Filme: Minha vida em Marte

Pude conferir na última quinta-feira o filme nacional Minha vida em Marte, e pra quem adora uma boa comédia, esse filme cai como uma luva. Os filmes com o Paulo Gustavo nunca falham e com esse não foi diferente, apesar dele não ter sido o personagem principal. A história é sobre Fernanda (Mônica Martelli), uma mulher de 45 anos que vê seu casamento de 8 com Tom (Marcos Palmeira) indo de mal a pior. 

Para evitar uma possível separação, ela e seu amigo Aníbal (Paulo Gustavo) tentam dar uma esquentada na relação, mas infelizmente nada funciona. Agora Fernanda precisará se descobrir novamente como mulher para poder superar o casamento fracassado, o que nos renderá muitas risadas por parte desses dois.

Gigantes Adormecidos - Sylvain Neuvel | Resenha

Rose passeia de bicicleta pelo bosque perto de casa, quando de repente é engolida por uma cratera no chão. A cena intriga os bombeiros que chegam ao local para resgatá-la: uma menina de onze anos caída na palma de uma gigantesca mão de ferro. Dezessete anos depois, Rose é ph.D em física e a nova responsável por estudar o artefato que encontrou ainda criança. O objeto permanece um mistério, assim como os painéis que cercavam a câmara onde foi deixado. A datação por carbono desafia todas as convenções da ciência e da antropologia, e qualquer teoria razoável é rapidamente descartada. Quando outras partes do enorme corpo começam a surgir em diversos lugares do mundo, a dra. Rose Franklin reúne uma equipe para recuperá-las e montar o que parece ser um robô alienígena gigante quase tão antigo quanto a raça humana. Mas, uma vez montado o quebra-cabeças, ele se transformará em um instrumento para promover a paz ou causar destruição em massa? Parte ficção científica, parte thriller, Gigantes adormecidos é uma história viciante sobre a disputa pelo controle de um poder capaz de engolir todos nós.
Ficção Científica | 328 Páginas | Editora Suma de Letras 


Rose, em seu aniversário de 11 anos, ganhou uma bicicleta, um presente tão esperado, e quando surgiu a primeira oportunidade saiu pedalando pela cidade até cair em um grande buraco que descobriu se tratar de uma gigante mão de metal.

Anos depois Rose se tornou física e trabalha em um projeto para desvendar os mistérios da mão, até que mais partes de um corpo feito de metal aparecem e ela se dedica a montar todo o gigante "robô".

O livro é contado através de relatos gravados e escritos como entrevistas, diários e relatórios, alternando entre primeira e terceira pessoa, sendo a narrativa em terceira pessoa a mais predominante. Os diálogos são sempre entrevistas ou, suponho eu, telefonemas feitos sempre pelo mesmo homem com outros membros do projeto ou relacionado a eles. Esse personagem, o entrevistador, é misterioso já que seu nome não é revelado, nem seu "cargo". Sabemos apenas que é alguém com grande poder, do mesmo nível ou maior que o Governo, a Nasa, o Exército, entre outros. 

Quando comecei o livro sabia muito pouco sobre o mesmo e não havia muita ideia de qual rumo a história iria tomar, o que poderia acontecer, sendo assim o livro uma grande surpresa para mim. Mesmo que tentasse pensar em algum caminho para o livro, eu não teria chegado perto dos acontecimentos da trama. Algumas coisas fogem muito do controle, e certos acontecimentos me deixaram muito chocada.

Foi meu primeiro contato com o gênero Ficção-científica e eu não poderia ter começado melhor. Gostei muito do fato do livro, de certa forma, ser sobre alienígenas, e isso me deixou muito curiosa para ler mais livros que abordam essa temática. Apesar de haver algumas coisas mais técnicas não é um livro difícil ou massante, mas sim muito fluido e de fácil compreensão.

