Como salvar um herói - Suzanne Enoch | Resenha

 "Ele estava todo de cinza, com exceção da gravata branca de nó simples. A cor e a pouca luz escureciam seus olhos, fazendo-os brilhar. Novamente, Lucinda teve a sensação inquietante de que ele podia ler seus pensamentos.

— Eu plantei as mudas — disse ele subitamente.
— Ah, sim? Ótimo.
— E nós fizemos um acordo.
Minha nossa.
— Sr. Carroway, você não precisa…
— Robert — interrompeu ele.
— Robert, então. Fico grata pela oferta, mas, realmente, não é…
Devagar, ele estendeu a mão e tocou seu rosto, os dedos roçando em sua pele como se esperasse que ela fosse evaporar.
— Eu disse que ajudaria — murmurou ele — e é o que farei.
Um arrepio desceu pela coluna de Lucinda. Tivesse Robert aceitado as rosas ou não, ela não esperava que voltasse a mencionar o acordo. E não esperava se sentir tão… eufórica com aquele toque."

Depois de ter suas duas amigas, Georgiana e Evelyn,  casadas com os homens os quais escolheram dar lições, é a vez de Lucinda Barrett escolher um lorde para si. Só que pretensiosamente ela resolve escolher não somente um homem para dar lições mas também um potencial marido, afinal, suas amigas se casaram assim! 


E o escolhido para representar os dois papéis é lorde Geoffrey Newcombe, quarto filho de um duque, com acessão no exército e incrivelmente lindo. Seria muito fácil conseguir a atenção dele, e por isso ele é a escolha mais óbvia para ela, ainda mais sendo seu pai um general. 


Só que para Robert Carroway, as coisas não são tão óbvias assim. Depois de passar três anos recluso e quase sem falar com sua família devido ao grande estresse pós-traumático que ele teve após lutar nas guerras napoleônicas, ele resolve sair de seu refúgio e transitar pela sociedade para chamar a atenção de Lucinda, por quem sente um certo apreço. 


Só que o pai dela despreza Robert com todas as forças, e Lucinda sempre teve uma  boa relação com ele, então sua amizade com Robert pode ser um grande problema para ela. Mas quem disse que ela consegue controlar a vontade de vê-lo?

Eu estava ansiosa para o terceiro volume da trilogia Lições de Amor porque eu adorei o primeiro, gostei muito do segundo, mas foi o terceiro que realmente me deixou de quatro pela escrita da Suzanne. Com toda certeza ela entregou um livrão para terminar essa série e eu não poderia ter amado mais. 

De um modo geral, Geoffrey Newcombe é um homem melhor que Robert Carroway, mesmo sem esse desastre. Geoffrey é gentil, bonito, popular e tem uma carreira brilhante pela frente. Robert... mal consegue proferir mais que duas palavras e não tem futuro algum que eu consiga vislumbrar.

Robert apareceu um pouco no primeiro livro visto que era um dos irmãos de Tristan, o protagonista. Mas nem de longe sabemos o que de fato aconteceu com ele, e o mistério que envolve Robert é o que faz com que a gente se sinta cativado pelo personagem. Descobrir o que aconteceu com ele nas batalhas contra Napoleão permeia toda a trama e faz com que o leitor queira saber mais de sua história. O homem recluso, carrancudo, que tem muita dificuldade para sair de casa e falar com as pessoas senão a família com certeza tem muitas histórias para contar. E às vezes eu queria forçá-lo a abrir a boca e despejar todos seus problemas, mas isso é feito com muito desenvolvimento e a seu tempo pela autora. Robert aos poucos vai saindo do casulo, tomando as rédeas de sua vida e é algo incrível de ver.


Lucinda é a última amiga que falta para dar as lições. Pra quem não lembra, ela e as amigas resolveram escolher lordes que acreditavam que merecessem receber algumas lições de "etiqueta", tipo "nunca deixe uma mulher falando sozinha" e etc. Achei chato ela querer burlar as regras e tentar conseguir um pretendente ao mesmo tempo, mas pensando pela lógica, é óbvio que ela também tentaria a sorte já que as amigas acabaram conseguindo maridos assim. Apesar de toda sua desenvoltura, eu senti que pouco conhecia a personagem. É como se toda a história fosse sobre Robert e ela ficasse em segundo plano, mas mesmo assim, não digo que senti muita falta.

