ele não é assim fora da cama. Ao contrário dos Christian Greys da vida, ele é um bom moço e um romântico incurável, que sempre quis casar e ter filhos, respeitador e educado. Até a forma como ele lida com o sadomasoquismo é interessante e não algo para espantar seus demônios, e sim um estilo de vida que ele simplesmente gosta de ter. A peculiaridade desse livro é que seu par romântico, a Sophia, também é uma dominatrix. Então as tensões do livro se baseiam em um querendo dominar o outro (dentro da cama, ressalto) e Sophia fugindo das investidas de Matt porque tem medo de se apaixonar. 

O enredo de 23 noites de prazer é bem peculiar e por isso eu gostei tanto. Aqui conhecemos Amadeo e aqui vai um spoiler: ele é o alter ego de Nahia, nossa protagonista. Ela é uma mulher muito tímida e por isso, através dos sonhos, ela cria Amadeo para ajudá-la a sair da concha. O mais legal é que Amadeo apesar de não existir realmente consegue fazer com que Nahia perca seus medos, ouse mais e desenvolva sua feminilidade. Ele a incentiva a conhecer coisas novas, a conhecer seu corpo e não a repreende por isso, pelo contrário, ele até a manda fazer um ménage para que ela consiga confiar em si mesma. É uma leitura bem diferente e eu super indico. 

É isso meninxs! Conhecem ou já leram algum desses livros? O que vocês acharam?


  1. Oi, Mi! Tudo bom?
    Eu tenho pouca coragem de ler livros do gênero exatamente por ser uma mania fazer macho escroto ser o pica das galáxias, TÉDIO. Encontrei poucos New Adult que salvavam nesse mar de toxidade.
    Os que eu curto e seguem a fórmula "macho decente" são os da Layla Casanova <3 amo aqueles personagens masculinos dignos e vou protegê-los.

    Beijos,
    Denise Flaibam.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Denise
      Os livros da Layla não são eróticos mas eu também adoro os personagens deles, exceto o último livro dela que eu não gostei, achei o carinha muito sem sal.
      Beijo!

      Excluir
  2. Confesso que li uns dois livros do gênero apenas, isso por que eu nem sabia que eram eróticos, haha. Um foi Doces Prazeres, que o personagem masculino era um fofo também, e o outro foi a Duquesa Rebelde, que eu fiquei possessa com as atitudes dos homens no livro. Aff! Rola até um estupro romantizado! :O
    Li algumas resenhas da trilogia Espiral do Desejo e achei bem interessante. Também achei interessante a base de roteiro de 23 Noites de Prazer.
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥
    Canal no Youtube >> Me ajude a chegar em 1K inscritos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Leslie
      Doces prazeres não é erótico, é um romance com cenas eróticas. Espiral do Desejo pode irritar com o primeiro livro mas eu gostei muito do segundo e espero que você goste.

      Excluir
  3. Oi Miriã
    Por mais livros com homens sensatos!!!!
    Dá uma raiva qd a história é até boa mas o cara é um pé no saco machista!

    Bjooooos
    muitospedacinhosdemim.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Fernanda
      Concordo plenamente com você, eu acho um nojo homens assim e infelizmente é o que a maioria dos livros tem.

      Excluir
  4. Oi Mi, eu gosto muito do gênero, mas é tão comum ver personagem masculinos ruins né? Que bom que dá pra encontrar alguns que escapem, eu ainda preciso ler a série Prazeres sombrios!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  5. Oi Mi,
    Eu até leio o gênero, porque gosto de romances, mas não é o meu favorito.
    Tanto que já tentei ler Nana Pauvolih, que todo mundo ama só que não consegui. A linguagem dela me desagradou demais.
    beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Oi Mi, tudo bem?
    Ainda não li nenhum dos livros citados, adorei o post!
    Blog Entrelinhas

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Adoro o gênero, mas ainda não li nenhum dos citados. Acredita? Já tenho o primeiro e o segundo livro da trilogia Espiral do Desejo, vou dar uma chance. Sem dúvidas! Ah, fiquei muito curiosa pelo livro da Nana.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. OI, Kamilla
      O primeiro pode ser um pouco irritante por causa da atitude dos personagens em relação a um problema, mas eu gostei muito do segundo.

      Excluir