Aideen - L.A. Casey | Resenha

Aideen Collins está farta. Ela está no seu estado de espírito com sua longa gravidez, sua paranoia recém-descoberta, mas principalmente ela está cansada do constante pairar do seu namorado.
Kane Slater está mais feliz do que nunca. Ele está prestes a se tornar pai pela primeira vez com a mulher que ama. Mal sabe ele que Aideen é literal e figurativamente uma bomba-relógio. Ele só tem que sobreviver mais algumas semanas de explosões hormonais assassinas, e tudo ficará bem ... ou assim ele espera.
Eles estão juntos com a chegada esperada do seu pequeno, mas no fundo de suas mentes há uma sombra que não desaparece. Nenhum deles fala sobre isso, mas a presença persistente da sombra lança dúvidas sobre o relacionamento deles.
Big Phil trabalhou em suas mentes há muitas semanas e enraizou-se como a figura assombrosa. Sem sequer tentar, ele estraga as coisas e causa problemas. Ele os observa de longe, esperando que ele possa quebrar sua família.
Os instintos de Aideen para proteger os dela são mais fortes do que nunca. Se o Big Phil quer ferir aqueles mais queridos para ela, ele vai ter uma briga infernal em suas mãos.
Aideen adora Kane, e o que Aideen adora, Aideen abriga.
Erótico | 151 páginas |  Editora Publicação Independente 
Esta resenha contém spoiler do livro anterior 

Depois de descobrir que está grávida de Kane Slater, a aproximação entre ele e Aideen se torna mais intensa. Agora eles resolveram tentar uma relação,  não só para o bem do filho que está prestes a nascer mas para os sentimentos de ambos.

O problema é que alguém do passado de Kane está esperando o momento certo de atingi-lo. Após Aideen ter quase morrido queimada em uma emboscada, a preocupação entre os Slater está maior ainda. Eles precisam encontrar Big Phill antes que alguém se machuque, e Kane está disposto a tudo para defender sua mulher e seu filho.

Aideen é o volume 3.5 da série Irmãos Slater. Todos os outros livros também tem uma espécie de continuação, porém eu só vi necessidade de ler esse por causa do fim do livro de Kane. Esses volumes tendem a ser menores, como uma espécie de conto, apesar de serem continuação da série. 
Aqui a relação entre Aideen e Kane está muito mais séria, já que agora Aideen está perto de ter o bebê. Ela ainda está se recuperando do susto que teve quando Big Phill a encurralou na escola onde ela trabalhava, e colocou fogo na sala para que ela e o bebê pudessem morrer. Pra quem não sabe, Kane era uma espécie de executor, ele cobrava dívidas daqueles que não podiam pagar, geralmente fazendo atrocidades com ela.

A Zona Morta - Stephen King | Resenha

Depois de quatro anos e meio, John Smith acorda de um coma causado por um acidente de carro. Junto com a consciência, o que John traz do limbo onde esteve são poderes inexplicáveis. O passado, o presente, o futuro – nada está fora de alcance. O resto do mundo parece considerar seus poderes um dom, mas John está cada vez mais convencido de que é uma maldição. Basta um toque, e ele vê mais sobre as pessoas do que jamais desejou. Ele não pediu por isso e, no entanto, não pode se livrar das visões. Então o que fazer quando, ao apertar a mão de um político em início de carreira, John prevê o que parece ser o fim do mundo?

Terror | 480 Páginas | Editora Suma de Letras

Em "A Zona Morta" acompanhamos a história de John Smith, um professor com uma vida normal, que após uma noite de "sorte", com sua namorada Sarah, sofre um acidente de automóvel grave e entra em coma por quatro anos e meio.

Quando os médicos já não acreditavam mais que ele iria se recuperar, John acorda do coma com um dom: quando toca as pessoas ou objetos é capaz de ver coisas relacionadas a elas, tanto passado como o futuro.

Após voltar de quase cinco anos em coma e descobrir seu dom, nosso protagonista tenta se recuperar do tempo perdido e fazer sua vida voltar ao normal, mas isso se torna uma missão impossível, já que a mídia não deixa-o "em paz", publicando em jornais e revistas polêmicas ou mentiras sobre o seu poder. Muitas pessoas consideraram esse dom um milagre, inclusive sua mãe, uma fanática religiosa. Para John Smith isso se mostra uma maldição quando, ao apertar a mão de um político, ele vê algo devastador que poderá fazê-lo tomar uma atitude antes jamais imaginada.

"A Zona Morta" me manteve presa à história desde a primeira página até a última sem hipérbole, visto que no dia em que finalizei o livro, li mais de duzentas páginas, e leria mais se houvesse. Eu estava louca para finalizar e ver o desfecho, mas não queria que ele acabasse.