O desenvolvimento deles é lento e gradual. Robert tem muita dificuldade em se expressar e por isso suas interações com Lucinda são bem estranhas. É por isso que eu gostei mais ainda deles como casal, porque não ficou forçado e dá pra ver o sentimento nascer aos poucos entre eles. Mas existe todo o problema do pai dela e também o fato de que existe alguém que quer prejudicar Robert, e também Geoffrey, claro. São muitos empecilhos que me fizeram realmente duvidar se o casal conseguiria ficar junto ou não.

Robert a interessava, a intrigava e mexia com seus sentidos de uma forma que ninguém nunca conseguira.

O legal é que além do romance, a gente tem algum suspense em suas páginas. O livro não fica parado e entrega desconfianças e muitas perguntas. A autora consegue segurar a história de Robert até o final, o que nos deixa mais ávidos ainda a descobrir o que de fato aconteceu com ele.


Gostei tanto da dinâmica familiar dos Carroways que queria que todos os irmãos tivessem um livro. Eu amei o irmão mais novo de 10 anos, ele é muito fofo e traz mais leveza a trama, além de momentos ternos e fofos. Com certeza foi um romance que me deixou com água na boca e brilho nos olhos. Amei e super recomendo toda a série!


Lições de amor #3 | 320 páginas | Editora Harlequin | Nota: 5/5❤


17 comentários

  1. Oi Mi, eu AMEi esse livro. Aliás, a série é maravilhosa! Lucinda me irritou em alguns momentos, mas perdei a personagem por isso rsrsrsrs E Robert é um amorzinho!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  2. Ahhhhh Mika!!
    Falou em romance de época meu coração já palpita e O livro já é adicionado na wishlist.
    Não conheço a escrita da Suzanne mas adivinha qual trilogia está na minha estante? Isso isso isso, a Triogia Lições de Amor.
    Corri o risco e comprei, mas agora tô ansiosa pra conhecer Robert...😏

    ResponderExcluir
  3. Amo um romance e amo um suspense, quando juntam os dois então, mesmo que em pouca dosagem, eu fico feliz demaisss! Não li nenhum livros dessa trilogia e nem conheço a autora, mas me interessei, vou procurar saber mais sobre os outros livros também.
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi, Mi

    Eu só conheço a escrita da autora através da antologia dela com a Julia. Não comprei nenhum dos livros dela pelo preço, mas estão na lista. E já estou acostumada a ler um RE e já querer livros de outros personagens que aparecem na história, adoro! Ahhahahah

    Beijos
    - Tami
    https://www.meuepilogo.com

    ResponderExcluir
  5. Oi, Mi! Tudo bom?
    A Eduarda amou o primeiro volume dessa série e foi o que me fez correr atrás pra comprar. Ainda não li, mas tô animada com a coisa de a autora manter a qualidade e desenvolver bem a história - e o suspense me deixou bem curiosa!

    Beijos, Nizz.
    www.queriaestarlendo.com.br

    ResponderExcluir
  6. Oiii MI

    Eu fico feliz em saber que toda a trilogia te agradou e principalmente esse terceiro. O que me empolgou de verdade foi esse toque de suspense que a estória vai trazer, isso me prende demais em um romance de época e me animou saber que nesse livro tem.

    Beijos, Ivy

    www.derepentenoultimolivro.com

    ResponderExcluir
  7. Oi amiga!
    Na época de ouro do Roendo Livros, uma das colunistas resenhou o primeiro livro dessa trilogia, mas como não sou fã de romances de época, acabou ficando por isso mesmo. Mas achei interessante a construção do universo e gostei de saber que o envolvimento entre os protagonistas se dá de forma gradual. Acho que é isso que eu sinto falta do gênero, acho que as coisas sempre acontecem rápido demais.