5 livros que eu acho superestimados

Há livros que são sucessos mundiais de fato. Dependendo da história não dá pra negar o porquê de tantas pessoas terem amado e de ter se tornado um sucesso, como Harry Potter. Entretanto, como eu gosto de ser um pouco do contra sobre alguns gêneros que eu não curto muito ou que eu curto até demais, tem livros que chega dá vontade de revirar os olhos de tanto hype que teve, e convenhamos, nem todos são realmente tudo isso. A palavra certa? Superestimados. Então venha cá conhecer os livros que eu acho que são exatamente assim...

Antes de mais nada, essas opiniões são exclusivamente minhas e você tem todo o direito de discordar delas! 😉

Kane - L.A. Casey | Resenha

Aideen Collins é um espírito livre. Ela é sincera e dura como unhas, mas ela tem que ser depois de crescer em uma casa cheia de homens. Família significa tudo para Aideen. Sua família é composta por seus quatro irmãos, seu pai e seu grupo de amigos selvagens. Aideen é protetora de sua família, não há muita coisa que ela não faria para mantê-los seguros.Kane Slater é uma alma torturada. Literalmente. Ele é incompreendido pelas pessoas, até mesmo temido por elas graças às cicatrizes que marcam seu rosto e corpo. Ele aprecia seu medo porque as pessoas que te temem não querem te conhecer. Ele gosta de seu círculo limitado a seus irmãos e suas namoradas, mas um espinho de uma rosa irlandesa é cavado ao lado de Kane, e seu nome é Aideen Collins.Aideen e Kane não se dão bem ... de jeito nenhum. Aideen é a única mulher que se levanta para Kane e joga sua besteira de volta para ele sem medo de machucá-lo. Kane é o único homem que pode ver através do exterior duro de Aideen. Ele conhece seus segredos mais profundos e sombrios. Eles não suportam um ao outro, mas querem um ao outro. Seriamente. Eles escondem sua necessidade por trás de discussões e brincadeiras, mas quando Kane abandona a guarda para todos verem, e sucumbe a uma doença dentro de seu corpo, é Aideen quem se prepara para cuidar dele.Uma doença é a menor de suas preocupações quando um demônio do passado de Kane volta a brincar com ele. Todo mundo na vida de Kane está ameaçado, e com seu corpo lutando contra ele, ele não sabe se a sorte dos irlandeses é suficiente para manter sua família segura e seus demônios à distância.Kane precisa de Aideen, e o que Kane precisa, Kane pega.
Erótico | 376 páginas | Editora Publicação Independente  
Esta resenha contém spoiler do livro

Não é de hoje que Kane Slater e Aideen Collins se detestam. Os dois simplesmente não se suportam e passam o tempo todo discutindo. Kane faz isso porque quer ter Aideen em sua cama, mas a mulher é resistente demais para assumir que quer a mesma coisa. 

Também não é de hoje que Kane tem estado doente. Ele não quer procurar um hospital, suspeita que seja apenas uma gripe, mas um desmaio não somente vai mostrar que sua suposição está errada como vai deixar toda a família Slater preocupada. Agora que descobriram o que realmente Kane tem, ele precisa constantemente tomar sua medicação. O problema é que Kane tem realmente pavor a agulhas e somente Aideen consegue obrigá-lo a tomá-la, o que une mais ainda esses dois.
O que ninguém sabe é que uns três meses atrás, Kane e Aideen acabaram dormindo juntos depois que ambos beberam. A garota faz de tudo para esquecer o que aconteceu, mas o resultado catastrófico disso se transforma em um filho. Agora eles precisam trabalhar juntos para poderem criar a criança e quanto mais se aproximam, mais Aideen se apaixona pelo pai de seu filho. Só que Kane é muito reservado e esconde segredos muito profundos. Seria Aideen capaz de esquecer os problemas de Kane e amá-lo mesmo depois de descobrir o que ele realmente faz?

6 autoras que eu defendo até a morte

Ao longo da vida de blogueira literária, a gente vai vendo muitas resenhas negativas de autores que gostamos. Afinal, se a gente ama tanto um escritor, como que a outra pessoa não consegue gostar dele? Eu fico meio pirada quando vejo um autor que eu amo sendo injustiçado haha mas vida que segue. Por isso eu resolvi conversar com vocês sobre seis dos meus autores favoritos que eu defendo até a morte e foda-se a opinião alheia! São meus xodózinhos e quero guardar num potinho, então venha cá conhecê-los.

Alec - L.A. Casey | Resenha

Keela Daley é a ovelha negra da família. Ela sempre ficou em segundo lugar em relação à sua prima mais nova, Micah. Mesmo aos olhos de sua mãe, Micah brilhava, e Keela desaparecia por completo. Agora, na idade adulta, Micah é uma futura noiva e os holofotes são exclusivamente para ela. Keela é uma prioridade baixa... ou, pelo menos, é isso que ela pensa.Alec Slater é um solteirão assumido, nunca dorme duas vezes com a mesma mulher − ou homem. Ele é livre para fazer o que lhe agrada, sem dar satisfações; Isso, até que uma ardente ruiva irlandesa, com um temperamento combinando com a cor do seu cabelo, lhe dá um nocaute. Literalmente.
Keela odeia admitir, mas precisa de um favor do generoso irmão Slater, um grande favor. Ela precisa dele para não apenas acompanhá-la ao casamento de Micah, mas também para fingir ser seu namorado. Alec concorda em ajudá-la, mas com certas condições para ela cumprir. Ele quer seu corpo e planeja tê-lo antes que os noivos digam “aceito”.
O que ele não planejava era perder o coração, bem como a possibilidade de perder sua família quando alguém de seu passado ameaça seu futuro.
Alec possui Keela, e o que Alec possui, Alec mantém.
Erótico, romance | 384 páginas | Editora Bezz 

Keela sempre viveu a sombra da prima Micah. E agora que ela vai se casar não é diferente. A garota recebeu o convite de casamento que se realizará longe da Irlanda e está pensando seriamente em não ir, mesmo que sua mãe faça o inferno depois. O problema não é especificamente Micah, mesmo que ela sempre tenha sido uma vadia com Keela, e sim o noivo Jason, um garoto que até pouco tempo atrás tinha seduzido Keela e ficado com ela durante seis semanas, para no final descobrir que ele só queria se vingar de sua prima por ela tê-lo traído. Agora eles vão se casar... simples assim!

Aideen, que é a melhor amiga de Keela, tem a brilhante ideia de usar uns dos irmãos Slater para ajudar a amiga. Alec, um dos irmãos mais velhos da família, trabalhava como acompanhante até uns anos atrás, então seria a melhor escolha se caso Keela quissesse levar alguém para o casamento. O problema é que o primeiro encontro dos dois não foi um dos melhores e eles logo se estranharam. Corrigindo, Keela não gostou de Alec.
Mas como a família de Keela é louca e a mãe mais pirada ainda, ela vence o orgulho e faz a proposta para Alec fingir ser seu namorado. Juntos embarcam para o Caribe dispostos a enganar toda a família Delay. Só que chegando lá, o passado dos irmãos Slater ressurge colocando tudo a perder.

Egomaníaco - Vi Keeland | Resenha

Na noite em que conheci Drew Jagger, ele tinha acabado de invadir meu novo escritório na Park Avenue.Liguei para a polícia antes de atacá-lo com minhas novas habilidades de Krav Maga.
Ele me conteve com rapidez e depois riu, achando graça da minha tentativa de agressão.
Claro que meu invasor tinha que ser arrogante.
Mas, no fim, ele não era um invasor.
Drew era o proprietário legítimo do meu novo escritório. Ele estava de férias enquanto seu elegante espaço era reformado.
E foi assim que um golpista conseguiu me enganar alugando para mim o escritório que não estava realmente disponível para aluguel.
Perdi dez mil dólares.
No dia seguinte, depois de horas na delegacia, Drew ficou com pena e me fez uma oferta que não pude recusar: em troca de atender seus telefonemas enquanto sua secretária estivesse fora, ele me deixaria ficar até encontrar um lugar novo.
Provavelmente, eu deveria ter ficado agradecida e mantido a boca fechada quando ouvia o conselho que ele dava aos seus clientes. Mas não conseguia deixar de expressar minha opinião.
Nunca esperei que meu corpo reagisse toda vez que discutíamos. Principalmente quando parecia que era só isso que conseguíamos fazer.
Nós dois éramos totalmente diferentes. Drew era amargo, bravo, lindo pra caramba e destruidor de relacionamentos. E meu trabalho era ajudar as pessoas a salvar seus casamentos.
A única coisa que tínhamos em comum era o espaço que estávamos compartilhando.
E uma atração que estava sendo difícil de negar a cada dia que passava.
Erótico, romance | 320 páginas | Editora Charme 

Drew Jagger é um renomado advogado de família que trabalha com divórcio. Depois de passar duas semanas de férias no Havaí, ele volta ao escritório para dar uma olhadinha na reforma que deixou fazendo antes de sair. Ele só não esperava encontrar uma mulher lá dentro, prestes a atacá-lo, afirmando que aquele escritório era seu.