    Beijo!
    https://www.roendolivros.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Olá, Miriã
    Eu amei as capas dessa trilogia, são lindas.
    Pelo que li em sua resenha a autora sabe como prender o leitor com romance, pitada de mistério e ainda ensina como amar um crédito. Lucinda e Robert é um casal que mesmo sem ler já shippo muito.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. Eu só ensaio pra começar a ler essa série. Pelos comentários, ela parece fazer muito meu estilo de romance de época. Mulher, eu to indo com expectativas por culpa tua viu
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  10. Mulher, eu sou daquelas que quando começa uma série, precisa terminar HAHA quando lançou o primeiro aqui no Brasil e eu li, fui correndo achar os outros, mesmo não sendo lançados ainda. Acho que quando a gente lê tudo de uma vez, os personagens nos parecem mais familiares, sempre lembramos as características que geralmente aparecem nos livros anteriores e assim dá pra encaixar na mente de forma mais legal.
    O primeiro foi o que eu mais gostei da série, porém os outros também são muito gostosinhos de acompanhar. Esses personagens que têm traumas despertam na gente uma vontade de proteger, de quebrar as barreiras né? kkkkk amo ver as mulheres ultrapassando os obstáculos e se apaixonando.
    Também super indico! Beijos

    ResponderExcluir
  11. Oi Miriã! Tudo bom? Sou nova aqui :D
    Vou te falar que essa capa e esse titulo (principalmente o titulo) chamam muita atenção. Pensei altas coisas antes de ler o que você escreveu, mas como o livro faz parte de uma série fiquei um pouco confusa sobre as tais lições de etiquetas e como as personagens vão conseguir maridos assim o que me fez ter vontade de ler, inclusive já inclui na minha listinha do Skoob pra poder procurar depois :3

    Beijos
    https://coonversa-paralela.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  12. Eu ando tão em dívida com os romances de época. Mas ainda vou mudar isso até o ano acabar! Acho que esse ano só li um rs(não me julgue) mas a pandemia(eu vou culpar ela) me trouxe um lado que estava meio adormecido, o amor por outros gêneros mais densos.
    Namoro essa série faz tempo e amo as capas, os títulos e mesmo sem conhecer, já preciso ver quem é Robert! rs
    Beijo

    Angela Cunha Gabriel/Rubro Rosa/O Vazio na flor

    ResponderExcluir
  13. Olá, Miriã.
    Eu só li o primeiro livro dessa série, que amei. Até tenho o segundo aqui mas vou esperar comprar o terceiro dai já leio os dois juntos. E agora fiquei empolgada com sua resenha.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  14. Olá! Eu tive a oportunidade de ler essa trilogia em setembro, e amei conhecer a escrita da Suzanne Enoch, esse foi o meu favorito da série, Bit é um personagem maravilhoso, e todo o suspense que o livro possui é ótimo, mas realmente a família Carroways rouba a cena, Edward é um fofo, dei uma pesquisada e descobri que Bradshaw, o irmão do meio, tem seu próprio livro em outra série da autora, que infelizmente ainda não foi publicada aqui no Brasil, agora nos resta ficar na torcida para que a editora publique mais livros dela por aqui.

    ResponderExcluir
  15. Miriã!
    Tão bom quando um romance traz além do envolvimento do casal que aqui é feito aos poucos, um certo suspense pelos acontecimentos da vida de Robert, o que nos faz conhecê-lo um pouco mais e quais os motivos de ser uma pessoa que não consegue se relacionar como deveria com as pessoas.
    cheirinhos
    Rudy

    ResponderExcluir
  16. Ola
    Ah cono eu amo ler romances de epoca .
    Ainda náo li essa serie da Suzanne Enoch mas quero muito .
    Conheço essa autora por causa dos romances de banca
    Amo quando os personagens váo se envolvendo aos poucos

    ResponderExcluir
  17. Muito bom quando as trilogias são finalizadas perfeitamente. Que bom que você aproveitou a leitura e gostou dos três livros! Adoro ver a evolução dos personagens e esse desenvolvimento pra virar um casal, acho fofo.
    Beijos

    ResponderExcluir

Não esqueça de deixar seu comentário, assim poderei saber se gostou ou não do post.
Aproveite e deixe seu link, para que eu possa retribuir sua visita! ❤
Comentários PLAGIADOS NÃO SERÃO ACEITOS!

Capítulo Treze. Design by Berenica Designs.