Obviamente alguma coisa está muito errada. Emerie Rose é uma psicóloga recém-formada, ironicamente sua especialidade é a terapia de casal. Vindo de Oklahoma, ela acaba de conseguir um aluguel ótimo em um prédio na Park Avenue para montar seu escritório. Só que na verdade o escritório já tem um dono e basicamente Emerie caiu no maior golpe. O problema é que ela já tinha pago adiantado... 10 mil dólares! Todas as suas economias foram embora e agora ela precisa arranjar outro lugar o quanto antes para fazer suas consultas.
Compadecido com o problema da jovem mulher, Drew a leva para prestar queixa e eles acabam passando o dia inteiro juntos. O trabalho de Drew é uma loucura e seu telefone não para de tocar, então Emerie o ajuda anotando seus recados já que sua secretária está de licença médica. Daí vem à ideia: Drew oferece o espaço para Emerie trabalhar se ela ficar atendendo seus telefonemas, até ela conseguir outro lugar.

Filme: Aquaman

Como vocês podem bem perceber, eu não sou uma crítica de filme. No máximo posto aqui uma opinião bem meia boca sobre um longa para indicar para vocês, e Deus me livre fazer isso com filmes de heróis logo para um público que compra e respira esses filmes desde os lançamentos da Marvel. Mas, entretanto e todavia, eu assisti Aquaman nessa última sexta e gostei tanto do filme que eu precisava comentar com vocês sobre ele. Só que ressalto que como eu não entendo nada de filmes de heróis, a minha opinião não é grande coisa se comparado a outros blogs que fazem uma crítica mais assertiva sobre esse tipo de filme, então vamos lá!

Como a Teca comentou na resenha dela, Aquaman é um filme que segue vários clichês no roteiro mas que consegue cativar mesmo assim. Atlanna (Nicole Kidman) é a Rainha de Atlantis e foge para a superfície para evitar um casamento arranjado. Lá ela conhece um humano e ambos acabam se apaixonando, tendo assim um filho, Arthur.

A Poção Secreta - Amy Alward | Resenha

A Princesa do Reino de Nova toma acidentalmente uma poção do amor, e se apaixona por si mesma! Para encontrar o antídoto que possa curá-la, o rei mobiliza todos numa expedição chamada Caçada Selvagem. Competidores do mundo todo saem em busca dos mais raros ingredientes em florestas mágicas e montanhas geladas, enfrentando perigos e encarando a morte para encontrar a fórmula da poção secreta. Dentre eles, está Samantha, uma garota comum que herdou dos seus ancestrais alquimistas o talento para preparar poções. Esta pode ser a oportunidade para reerguer a decadente loja de poções da família, afinal o mundo todo estará acompanhando a Caçada nas mídias sociais. Será que ela conseguirá descobrir a cura e salvar a Princesa?
Fantasia, Jovem Adulto | 368 Páginas | Editora Jangada

Uma antiga competição de alquimia chamada Caçada Selvagem está de volta, e o objetivo dos participantes é criar um antídoto que cure a Princesa Evelyn, envenenada por uma poção do amor. Se falharem, correm os risco de matar a população, já que Evelyn é uma Talentosa, pessoas dotadas de magia, e com o efeito do "veneno" ela está mais poderosa — e louca de amor —.

A loja de poções da família Kemi está falindo porque ingredientes sintéticos estão tomando conta do mercado e eles trabalham apenas com naturais. Samantha Kemi, contrariando seu avô, entra na Caçada Selvagem com a intenção de recuperar o nome de sua família.

A Poção Secreta é um livro Yang Adult, com elementos de fantasia, repleto de aventuras. Com uma narrativa leve, fluída e capítulos curtos encontramos uma história gostosa para passar o dia e até sair de uma ressaca.
Samantha é uma personagem doce e as vezes um pouco sensível, mas de uma personalidade única e forte que me conquistou. No decorrer do livro conhecemos um pouco mais da nossa protagonista, temos lições de amizades e um toque de romance adolescente, mas em momento nenhum a autora foge do principal: a Caçada Selvagem.

Doce tentação - K. Bromberg | Resenha

Uma história de segunda chance para o amor da autora da série Driven e Best-seller do The New York Times.Tudo começou com o convite. Para o novo casamento do meu ex-noivo.Deveria tê-lo ignorado. Jogado fora ou ateado fogo. Mas não fiz nada disso. Eu respondi dizendo que iria e levaria um acompanhante.E então, acidentalmente, minha assistente o enviou pelo correio.É aí que Hayes Whitley entra em cena. Estrela de cinema. O homem que conquistou o coração de milhões de pessoas. Entreguei o meu a ele há anos. Ele foi meu primeiro amor. Era meu tudo. Bem, até ir embora para correr atrás dos seus sonhos sem nem me dizer adeus.Quando ele apareceu, do nada, dez anos depois, eu deveria ter me afastado dele. Deveria ter rejeitado sua oferta para me levar ao casamento do meu ex. Nunca deveria ter permitido que ele me beijasse.Mas não fiz isso.E agora, ficamos nos perguntando se os fragmentos de vida que compartilhamos ainda se encaixam de alguma forma. O primeiro amor é difícil de esquecer. A questão é: será que queremos esquecer? Ou devemos arriscar e ver o que acontece depois?
Erótico, romance | 290 páginas | Editora Allbook 

Saylor Rodgers acaba de receber um convite de casamento. Mas não é qualquer convite não. É o convite que ela escolheu a dedo durante um longo período de preparação para o seu casamento. Mas ao que tudo indica, seu ex-noivo Mitch, resolveu usar tudo o que já havia sido planejado para fazer seu próprio casamento. Só que com outra noiva.

Saylor é uma confeiteira que aos poucos está conseguindo gerir sua própria empresa. Desde que terminou seu noivado há pouco mais de oito meses as coisas tem sido difíceis, mas nada que ela não consiga vencer com a ajuda de seu irmão, Rayder e sua melhor amiga, DeeDee. O problema é que os negócios não estão indo bem, e para piorar, ela ainda recebeu o convite de casamento do ex. O que ela deveria fazer? Ir? É claro que não! Ela só seria humilhada por toda aquela gente esnobe que suportou por durante seis longos anos.

Mas em um ímpeto de raiva a garota acaba respondendo o convite e até dizendo que vai levar um acompanhante. Ela só não precisaria enviar, então tá tudo certo. Outro problema? DeeDee sem querer envia a correspondência e agora Saylor precisa aparecer pleníssima no casamento do ex para mostrar que sim, tomou a decisão certa e está muito bem, obrigada.
Só que ela não tem ninguém... até que seu irmão tem a brilhante ideia de chamar um amigo do passado de Saylor: Hayes Whitley, o astro de Hollywood. O irresistível ator tem um passado com a confeiteira, mas jogou tudo para o alto quando resolveu ir para Los Angeles sem avisar e de lá nunca mais voltou. Todo ressentimento que Saylor sente por ele vibra quando ele ressurge das cinzas, mas está próximo de cair porque apesar dos dez anos separados, Saylor sabe que ainda ama Hayes.

Filme: Batalhas

Batalhas é o mais novo filme adolescente lançado no catálogo da Netflix. Sinceramente eu não sei quando ele surgiu, mas a obra é bem legal e acho que você pode gostar também. Na mesma vibe de filmes como Se ela dança, eu danço e Dança comigo?, ele traz duas pessoas completamente opostas que se verão juntas por causa da dança. 

Amalie (Lisa Teige) é uma adolescente rica e bem mimada que vê no balé uma forma de se provar. Após sair a notícia de que uma das bailarinas irá ganhar uma bolsa de estudos em uma das escolas de dança mais famosa da Holanda, ela se esforça ao máximo para ser a escolhida. O problema é que Amalie não consegue demonstrar emoção em sua dança, o que a deixa sempre em último lugar se comparado a Charlotte, uma das bailarinas mais preparadas e perfeitas de sua turma.

Tudo piora quando Amelie descobre que seu pai está falido e todas suas coisas, assim como o lugar onde mora, serão vendidos para saldar a dívida. A garota se vê morando em um pequeno apartamento de um quarto com o pai, mas por puro orgulho não conta a situação a suas amigas e nem a seu namorado.

5 livros para inspirar o clima do Natal!

Como o ano está quase no fim e já é de se esperar, trouxemos indicações de cinco livros para vocês entrarem no clima do Natal! Dezembro chegou regado a muitas novidades, mas é sempre bom dar aquela conferida em alguns livros passados que tem tudo a ver com o tema! Vamos lá as indicações...

Anjos à Mesa é um romance que une toda a espiritualidade do Natal e do Ano Novo. Por isso a história remete a três anjos que resolvem dar uma de cupido e se metem nas maiores roubadas para juntar o casal protagonista. A obra tem como palco Nova York e tem ar de filme da sessão da tarde!

Antes de Dormir - S.J. Watson | Resenha

Christine acorda numa cama estranha, ao lado de um homem com uma grossa aliança no dedo. Sua primeira reação é imaginar que na balada tenha se envolvido com um homem casado. Enquanto tenta se lembrar com esforço da noite anterior, entre pudores de ser descoberta pela esposa traída, ela finalmente se olha no espelho. E não reconhece o reflexo. Pelo menos vinte anos mais velho do que esperava encontrar.
É então que o homem lhe revela algo perturbador: todos os dias, suas memórias desaparecem todas as vezes que ela dorme. O estranho, seu marido Ben, é obrigado a recontar a vida deles todas as manhãs. Encorajada por seu médico, ela começa um diário para ajudá-la a recompor as memórias dia após dia. Certa manhã, ela o abre e se depara com quatro assustadoras palavras: “Não confie em Ben”. E ela passa a se perguntar... Que acidente a fez ficar assim? Em quem ela pode confiar?
Thriller psicológico | 400 páginas | Editora Record 

Antes de dormir é um Thriller psicológico que ganhou uma adaptação cinematográfica e está disponível no catálogo da Netflix.

Christine é uma mulher de 47 anos, que acorda todos os dias do lado de um homem que pensa ser desconhecido, achando que é criança ou ainda está no começo de sua vida adulta, com 20 anos. Todos os dias o homem dormindo ao lado dela explica ser Ben, seu marido.

No passado, nossa protagonista sofreu um acidente que faz com ela perca a memória toda vez que se deita para dormir a noite. Então, aconselhada por um médico, começa a escrever um diário onde relata toda a sua rotina, para poder ler no dia seguinte.

No dia relatado no primeiro capítulo do livro, Christine pega seu diário e la encontra em letras grande que não deve confiar em Ben. Começamos a ler o diário junto com a protagonista, e vamos descobrindo todas as mentiras e manipulações de seu marido.

Dominic - L.A. Casey | Resenha

Depois de um acidente de carro que matou seus pais quando ela era uma criança, Bronagh Murphy escolheu a isolar-se das pessoas num esforço para manter seu futuro longe de sofrimentos. Se ela não se aproximar de pessoas, falar com elas ou conhecê-las de qualquer forma, ela conseguirá ficar sozinha, do jeito que ela quer.Quando Dominic Slater entra em sua vida, ignorá-lo é tudo o que ela tem que fazer para chamar sua atenção. Dominic está acostumado a chamar atenção, quando ele e seus irmãos se mudam para Dublin, na Irlanda, para cuidar do negócio da família, ele ganha a atenção de todos. Todos, exceto da bela morena com uma língua afiada.
Dominic quer Bronagh e a única maneira que ele tem de chegar até ela, é arrancá-la do seu isolamento voluntário, e ele vai fazê-lo da única maneira que sabe pela força.
Dominic a quer, e o que Dominic quer, Dominic pega!
Erótico | 371 páginas | Editora Bezz

Bronagh sempre foi uma garota isolada, principalmente depois da morte dos seus pais há anos atrás. Desde então ela evita qualquer contato com outras pessoas para não correr o risco de perdê-las outra vez. Sua irmã e guardiã Branna não gosta da sua atitude, pois assim Bronagh fica cada vez mais solitária e afastar as pessoas de si não é a resposta para evitar um sofrimento. É preciso se permitir viver de vez em quando.

Quando Dominic e Damien Slater, os irmãos gêmeos americanos, entram em sua vida, toda essa barreira que Bronagh criou passa a ruir. Dominic quer chamar sua atenção porque Bronagn é praticamente à única garota que não se interessou por ele, apesar de sua compleição e forma física, e isso o irrita mais que tudo. Dizem que quando alguém quer chamar sua atenção, ela faz coisas estúpidas, e Dominic entra nesse quesito. Ele começa a fazer bullying com a garota, além de ficar sempre elogiando sua bunda, que é bem avantajada.

As brigas constantes entre eles acabam causando uma atração, mesmo que a princípio Bronagn não queira admitir. E quando ela enfim permite que Dominic entre em sua vida, uma bomba sobre ele e seus irmãos é jogada em sua frente. Resta saber se ela terá força o bastante para superar isso.
Já começo a resenha dizendo que eu terminei esse livro com sentimentos ambíguos. Sabe quando o autor tem uma narrativa muito gostosa, que te envolve de uma forma muito interessante, mas adiciona elementos e características desnecessárias a obra, o que vai pesando para o lado negativo? Dominic é exatamente assim.

Resumo do mês de Novembro

Olá, mon amour como vão?! Enfim estamos na reta final do ano. A impressão que eu tive que de Janeiro até Junho foi lento, mas do resto pra cá, passou correndo. Vocês também? Espero que 2019 venha mais devagar...
Eu tinha me esquecido de fazer o Resumo do mês, mas cá estou! Como viajei à Curitiba no…

Amoras - Emicida & Aldo Fabrini | Resenha

Na música “Amoras”, Emicida canta: “Que a doçura das frutinhas sabor acalanto/ Fez a criança sozinha alcançar a conclusão/ Papai que bom, porque eu sou pretinha também”. E é a partir desse rap que um dos artistas brasileiros mais influentes da atualidade cria seu primeiro livro infantil e mostra, a…

O Jogador - Vi Keeland | Resenha

Na primeira vez que encontrei Brody Easton ele estava no vestiário masculino. Foi a minha primeira entrevista como jornalista esportiva profissional. O famoso quarterback decidiu me mostrar tudo. E, por tudo, não quero dizer que ele me disse algum de seus segredos. Não. O idiota arrogante decidiu deixar cair a toalha quando fiz a primeira pergunta. Na frente da câmera. E o famoso ganhador do Super Bowl rapidamente adotou um novo hobby: me provocar.Quando o afastei, ele desistiu de só me provocar e resolveu que queria transar comigo. Mas eu não saio com jogadores. E não é porque sou uma das poucas mulheres que trabalham no mundo do futebol profissional. Eu posso namorar um jogador. É outro tipo de jogador que eu não namoro. Você conhece o tipo: boa aparência, forte, arrogante, sempre querendo ficar com alguém.
Brody Easton era um verdadeiro jogador. Toda mulher queria ser a que iria mudá-lo. Mas a verdade era que tudo que ele precisava era de uma garota por quem valesse a pena mudar.
De repente, eu era essa garota.
Simples, certo?
Vamos encarar, nunca é.
Há uma história entre o era uma vez e o viveram felizes para sempre...
E esta é a nossa.
Erótico, romance | 304 páginas | Editora Charme

Delilah Maddox é uma repórter esportiva e trabalha num dos canais mais importantes que transmitem os jogos. Agora que o Super Bowl está a poucos meses de começar, as temporadas pré-evento estão bombando. Delilah precisa entrevistar os jogadores do Steel e a estrela dele, o quarterback Brody Easton

Mas o primeiro encontro deles não sai como planejado. Em um rápido bate-papo dentro do vestiário após um jogo, Brody fica completamente nu para provocar a repórter. É claro que o jogador tem o corpo durinho, uma barriga travada e outras partes maiores ainda, mas a audácia dele deixa Delilah completamente irritada.

Brody claramente a quer em sua cama e não medirá esforços para conseguir isso. Mas será que Delilah conseguirá esquecer o passado e dar uma chance ao jogador?
Minhas experiências com a escrita da Vi tem sido meio a meio. Encontro uma leitura boa e outras nem tanto assim, mas acertei em cheio com O jogador. O livro com pouco mais de 300 páginas passou voando e eu me diverti muito com essa história, principalmente porque o casal tem uma química daquelas e nada é forçado, na verdade a gente torce muito por eles, até quando o Brody age como um idiota no começo.

Sorteio Natal Literário 2018

Final de ano é uma época boa, não é? Como já é tradição, para comemorar o ano que passamos juntos, nada melhor que um sorteio super recheado! O Natal Literário acontece desde 2016 e neste terceiro ano conseguimos reunir mais de 40 blogueiros e bookstagrammers. Nós pensamos nos prêmios com muito carinho e esperamos que gostem do que preparamos para vocês! Preparados?

back to top